Pular para o conteúdo principal

Quem sou eu

Minha foto
AS INFORMAÇÕES  DOS  ULTIMOS  ACONTECIMENTOS  NA VENEZUELA

COLUNISTA BLAS DE PAZ SANTOS

GAZETA CENTRAL 9 DE NOVEMBRO DE 2014                                                   PAGINA  SEIS


Eu vivo em um dos muitos países "escolhidos ou não" por ter de deixar a Venezuela por circunstâncias sócio-políticas diferentes que já enfrentam 16 anos na pátria do Libertador da América.
Venezuelanos têm a reputação de ser o pior. Por que é que conseguimos esta reputação? A maior parte dos casos em que são rotulados com essa afirmação insultuosa vêm de certo número de compatriotas (a maioria não são) Que acreditava que todos os países têm o mesmo anarquia, e, claro, o seu comportamento é o mesmo.
Depois de ter cassado oito anos neste país que me acolheu, tenho visto como o comportamento de nossos compatriotas (Felizmente a maioria não) Gerar não só esse rótulo, mas também o seu comportamento é arrogante, pretensioso, "ao vivo", egoísta, matraqueros, falta de respeito, botaratas e irresponsável com suas obrigações legais.
Temos a intenção de contornar as leis, regras e regulamentos para ganho pessoal. No que diz respeito ao tráfego de veículos, observar desrespeito diário aplicando"Creole Lively"para avançar em zonas proibidas, ignore ou "comer-nos" semáforos, faixas de pedestres e pular direito de passagem, em auto-estradas que funcionam através das plataformas reservados para emergências, o bom estilo venezuelano.
No que diz respeito à credibilidade, que se aproveitaram da boa fé dos moradores para aplicar"Creole Lively" e causar danos irreparáveis, abusando de cartões de crédito que elogiam as muitas empresas, bancos e da poupança, com comportamento enganoso, truques, dolosa ou más intenções. Alcançando fraude insolvência impagável.
Pessoalmente acreditamos mais elevada, nós coleamos em filas, não pagam impostos. A fim de qualquer quantidade de violação dos regulamentos que o tornam diferente dos países de primeiro mundo. Estes países funcionam porque as leis são respeitadas e porque temos as autoridades que monitoram o cumprimento.
Por mais que nós consideramos pinga, de estar e arrechos, nós não somos. Felizmente a grande maioria dos venezuelanos que foram obrigados a emigrar não tem esse comportamento, mas como diz o ditadoBreeding fama e elenco para dormir> Este grupo de irresponsáveis ​​nos prejudicou todos os trabalhadores venezuelanos e empresários que são labrándonos um futuro melhor e contribuir para o desenvolvimento dos países que nos acolheram.
Para os nossos compatriotas que não saíram, mas que são planejadas, e aqueles que, infelizmente, têm mencionado, por favor, um bom exemplo do que fomos e os nossos pais nos ensinaram.
"Quando em Roma, faça como os romanos ou o que é o mesmo, onde quer que você vá e faça o que você vê"
Lembre-se que você não é especial por ser venezuelano, lembre-se que o"Creole vivacidade"foi o que nos levou à atual situação de anarquia, corrupção, pobreza, insegurança, etc.
O que é adequado ... o te vas a tu Pais ... !!!
Por
Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com
blasdps

GAZETA CENTRAL 12 DE NOVEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Blas De Paz Santos Na medida em que o regime que atualmente desgobierna, reprime, silencia, enviado através de várias técnicas usadas pelos regimes comunistas e a oposição dividida e defronta os interesses parcelistas e conformistas não chegam a uma saída da deterioração social e moral extremamente Bárbara da Venezuela.
GAZETA CENTRAL 16 DE NOVEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS


Era 2h30 da manhã do dia 28 de janeiro de 1948, com seus faróis em posição, o navio de pesca "Emilio" Jovem comandada pelo capitão Juan Forneceu Riera, move-se sobre a baía de Santa Cruz de Tenerife, com uma carga de valor inestimável: "Fugitives 49 passageiros" O capitão e uma mulher (capitão noiva) stowaway Desesperado para deixar o TERROR DE FRANCO dispostos a suportar as agruras de uma viagem de incerteza. 50 almas repleto de medo e angústia, no estreito detém uma embarcação de apenas 17 metros de comprimento, 3,90 m de largura, 2,20 metros de profundidade, mas com a esperança de liberdade na América.
Com a suposição de navegar para o porto de Las Palmas concedida pelo Comandante da Marinha, "Emilio" dobrar sua cabeça no canal de Tenerife e Gran Canaria, deixando as luzes da vila de San Andres e Santa Cruz no meio de uma noite fria e escura, mas depois de superar a poucos quilômetros capitão ordenou a mudança de curso para o Sul-Oeste O curso desejado e planejado para escapar. Desde que começou na madrugada convés fugitivos intrépidos e passageiros em dificuldades no horizonte o contorno da magnífica Teide, que encheu de choque ao ver que ainda estão em águas Canárias.
Pouco mais de dois dias de navegação a "Emilio" Ele conhece o seu primeiro obstáculo de consideração, um vendaval que, além de abalar a embarcação provoca a perda do combustível carvão para as caldeiras que você trabalhou tão duro para embarcar no cais sul de Tenerife. É alarmante redução de combustível de carbono requer retardar o barco em perigo planejamento apenas oito dias de viagem. A decepção e incerteza está tomando conta da maioria dos marinheiros desesperados. Depois de 15 dias no combustível carvão mar está concluído e que o navio estava à deriva, comida e água começou a ser racionada.
Como disse um passageiro em seu diário, lemos: "A água acabou, como café da manhã, tocar em uma colher de sopa de cada Gofio" . Felizmente um navio sob a bandeira do Brasil a "Rio Touncantini" o fornecimento de água, alimentos e madeira para combustível nas caldeiras foi avistado. Esta reunião eles cheio de otimismo, mas a madeira não foi suficiente para terminar a viagem, tive que usar cabanas de madeira e cobertores. Mais uma vez o desespero e angústia surge, à noite eles viram outra embarcação de grande porte que cruzaram seu caminho incerto, o "Construtor canadense" capaz de receber ajuda com alimentos, biscoitos e um pouco de madeira, apesar das condições adversas do mar. Uma vez que esse novo contratempo arco eles se dirigiram para a vizinha ilha de Trinidad.
À medida que contou em seu diário o passageiro: "Entramos no Golfo de Paria pacífica e navegaram para Port of Spain, foi inquiridos para a origem dos refugiados e destino. Um passageiro que falou um pouco de Inglês foi avisado por um nativo de deixar a ilha, como eles poderiam nos pegar e nos enviar de volta para a Espanha ". O jovem mudança capitão rapidamente para o oeste (costa de Paria) chegando em Patos Island, onde eles cortaram algumas árvores para continuar navegando para o litoral nas proximidades da península de Paria.
Após 33 dias no mar, ele 02 de março, com fome, desesperado, com fome, barbudo, 50 homens, uma mulher e um gato pisou em território venezuelano no porto de Güiria sul-oeste da península de Paria.
Um barco de pesca local atraiu pedir-lhes quem é você? De onde elas vêm? E com uma só voz, gritou 51!Estamos Espanhol e temos vindo a fugir Franco Terror!
The National intitulada: "A odisseia do 51 espanhóis, em um pequeno barco, correndo de FRANCO. Cruzou o Atlântico em 33 dias. A noiva de mulher solteira CAPTAIN ON BOARD WINE clandestino "
Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

blasdps

GAZETA CENTRAL 19 DE NOVEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS




GAZETA CENTRAL 30 DE NOVEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

POLÍTICA DE INTOLERÂNCIA
"Tolerância passiva" e / ou "intolerância política"
Por Blas De Paz Santos


"A linguagem utilizada na política muitas vezes promove a intolerância e até mesmo legitima a violência ... Respeito sem medo de dissidência sem a ameaça de violência testa a maturidade [e] a democracia ... A cultura democrática é testada quando somos capazes de respeitar a igualdade e liberdade para aqueles mais distante da nossa opinião política, o nosso interesse material, nossa crença e de consciência ".Zackie Achmat, "se a linguagem e Política"
¿Tolerância passiva e / ou intolerância política?Sabe-se que a intolerância é o oposto de tolerância na políticaintolerâncialeva a marginalizar os nossos adversários não permitindo que idéias e crenças diferentes por não tentar compreendê-las, valorizá-los e impor-se por todos os métodos à sua disposição, ou seja, que atacam essas idéias e tentar eliminá-los acreditar que sua posição é a válida apenas .
Intolerante luta para impor a sua maneira de pensar, acima de tudo, "pensar". Elas estão presentes em toda parte, na família, na comunidade, empresas, instituições do país.
Eles são desrespeitosos e exclusiva com todas as pessoas e grupos que se sentem diferentes deles, política, religiosa, sexual, etc. Uma de suas ferramentas favoritas é a rejeição e o uso da violência. Um exemplo claro é o que aconteceu nestes 16 anos de socialismo do século XXI é claro, a lista de casos levaria a interminável.
A situação social e política na Venezuela apresenta um cenário que emergiu e está a reforçar a"Tolerância passiva"de certa classe política, o que equivaleria a"Viva e deixe viver"Que nada mais é do que um certo desprezo pelos problemas reais que estão sofrendo o povo em geral.
Mas o que é a "tolerância passiva"? Entendemos que a tolerância passiva ou negativa que consiste em "fazer" em um refrão: nenhum protesto, nenhuma agressão, nenhuma proibição, sem perseguição, não defender os direitos fundamentais e até mesmo nenhuma declaração pública ou reivindicação investigar e abusos de crenças outro. Tolerância passiva é coerente com as atitudes de desprezo e indiferença para com o destino dos outros e, na prática, como acontece muitas vezes, as atitudes de desprezo-acompanha tolerância.
Não devemos alimentar o desrespeito para com os outros, a injustiça, a extrema falta de vergonha, crime impune, as constantes violações dos direitos fundamentais, a anarquia social, com "tolerância passiva" porque seria abrigado na capa de indiferença e a impunidade que tem gerado muitos problemas em nossa sociedade.
A tolerância não pode ser passiva. Tolerância requer convicção, solidariedade, coragem e compromisso com a liberdade. A tolerância é o fundamento da liberdade de consciência e autonomia individual. Como tal, não pode estar ausente ou indiferente aos atos que prejudicam os outros e violam a autonomia individual e as pessoas morais. A partir deste ponto de vista, não pode haver "tolerância passiva" e que a tolerância representa as crenças e ações de pessoas sem estar sujeito a interferências ou constrangimentos institucionais ou políticos.
Como afirmadoJohn F. Kennedy: "A tolerância não implica falta de compromisso com nossas próprias crenças, mas sim a condenação de opressão e perseguição dos outros."
Você TambémPierre Bayledeclarou:"A tolerância é, portanto, uma fonte de paz, ea causa da desordem e da luta contra a intolerância"
Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

blasdps

GAZETA CENTRAL 07 DE  DEZEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Venezuela: A partir de "exportador de petróleo" a "importador país de petróleo, gás e derivados"
Estamos vivendo em um país totalmente o oposto do que consideramos normal. Venezuela tornou-se um país incomum onde depois de ser um dos maiores produtores e exportadores de petróleo e de petróleo no mundo, temos que importar petróleo leve da Argélia, gasolina dos EUA e do Brasil para atender às necessidades do país.
Uma fonte de óleo questionou onde os registros de acidentes cujas instalações já são únicos. Para isto é preciso acrescentar a estagnação
da produção de petróleo pela falta de investimento e derrocada dos preços do petróleo que mata todo o mecanismo do Estado rentista.
Um país incomum onde você tem que pedir permissão para viajar, mesmo se não for estabelecida como tal. Quem pode viajar sem passar pelo calvário de solicitar quotas preferenciais da CADIVI dólares para hoje "matar" o raspacupos?
Um país incomum onde após a erradicação de epidemias e doenças contagiosas, retornamos ao pior estado de saúde existem onde a escassez de medicamentos atingiu extrema onde as redes sociais tornaram-se os melhores meios de comunicação para localizar e adquirir publica ou medicamentos indispensável a pá do desastre de saúde pública.
Um país incomum onde todos os dias nós entramos em um processo em que um estado de insegurança toque de recolher sem decretársele após oito horas em todas as grandes cidades por crime desenfreado, com o apoio do regime usa-los como executores está implícita.
Um país incomum que depois de ter vindo a esperar o melhor sistema elétrico na América Latina, está no pior momento de abandono das instalações, criando blackouts incontroláveis ​​e de longa duração, que deixaram mais de 60% da população venezuelana sem serviço elétrico.
Um país incomum onde cidadãos comuns têm de fazer filas intermináveis ​​supermercados fora para ver quem veio e para comprar os produtos de alimento diário para a família. Quando as importações se concentraram principalmente na área de alimentos, principalmente em áreas como leite em pó, açúcar, frango e carne, arroz, milho e café. O Salão ingredientes, Main Creole prato, permanecem em grande parte importado proporção. Mais de 60% do arroz consumido no país é importado, 70% do feijão preto também. Assim, os alimentos estrangeiros tornou-se parte do cardápio diário dos venezuelanos.
Um país incomum que depende das receitas do petróleo para a segurança alimentar, é insustentável e prejudicial à aparelho produtivo do país. A situação chegou a inimaginável ou nos seus piores extremos. Estamos a atravessar a crise mais importante sócio-político-econômico que temos experiência em nossa história.
O regime tentou sobrepor a sua incapacidade e ineficiência na falta mais terrível de alimentos, medicamentos e produtos básicos do cotidiano venezuelanos, tentando culpar depois de 16 anos, logo no quarto República, o Império, Uribe e parar a contagem.
"É difícil para cobrir com as importações que o país deixa de produzir" Carlos Machado Allison.
Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

blasdps

GAZETA CENTRAL 14 DE DEZEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Mi artículo para este Domingo 14/12
¿SERA QUE YA PERDIMOS LA CAPACIDAD DE ASOMBRO?
"Las sociedades deben juzgarse por su capacidad de hacer que la gente sea feliz" Alexander de Tocqueville.
Por Blas De Paz Santos

En la actualidad en Venezuela con la situación precaria que vivimos, es inminente la pérdida de la capacidad de asombro, estamos ante el riesgo de perder la valoración del comportamiento humano, permitiendo que se establezca un estado de violencia, maldad e indiferencia a pasos agigantados rompiendo todos los record de las dos últimas décadas.

Se ha perdido la capacidad de asombro cuando con indolencia permitimos que políticos con antecedentes penales y morales, y con riquezas cuantiosas e inexplicables, ocupen puestos en el régimen, sin que nos provoquen más sentimientos que la indiferencia.

Se ha perdido la capacidad de asombro con los más de doscientos mil asesinatos por la inseguridad reinante en los últimos 16 años y otros miles de muertos que se han ocasionado por la falta de asistencia social, suministros sanitarios y medicamentos.

Se ha perdido la capacidad de asombro ante el incremento de atracos, robos, secuestros exprés, ante el robo y secuestro de niños y niñas que se trafican para el comercio sexual o laboral, ante una sociedad indiferente que no denuncia violaciones de derechos humanos, y autoridades en muchos casos complacientes con la delincuencia.

Se ha perdido la capacidad de asombro al ver la complicidad del régimen con la corrupción desbordante en todas las esferas.

Se ha perdido la capacidad de asombro ante el incremento del desabastecimiento ocasionando colas  y tratamientos denigrantes para la adquisición de los productos de primera necesidad, ante una sociedad indiferente que no denuncia las violaciones a sus derechos fundamentales.

Sí. hemos perdido nuestra capacidad de asombro porque hemos olvidado lo que realmente importa, lo culminante, lo que da sentido a nuestro existir y no a nuestra vida. Ya no sorprenden las desgracias, no prestamos atención a la problemática de nuestros familiares y amigos. Simplemente dejamos de sentir que algo nos conmueve, porque vivimos dentro de una frialdad increíble.

Sí, hemos perdido la capacidad de asombro, ya no nos admiramos ni conmovemos con las cosas que suceden por maravillosas o cruentas que sean. Sí, perdemos la capacidad de asombro porque olvidamos lo realmente importante y trascendente para brindarnos felicidad duradera y que dé sentido a nuestra existencia.

Sí, hemos perdido la capacidad de asombro cuando perdemos el respeto, la tolerancia, la honestidad, la generosidad, la responsabilidad, la lealtad, los valores sociales, el respeto a nuestros semejantes, la cooperación, la comprensión, la vocación de servicio, etc.

La capacidad de asombro es apreciar que algo nos conmueve, nos admira y provoca una manera de acción para contribuir a que mejoren las cosas en nuestro entorno

Platón y Aristóteles consideraron que la capacidad de asombro y admiración permitió al ser humano preguntarse e inquietarse sobre su origen y conocer el verdadero sentido de su existencia.

Cerraremos el año retomando la capacidad de asombro y de admiración para aliviar el sufrimiento del pueblo y desactivar la deshumanización que el régimen quiere hacernos su presa.

“No hay grandes límites al crecimiento debido a que no hay límites de la inteligencia humana, la imaginación y el asombro.”
Ronald Reagan
Por
Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

@blasdps


GAZETA CENTRAL 14 DE DEZEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS


NO ES QUE NOS QUERAMOS IR,
ES QUE NO TENEMOS OPCIÓN.
Por Blas De Paz Santos

“Irme de mi país no fue una decisión fácil. Requirió del análisis de una situación insostenible para mí.  Después del esfuerzo realizado por mi familia y el mío propio terminé mis estudios, la determinación de renunciar al confort que la vida en familia me ofrecía. Aceptar el reto de vivir lejos de tu familia, amigos, costumbres, comida, y enfrentarte a una nueva cultura, un nuevo idioma, unas nuevas reglas y normativas y sobre todo el proceso de integración que el nuevo país exige. Ver que tu carrera quizás no la podrás ejercer, y tener que aceptar el trabajo que esté disponible para poder sobrevivir y labrarte un futuro estable.” Así se expresaba María Luisa chica venezolana Licenciada en RRHH.
“La gota que rebosó el vaso fue el día en nos atracaron a mi amiga y a mí, saliendo de una tienda de telefonía, el miedo y el pánico causado por las armas que portaban los delincuentes más jóvenes que nosotras, fue de terror. Gracias a Dios no perdimos nuestras vidas ya que no opusimos resistencia y entregamos el celular que mi amiga había comprado y las carteras.” Aseguraba.

Para María Luisa, la situación de Venezuela no le es extraña. Esta consiente que en el  país se vive con dificultades y que ella como miles de venezolanos han emigrando es porque la inseguridad ha llegado al punto de causar miedo de salir hasta la casa de la vecina, porque la violencia ha rebasado los límites imaginados.

“En Venezuela los problemas ya no son políticos, los problemas van mucho más allá, son problemas que están en la gente y no sabemos cómo solucionarlos y no estoy dispuesta a perder mi vida porque mañana alguien decida matarme porque le gustó mi reloj. No es que nos queramos ir. Es que no tenemos opción”, Asegura. “En Venezuela sentía que todo lo que soñaba nunca lo iba a poder lograr y me da mucha tristeza no poder vivir esto con mi familia, con mi gente, en el lugar en el que nací, pero emigrar ha sido una decisión que tomé y creo que ha sido la correcta”.

En el momento que tomas la decisión de marcharte, tu vida se convierte en un sacudida de emociones, de ansiedad, de lo inesperado, de aprendizaje e improvisación, los sentidos nunca descansan, nuevos lugares, nuevas costumbres, nuevos retos, nuevas personas… La sensación de comenzar de cero está presente causando un cumulo de sentimientos incontrolables por un largo periodo de tiempo.

Cuando tu familia te pregunta cómo te va? Nos apresuramos a decir que muy bien, ocultando las dolorosas verdades de nuestro acontecer. Nos sobreponemos a esos momentos de nostalgia y de inmensas vivencias compartidas con los nuestros. Pero la realidad del emigrante es muy compleja.

Pero  a pesar de todos los obstáculos que nos encontramos cuando emigramos, hemos llegado a países que nos han acogido y nos han proporcionado las oportunidades que ya no teníamos en nuestro país, es muy doloroso reconocer los momentos de tristeza y angustia que día a día nos embargan, al ver las noticias que nos llegan de Venezuela y pensamos en nuestros familiares que dejamos y que están sufriendo las inmensas penurias por las que tienen que pasar.

Después de vivir algún tiempo que te permite adaptarte a la cultura y sus costumbre, te sientes libre, puedes usar libremente tu celular sin temor a ser atracado, puedes disfrutar de una caminata por los parques y avenidas, puedes vivir sin miedo, puedes usar tus prendas sin el sobresalto de un arrebatón, puedes hacer lo que ya era imposible en el país.

Bien se expresaba María Luisa: “NO ES QUE NOS QUERAMOS IR,
ES QUE NO TENEMOS OPCIÓN”.

Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

@blasdps


GAZETA CENTRAL 28 DE DEZEMBRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Todos los seres humanos nacen libres e iguales en dignidad y derechos”
Declaración Universal de los Derechos Humanos, ONU.
Es muy lamentable que lleguemos a los extremos tales a donde nos ha llevado este Régimen tirano, utilizando las estrategias del sufrimiento y  el maltrato intencional de la dignidad de todos los venezolanos con determinado  propósito de imponer un sistema de gobierno castrocomunista, el cual ha fracasado  en su país de origen  Cuba y donde el pueblo  venezolano no está de acuerdo .
Sabemos que esta estrategia del Régimen de maltratar la dignidad del venezolano es con la finalidad de producir miedo incapacitando al individuo para la protesta y llevarlo al conformismo y al acostumbramiento y aceptación pasiva.
En tal sentido vemos ya cómo una gran mayoría de venezolanos se encuentran sumisos, sin dignidad y sin vergüenza. El Régimen a través de los tiranos Castro saben muy bien que el miedo se contagia dentro del colectivo, y lo hace con premeditación, alevosía y ventaja, mediante la constante violación de la Constitución Nacional, con acciones de traición a la Patria, de cadenas nacionales con amenazas, descalificación de instituciones, partidos, personas, utilizando lenguajes belicosos ofensivos y hasta con malas palabras, nunca visto en ningún mandatario venezolano.
Recordando a Mahatma Gandhi encontramos en su legado “en cuanto alguien comprende que obedecer leyes injustas es contrario a su dignidad de hombre, ninguna tiranía puede dominarlo”. La dignidad constituye la base de todos los derechos, la dignidad no puede ser negociada, no se compra ni se vende y debemos defenderla hasta la muerte. la dignidad es el valor propio de cada persona como ser humano, independiente de su condición política, económica, social, profesional, religiosa, racial o de género.
La dignidad humana es un valor o un derecho inviolable e intangible de la persona, es un derecho fundamental y es el valor inherente al ser humano porque es un ser racional que posee libertad y es capaz de crear cosas. La dignidad se basa en el respeto y la estima que una persona tiene de sí misma y es merecedora de ese respeto por otros porque todos merecemos respeto sin importar cómo somos.
Mediante la toma de decisiones los venezolanos como todo los seres humanos, podemos cambiar y mejorar nuestro sistema de vida, ejerciendo nuestro derechos fundamentales y ejerciendo la libertad.
Esta crisis de dignidad, de vergüenza y miedo no es la única que el pueblo venezolano a tenido que soportar y enfrentar, debemos recordar que no muy lejano esta la dictadura del General Marcos Pérez Jiménez y con anterioridad nuestros antepasados vivieron la gran dictadura del General Juan Vicente Gómez. De igual manera que supimos enfrentar y derrotar el miedo, la opresión, la persecución política, el exilio y las torturas, de esas tiranías que sometieron a nuestro pueblo, también derrotaremos y recuperaremos la dignidad, la vergüenza y restituiremos la democracia. Maxime con un régimen debilitado moralmente y economicamente.
La situación en Venezuela cada día se complica más, el derrumbe del precio del petróleo a los extremos de 50 $ por barril pone en terapia intensiva al régimen, creando una calamidad más a la crisis generada por la falta de abastecimiento, caída de los planes de asistencia social, inflación superando los tres dígitos y una devaluación del bolívar dejándolo la capacidad adquisitiva en el peor estado.
Bien lo dice el refranero popular criollo:
“Amor con hambre no dura”
Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

@blasdps

GAZETA CENTRAL 04 DE  JANEIRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Celebrações de Natal e Ano Old profundamente enraizada nos costumes venezuelanos, bebê Jesus (Santa Claus) libera o final do ano, o hallacas, presunto pão, salada de frango, gaitas de foles e rumba que não pode faltar.

Mas este ano, 25.000 famílias estão de luto pela morte de um de seus membros. O Menino Jesus e as estreias são ofuscados pelo manto de sofrimento, dor e impotência.


25.000 famílias não estavam preparados para lidar com a perda de um ente querido. Onde os pais é uma das experiências mais difíceis da vida. Eles estão desesperados, perdido em profunda tristeza sem desejo ou energia para continuar a viver, especialmente pela impotência da injustiça que prevalece no país.
Sociedade venezuelana vive de volta até a morte, como algo normal e estrangeiro, algo que não tinha nada a ver com a gente. Se expressarmos nossas preocupações sobre isso é fácil para nós a considerar estranho, mórbido, ou qualquer evento infeliz.
Conformism gerada pelo crime vertiginosa e subindo levou para contornar tudo relacionado ao crime, tentando esquivar-se dela, deixando apenas aqueles que acontecer a viver neste estado de tristeza e sofrimento. Fomos de ser uma agradável, cordial, amigável a ser pessoas indiferentes e desumanas.
Essa indiferença é mais extremo quando a vítima é uma pessoa jovem, um adolescente ou uma criança. São muito poucas as pessoas que sabem o que dizer e fazer para aliviar a dor de si e dos outros.
Recordamos as palavras comoventes de Mãe Geraldine Moreno: "Cada vez mais as mães que choram na Venezuela" "Estas são as épocas do ano que mais gostava, onde pedimos o Menino Jesus tudo o que queríamos alcançar com carta onde estava a minha maior alegria, que arreglabas a casa e eu era bonita. Hoje, com lágrimas nos olhos que eu sinto mais dor do que todos esses meses. "
Ao celebrarmos ser indiferente aos mais de 200 mil assassinatos nos 16 anos da ditadura CASTRO COMUNISTA, em um país onde ir lá fora tornou-se uma loteria ou melhor, na morte de roleta russa, roubo, roubo, estupro, seqüestro ou arrebatones.
Ao celebrarmos com um aumento de 4% em relação a taxa de 2013 homicidios.No podemos continuar apático e indiferente ao abate diário de mais de 68 assassinatos por dia, onde o regime contempla e suporta o uso de força-los como repressivo do Estado como tem sido amplamente demonstrado.
Recordamos as palavras de Mónica Lança pregou durante a sua vida: "É necessário alterar esta país deve ser mais seguro"
Blas De Paz Santos
blasdps@Gmail.com

blasdps

GAZETA CENTRAL 10 DE JANEIRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

RÉGIMEN de “vamos”....... y OPOSICIÓN de “tenemos”
Por Blas De Paz Santos.

El vamos en los últimos 16 años de este Régimen se ha convertido en el instrumento populista de engaño sistemático, existe una lista muy considerable de proyectos ofrecidos como salvadores de una "República agobiada por la burguesía capitalista". 

Mirando por el retrovisor de los años acontecidos nos encontramos que a los venezolanos nos vendieron sueños con fe y esperanzas con proyectos y obras incumplidas, como el plan de industrialización del país (Minusválidos por las expropiaciones de Chávez), la red ferroviaria, el puerto de aguas profundas en el mar Caribe, en la barra del lago de Maracaibo, el apoyo tecnológico y financiero para la agricultura, el eje Orinoco-Apure conexión Guayana los Llanos, construcción de una red de autopistas para cubrir todo el país, la construcción de la gran Ciudad del Sur con la finalidad de descongestionar a Caracas, convertir a Miraflores en una Universidad Nacional, la eliminación de los niños de la calle y paremos de contar la interminable lista de vamos, ofrecimientos de sueños que el pueblo desea resolver, pero que por incompetencia más corrupción salvaje no llegaron a realizarse. 

Por su parte Venezuela cuenta con una oposición enfrentada por los intereses del control de sus parcelas políticas y no arriesgan con decisiones que puedan perder posiciones, sólo los llevan a plantear “tenemos que hacer esto o aquello” pero no a concretar y mucho menos asumir el liderazgo que requiere el país para salir de este régimen carcomido por la corrupción.

Mientras un grupo decide buscar una salida a un gobierno (ilegítimo) no democrático con una agenda de acción política encuadrada en el sistema electoral, donde se ha fracasado por los innumerables fraudes en los procesos electorales anteriores, como si realmente Venezuela viviera en democracia. Es incomprensible que después de 16 años de infinidades de violaciones a la Constitución y a los derechos humanos, sigan negándose a declarar que existe un régimen dictatorial, jugando a la espera de que el desgaste del régimen los lleve a desastre total, mientras el pueblo sigue sufriendo cada día más las consecuencias de un desastre nacional.  Y ciertos y determinados “líderes” siguen beneficiándose de los diferentes negocios (conchupancia política) con el régimen. 

Otro grupo plantea la salida mediantes estrategias referidas a las protestas activas y pacíficas para lograr que el régimen se vea obligado a plantearse una transición, depurando y recuperando la independencia y despolitización de los poderes del estado en manos del ejecutivo. Este grupo está convencido que la salida NO es electoral mientras el control de CNE, TSJ, AN, FISCALÍA, DEFENSOR DEL PUEBLO Y CONTRALORÍA sigan en manos del régimen. 

Es incuestionable el hecho de que enfrentamos una dictadura agresiva con una descomposición moral y descarada del régimen que cada día lo demuestra y lo debilita, la supuesta “renovación” de los Poderes Público lo evidencia. Seguir creyendo que con diálogos políticos y elecciones controladas y amañadas obtendremos resultados distintos sobrepasa la ingenuidad. DICTADURA NO DIALOGA, DICTADURA NO VA A ELECCIONES SI NO LAS TIENE AMAÑADAS. 

El país requiere de un consenso nacional amplio en el que confluyan voluntades y no sólo para establecer una maquinaria electoral,  la unidad en Venezuela carece de una verdadera integración, donde los intereses fundamentales sea la refundación del país. Es imprescindible una verdadera unidad nacional para lograr un gran pacto político y no solo electoral, incluyendo todas las vertientes opositoras y así poder sacar a Venezuela de la severa crisis política y económica que cada día consume al pueblo.

Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

@blasdps

GAZETA CENTRAL 15 DE JANEIRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Este es el artículo completo:
RÉGIMEN de “vamos”....... y OPOSICIÓN de “tenemos”
Por Blas De Paz Santos.


El vamos en los últimos 16 años de este Régimen se ha convertido en el instrumento populista de engaño sistemático, existe una lista muy considerable de proyectos ofrecidos como salvadores de una "República agobiada por la burguesía capitalista". 

Mirando por el retrovisor de los años acontecidos nos encontramos que a los venezolanos nos vendieron sueños con fe y esperanzas con proyectos y obras incumplidas, como el plan de industrialización del país (Minusválidos por las expropiaciones de Chávez), la red ferroviaria, el puerto de aguas profundas en el mar Caribe, en la barra del lago de Maracaibo, el apoyo tecnológico y financiero para la agricultura, el eje Orinoco-Apure conexión Guayana los Llanos, construcción de una red de autopistas para cubrir todo el país, la construcción de la gran Ciudad del Sur con la finalidad de descongestionar a Caracas, convertir a Miraflores en una Universidad Nacional, la eliminación de los niños de la calle y paremos de contar la interminable lista de vamos, ofrecimientos de sueños que el pueblo desea resolver, pero que por incompetencia más corrupción salvaje no llegaron a realizarse. 

Por su parte Venezuela cuenta con una oposición enfrentada por los intereses del control de sus parcelas políticas y no arriesgan con decisiones que puedan perder posiciones, sólo los llevan a plantear “tenemos que hacer esto o aquello” pero no a concretar y mucho menos asumir el liderazgo que requiere el país para salir de este régimen carcomido por la corrupción.

Mientras un grupo decide buscar una salida a un gobierno (ilegítimo) no democrático con una agenda de acción política encuadrada en el sistema electoral, donde se ha fracasado por los innumerables fraudes en los procesos electorales anteriores, como si realmente Venezuela viviera en democracia. Es incomprensible que después de 16 años de infinidades de violaciones a la Constitución y a los derechos humanos, sigan negándose a declarar que existe un régimen dictatorial, jugando a la espera de que el desgaste del régimen los lleve a desastre total, mientras el pueblo sigue sufriendo cada día más las consecuencias de un desastre nacional.  Y ciertos y determinados “líderes” siguen beneficiándose de los diferentes negocios (conchupancia política) con el régimen. 

Otro grupo plantea la salida mediantes estrategias referidas a las protestas activas y pacíficas para lograr que el régimen se vea obligado a plantearse una transición, depurando y recuperando la independencia y despolitización de los poderes del estado en manos del ejecutivo. Este grupo está convencido que la salida NO es electoral mientras el control de CNE, TSJ, AN, FISCALÍA, DEFENSOR DEL PUEBLO Y CONTRALORÍA sigan en manos del régimen. 

Es incuestionable el hecho de que enfrentamos una dictadura agresiva con una descomposición moral y descarada del régimen que cada día lo demuestra y lo debilita, la supuesta “renovación” de los Poderes Público lo evidencia. Seguir creyendo que con diálogos políticos y elecciones controladas y amañadas obtendremos resultados distintos sobrepasa la ingenuidad. DICTADURA NO DIALOGA, DICTADURA NO VA A ELECCIONES SI NO LAS TIENE AMAÑADAS. 

El país requiere de un consenso nacional amplio en el que confluyan voluntades y no sólo para establecer una maquinaria electoral,  la unidad en Venezuela carece de una verdadera integración, donde los intereses fundamentales sea la refundación del país. Es imprescindible una verdadera unidad nacional para lograr un gran pacto político y no solo electoral, incluyendo todas las vertientes opositoras y así poder sacar a Venezuela de la severa crisis política y económica que cada día consume al pueblo.

Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

@blasdps

GAZETA CENTRAL 18 DE JANEIRO DE 2014                                                 PAGINA  SEIS

Este es el artículo para mañana. Saludos.
El valor que tiene las movilizaciones!
Por Blas De Paz Santos


Ha llegado el momento del reconocimiento de la importancia que tuvo, tiene y tendrán las movilizaciones pacíficas en la calle venezolana. Es muy grato ver como poco a poco algunos grupos sectarios, están aceptando que un régimen totalitario y dictatorial no dialoga para perder posiciones de control y mando.

A pesar de cierta resistencia de dichos grupos vemos con mucha satisfacción que el ex-candidato Capriles, plantea recurrir a las movilizaciones populares y pacíficas en la calle. En diferentes oportunidades hemos manifestado el desagrado de su anterior postura en contra de los acontecimientos que se generaron a partir del 5 de Febrero pasado.  

Nos preguntamos, qué situación estaríamos viviendo en estos momentos si toda la oposición (MUD) hubiesen apoyado las estrategias de La Salida?. Argumentaron su posición de desacuerdo para evitar las posibles masacres que este régimen hubiese ocasionado. Igualmente nos preguntamos, es que no es masacre los 25.000 asesinatos de este año y los más de 200 mil en lo que va de este régimen? Y que se ha hecho para solucionar esta masacre al pueblo?   

Estamos seguros que la transición que el país esta deseando con desespero estaría en pleno proceso, la juventud y el pueblo respondió formidablemente, una verdadera rebelión democrática, pacífica, y civica sacudieron a las principales ciudades del país por semanas, reclamando un cambio político urgente. Lamentable fue la respuesta de la MUD y su posición colaboracionista con el régimen, donde la respuesta fue de sordera y protagonizó la represión más brutal y masiva de nuestra historia.

Sin embargo el régimen comprendió que con represión no podía dominar la rebelión que se extendía por todo el país y apeló al siniestro plan de las convocatoria al “diálogo” que no era otra cosa que tratar de “enfriar la calle” como lo manifestara la Conferencia Episcopal, y  donde la oposición representada por la MUD se presto para colaborar en dicha estrategia del régimen.

A 11 meses del inicio de La Salida como estrategia para enfrentar la situación del país, todos nuestros reclamos han sido más que confirmados por la realidad que vivimos, una crisis agravada hasta extremos insoportables para el pueblo. La economía nacional esta quebrada. Las finanzas públicas han sido saqueadas. La inseguridad ha llegado a extremos impensables (25 mil asesinatos). Las colas, la escasez, la inflación y la violencia son los signos más sobresalientes de una tensa situación social que reclama, con urgencia, salidas políticas dentro de la Constitución.

Hoy vemos con mucho optimismo como las estrategia de movilizaciones populares de protestas pacíficas y constitucionales en las calles, han ido convergiendo como verdaderas mecanismos de presión al régimen dictatorial.

Como manifestaba la diputada María Corina Machado “es determinante para el país que se haya producido la coincidencia sobre dos puntos, el primero, que es absolutamente impostergable el cambio del régimen, y  el segundo, la importancia de la movilización popular para lograr la transición en paz en el marco de la Constitución”,

Llegó el momento de iniciar la reconstrucción del país, pero debemos avanzar en la transición a la democracia. El pueblo quiere que esta transición se realice en paz, en el marco de nuestra Constitución. No podemos seguir esperando y seguir jugando al desgaste del régimen ya que ese mismo desgaste lo esta sufriendo el pueblo más necesitado. Mientras más tarde tenga lugar la transición, mayor será la destrucción.

Como hemos manifestado en reiteradas oportunidades el país requiere de un verdadero consenso nacional amplio en el que confluyan voluntades y no sólo para establecer una maquinaria electoral o lograr parcelas de poder. La unidad e integración del pueblo que sufre implacablemente es urgente y no aguanta más.   

Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com

@blasdps


GAZETA CENTRAL 19 DE JANEIRO DE 2015                                                        PAGINA  SEIS

                             O QUE  É  A  FSP  E  POR QUE  PSUV  E  O  PT  CORREM  RISCOS

OBS:  O  FORO  DE  SÃO  PAULO  FOI  CRIADO  COM OBJETIVO DE DESTRUIR OS EMBARCOS  DOS ESTADOS UNIDOS  EM  CUBA, MAS  OS IRMÃOS  CASTROS CRIARAM A  MORTE  DO  FORO DE  SÃO  PAULO,  CRIARAM  DOIS  CAMINHOS PARA  NICOLAS MADURO  A  RENUNCIA  OU  GOLPE DE ESTADO PELOS PSUV,E COM ISSO  QUEBRA-SE  O  ACORDO  ENTRE  O PARTIDO  PSUV  E  O PT E  GRANDE MENTIRA  DE NICOLAS MADURO  O PSVU  QUER  SUA RENUNCIA  O MAIS RAPIDO POSSIVEL E  AINDA, OS PALESTINOS  NA VENEZUELA  SÃO  NA VERDADE  GRUPOS DE  TERRORISTAS, ONDE  ENVOLVE  AL QEADA, Al Monitor, ISIS  entre  outros e  ainda  NICOLAS MADURO  FOI  NO  IRAN, PARA  TRAZER  MAIS  TERRORISTAS  PARA  VENEZUELA, O MEMBRO  DO PSVU, PEDIU  PARA  NÃO SER  INDENTIFICADO  POR  SUA  SEGURANÇA  E DE  SUA  FAMILIA,   PAGINA  SEIS


Foro de São Paulo (FSP) é uma organização criada em 1990 a partir de um seminário internacional promovido pelo Partido dos Trabalhadores do Brasil, juntamente com o cubano Fidel Castro, que convidaram outros partidos e organizações de esquerda da América Latina e do Caribe para discutir alternativas às políticas neoliberais dominantes na América Latina durante a década de 1990 e promover a integração econômica, política e cultural da região.

Segundo a organização, atualmente mais de 100 partidos e organizações políticas participam dos encontros. As posições políticas variam dentro de um largo espectro, que inclui partidos social-democratas, extrema-esquerda, organizações comunitárias, sindicais e sociais ligados à esquerda católica, grupos étnicos e ambientalistas, organizações nacionalistas, partidos comunistas e ,anteriormente, grupos terroristas como as FARCs.


A primeira reunião foi realizada em São Paulo. Desde então, o Foro tem acontecido a cada um ou dois anos, em diferentes cidades: Manágua (1992), Havana (1993), Montevidéu (1995), San Salvador (1996), Porto Alegre (1997), Cidade do México (1998), Manágua (2000), Havana (2001), Antígua (2002), Quito (2003), São Paulo (2005), San Salvador (2007), Montevidéu (2008), Cidade do México (2009), Buenos Aires (2010), Manágua (2011), Caracas (2012) e São Paulo (2013).

O Foro funcionou sem um grupo executivo apenas na sua primeira edição. No segundo encontro, realizado na cidade do México, em 1991, foi criado um grupo de trabalho encarregado de "consultar e promover estudos e ações unitárias em torno dos acordos do Foro". 

Já na reunião realizada em Montevidéu (1995), foi criado o Secretariado Permanente do FSP. Essas instâncias têm sua composição decidida a cada encontro e já foram integradas por organizações como: Partido dos Trabalhadores; Izquierda Unida (Peru); Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional de esquerda (El Salvador); Frente Sandinista de Libertação Nacional de esquerda (Nicarágua); Partido Comunista de Cuba; Frente Ampla do Uruguai de esquerda; Partido da Revolução Democrática de esquerda (México); Movimiento Lavalás de esquerda (Haiti) e Movimiento Bolivia Libre de esquerda.

Agora  por  que  então  se  NICOLAS MADURO  sofrer  um golpe  de estado  o PT  corre  riscos  sérios, aos  ignorantes  em 2014  quando  começaram a matar  os  opositores  na VENEZUELA  que a  GAZETA  CENTRAL   vinha denunciando,  não  quiseram acreditar, passado  exatamente um  ano  do início  do inferno, agora  surge  informações  desse golpe.  apesar  que  ainda fico  com um pé atraz,  mas  de  fato tudo  leva  para  que  isso  ocorra e  se ocorrer  a  ligação entre o PSUV  e  o  PT, seria  rachada,  pois  os  escanda-los da PETROBRAS,  não  fica  só  aqui  no BRASIL  envolve  a VENEZUELA  com  sua  empresa  de PETROLEO  ESTATAL a PSDVA   que  já  esta  quebrada.

Esse  seria  a  principal  motivo  que  promete  tirar  o sono  dos PTs  do Brasil  , nessa  semana  que  recomessa, além  de outras que  se  formaram  quando  a  MARTA  SUPRICY  começou abrir  sua  boca, a  situação  é  dessa  maneira  na VENEZUELA.


A  gazeta  central e irbing internacional, vem publicando as brigas  internas  do  PSUV, que  começaram  a  uma semana atráz, que o suposto golpe estaria sendo orquestrado pelo PSUV, que é do Foro de São Paulo. Por causa disso, o PT não pode sequer sonhar com a hipótese de quebrar qualquer aliança com o PSUV.

Mas  qual  seria  objeyivo  do FORO DE  SÃO  PAULO,era a  ideia do Foro de São Paulo surgiu em julho de 1990, durante uma visita feita por Fidel Castro a Lula em São Bernardo do Campo e foi formalizada quando 48 organizações, partidos e frentes de esquerda da América Latina e do Caribe, atendendo o convite do Partido dos Trabalhadores, reuniram-se na cidade de São Paulo visando debater a nova conjuntura internacional pós-queda do Muro de Berlim (1989), elaborar estratégias para fazer face ao embargo dos Estados Unidos a Cuba.

Agora  o próprio  foro de São  Paulo, está  morrendo, pelo simples  motivo  CUBA  reatou as  alianças  com os  Estados Unidos  e  com isso, ja veio  o primeiro  golpe, perde-se  o  valor na Região  de  toda  América latina, e  ainda,  correndo  o risco de se  tornar  uma organização  criminosa  e  terrorista,  com essa  visão  e  com seus bens  bloqueados  , os  diretores e  alguns deputados  da  ASSEMBLÉIA  NACIONAL  CONNTITUINTE cairam na  realidade, desmanchar  e  desfazer  qualuqer acordo com PT  e  o FORO DE  SÃO  PAULO.

E  AINDA,  tendo ocorrido o golpe, o PT estaria endossando um regime golpista, perdendo o discurso no qual eles costumam chamar desonestamente seus adversários de golpistas.

A  Gazeta  Central,  fez  uma entrevista  com um dos  membros do PSVU, a qual pediu anonimato,  ele  afirmou  para  o JORNAL SITE/BLOG :"Gostaríamos de pedir  perdão  ao nosso  POVO,  fomos  todos  enganados, NICOLAS  MADURO, DILMA E  INÁCIO  LULA  DA  SILVA, tinha  planos  para acabar  com  a  economia  da  VENEZUELA,  tirando  as plantações  de  milho, soja, oleo,grãos, e  controlando a  comida no nosso  País,  o  nosso  deputado foi  morto  por que  ele  não concordava  com esse pensamento, NICOLAS  viajou  sim  para o EXTERIOR, mas,  posso  garantir  aos  senhores  o dinheiro recolhido  não  foi  para  alimentar  o  povo  e  sim  aparelhar seus  assassinos  que  atuam  no nosso  PAÍS.


Esses  assassinos  são  terroristas  da  rede de  AL QEADA, quando  eles  vieram  para  VENEZUELA. olha  o que  ele mandou  publicar  em  01  de  agosto  de  2014,  uma carta  que ele  mesmo escreveu como  não temos  uma imprensa  livre  aqui em nosso  País, publicaram  o que  ele  quis : O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, anunciou hoje que o seu país vai criar uma "casa wrap" de sediar palestinos crianças feridas e órfãs e ainda levantou a possibilidade de que você pode encontrá-los famílias adotivas seu país. Maduro disse que está propondo a Aliança Bolivariana para as Américas (ALBA) mecanismo de integração regional que impulsiona Caracas, a criação dessas casas, que a Venezuela levará o nome do falecido Presidente Hugo Chavez (1999-2013) .

"Agora eu decidi criar um casaco de casa com o nome de Hugo Chávez para trazer as crianças e crianças vítimas da guerra e as crianças que perderam seus pais sem suas mães, órfãos", anunciou Maduro durante um comício do Partido Socialista Unido no poder (PSUV). "Nós estamos indo para trazê-los à Venezuela e vamos recebê-los com amor, e com os acordos com o Estado palestino algumas dessas crianças vai encontrá-los pais e mães venezuelanos", acrescentou.

Maduro um defensor de ferro da causa palestina, com a qual mantém relações bilaterais ao mais alto nível, reiterou hoje a sua condenação da ação militar israelense em Gaza e insistiu em Gaza é uma "guerra de extermínio". "Nenhuma guerra, Israel, reconhecido pela ONU, é uma potência ocupante que vem expulsando palestinos de seu território histórico e avançou uma guerra de extermínio para deixar Gaza e tomar o controle da Faixa de Gaza", disse ele.

Ele reiterou suas acusações à "elite de Israel" através da realização de uma "guerra racista baseada em uma suposta superioridade de caráter religioso". "Não confirmo chamar as pessoas humanísticos judeus que vivem em nossa terra, na Venezuela, que vive no mundo, o povo judeu que vivem em Israel para parar a matança, parar a matança", acrescentou, depois de reunir no sábado para um lançado apoio em todo o país para a Palestina.

Até agora, 1.428 pessoas morreram em Gaza e outros 8.000 feridos no vigésimo dia operação militar israelense em Gaza, chamada "margem de proteção", informou quinta-feira fontes médicas palestinas. O presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas visitou a Venezuela em maio passado em uma viagem que levou à criação de uma joint venture de petróleo para fornecer combustível para o território palestino. Além disso, a Venezuela ea Palestina têm acordos em política, agrícola, comercial, econômica, saúde, turismo e educação. A ALBA é formada por Cuba, Bolívia, Nicarágua, Dominica, Equador, São Vicente e Granadinas, Santa Lucia, Antigua e Barbuda, e Venezuela.

Mas  o que  as  pessoas  não  entenderam  " crianças  e  pais venezuelanos", era  uma armadilha, 


A  desculpa  de Nicolas maduro POR  TRAZER essas  pessoas foi a guerra  entre  ISRAEL E A  FAIXA DE  GAZA, mais  uma mentira, a  realidade  é  grupos  terroristas  que  incluiem crianças  inclusive:Esse já é o pior conflito entre Israel e os territórios palestinos desde a Guerra dos Seis Dias, em 1967. Já são mais de 600 palestinos mortos, incluindo uma centena de crianças.

Como sempre ocorre no Oriente Médio, os eventos de um país não ocorrem de forma isolada. A organização terrorista extremista Estado Islâmico, também conhecida por ISIS, está infiltrada em Gaza, tendo apoiado e incentivado o Hamas a iniciar o conflito no início de julho.

Enquanto as negociações de cessar-fogo estão paralisadas, as forças israelenses estão se mobilizando para uma invasão terrestre potencial do norte e do leste. Segundo sites especializados, como o Al Monitor, o ISIS está tentando unir todas as dezenas de facções islâmicas rivais que operam na região, sob a liderança do califado, que não reconhece as fronteiras políticas.

Seu desejo, desde o início, é retomar o território que um dia foi do Império Otomano, eliminando Israel e todos os não muçulmanos. Na Síria e no Iraque eles tem crucificado e decapitado cristãos.

O Hamas domina a Faixa de Gaza desde 2005, constantemente lançando foguetes contra Israel. Porém, o grupo terrorista Beit Al-Ansar Maqdis mudou seu nome para Al Dalwa Al-Islamia, que se traduz como “Estado islâmico”. No dia 10 de julho, em um vídeo do YouTube esse grupo afirmou ter lançado foguetes contra a cidade israelense de Bnei Netzarim.


Outro grupo terrorista, chamado Ansar Al-Dalwa al-Islamia (Defensores do Estado Islâmico), vangloriou-se na internet de ter lançado seus próprios foguetes um dia antes. Nos fóruns sobre jihad (guerra santa) mantido pela ISIS, existem detalhes dos ataques, comprovando que existe uma ligação entre eles.

GAZETA CENTRAL 20 DE JANEIRO DE 2015                                                        PAGINA  SEIS




Último fim de semana foram presos foto jornalistas website Anthony Perez InfoVzla e Blas Santander El Nuevo País. Ambos estavam cobrindo um protesto no leste de Caracas contra a escassez, quando foram presos para fotografar. Com eles tomaram três outros jovens. 


O jornalista Carlos Julio Rojas, foi preso em San Bernardino, ao fotografar a situação em um supermercado. Ao todo, 11 venezuelanos foram apresentados em tribunal e acusado pelos supostos crimes de incitação pública, estradas e resistência à prisão bloqueado.

A Guarda Nacional e os vários polícia, Nacional e Municipal, foi dada a tarefa de intimidar aqueles que querem usar seus celulares e câmeras para tirar uma foto da multidão que enche as ruas e calçadas ao redor do país, na fila para obter os produtos da cesta básica, fraldas, absorventes higiênicos, medicina, borracha, baterias, ou qualquer "alien" que se atreve a descansar por isso de vez em quando nas prateleiras vazias cujos proprietários não encontram mais inventar para preencher e tomada uso de improvisação, corredores inteiros são cobertas com cortinas ou paredes falsas.


Os governadores de Bolivar, Yaracuy e Zulia proibiram as filas de supermercados fora e redes de farmácia durante a manhã, e agora você pode simplesmente ir comprar nos fornecimentos do Bicentenário e públicos, de acordo com o número do terminal de sua carteira de identidade e dia de tocá-lo. 

Na Linha introduziu uma espécie de terror coletivo, porque quando você gritar slogans anti-governamentais, realizar banners ou mediada incomoda, é tomado para não motim o resto. Dentro das grandes cadeias de supermercados pode ler sinais que proíbem tirar fotografias. By the way, há na internet, um vídeo pode ser visto como a polícia nacional tentou ser um fã em um jogo de baseball para gritar palavras de ordem contra o governo e as pessoas ao seu redor evitados, enquanto o estádio de os gritos "e ele vai cair" e uma chuva de cerveja caiu sobre os policiais, o que demonstra o grau de desconforto venezuelanos, e como injustiça e um ataque à liberdade de expressão, as pessoas estão expressando como pode, a cada dia com mais certeza do abuso de poder que está sendo cometido contra os cidadãos que se perguntam, por que se formos um país petrolífero, as pessoas estão morrendo de fome e precisa?


Enquanto isso, ainda estão governando os porta-vozes do partido que se atrevem, apesar da magnitude da crise, a insultar a inteligência da Venezuela, um absurdo dizer como, "Não há falta, para que haja amor e pátria" ou "escassez é produto da guerra econômica "Eu não sei como essas pessoas podem olhar para seu rosto para as pessoas sem ser constrangido. Devemos lembrar esses funcionários que a crise econômica é o resultado do desmantelamento do sector da produção e negócios.


No governo de Chávez, mais de 4 milhões de hectares de terras produtivas foram desapropriadas ou apreendidos e estão agora de terras improdutivas ou familiares conucos. Eles comeram, e desapareceu vendido gado e queimaram as terras férteis. 


Eles também foram expropriados distribuidores de matérias-primas, empresas e fábricas de alimentos e produtos, tornando a Venezuela em um país importador por quase 70% do que é consumido, levando ao desemprego e da economia informal, que adicionou 1.200. 000 trabalhadores   e aproximadamente o mesmo número de pessoas dependentes de uma missão ou de assistência social. 

A queda abrupta do preço do petróleo venezuelano, que trocou até um ano atrás para cerca de US $ 100 o barril e agora está em 42 dólares, enquanto escrevo esta coluna, causou o colapso da economia, que já estava indicando que o receitas do petróleo não foi suficiente para sustentar os gastos públicos, as doações do governo venezuelano dadas a outros países, o subsídio petróleo venezuelano Petro Caribe, propaganda política desperdício que o governo promoveu a tentar "exportar sua revolução" e da corrida armamentista um país que não em guerra, mas usá-lo como um discurso para justificar milhões de compras para a Rússia, Irã e China.



Como você já não pode fazer-se estas verdades com promessas e royalties, como eles não podem justificar as prateleiras vazias e falta de medicamentos, em seguida, novo culpado de guerra econômica são vocês que chutou a rua todos os dias em busca dos links Perdeu o leite, a farinha, frango, carne, fraldas ... e se comprometer a foto audácia para obter rostos cansados ​​e ansiosos de pessoas comuns, pessoas pessoas, que persistiu eles vêem que você enfrenta hoje exige que as empresas e explicações o governo por 15 anos esbanjou o dinheiro recebido pelas receitas do petróleo, e não investiu no bem-estar de todos os venezuelanos. As pessoas já não acreditam que ele Maduro. Sua popularidade caiu para 22% e ainda parece que 22% é muito. Ela se sente desconforto na rua. Eu os convido a se expressar! Defenda a sua liberdade de expressão e não deixá-lo tirar espaços públicos para dizer o que pensa.

GAZETA CENTRAL 22  DE  JANEIRO DE 2015



                        PT  ESTA  SE  TORNANDO  O PARTIDO  MAIS  FRACO  DO  PAÍS
                               O  PT  DEPOIS  QUE SE  AJUNTOU  COM  FORO DE  SÃO PAULO
                                                   VIROU  PARTIDO  DOS TRAIDORES
Isabelle Truda,esse  é  um dos casos “Ontem me chamavam de petralha, MAV, cúmplice de corrupção, paga para defender o governo etc.
O número de filiados descontentes com o Partido dos Trabalhadores tem sido uma das maiores preocupações da cúpula do PT nos últimos meses, Embora seja um assunto mantido em sigilo, eventualmente fontes internas vazam casos de dezenas de desfiliações diárias em praticamente todo o país.

A onda antipetista que atinge o partido entre a população e também internamente tem causado bastante desconforto entre os dirigentes. As contribuições financeiras dos filiados estão caindo a níveis tão preocupantes que o partido já determinou o combate à corrupção interna, que também é grande. Temendo o pior, o PT aprovou uma nova regra que agiliza os processos de punição a corruptos. A expectativa é de um expurgo imediato dos quadros partidários.
Um bom exemplo da debandada vem do PT de Caruaru, que perdeu de uma só vez 32 filiados. A grande baixa ocorre após a desfiliação de militantes históricos da sigla, a exemplo de Paulo Naílson, Tânia Bazante e professor Reginaldo. De acordo com Mário Flávio, em seu blog, os mais de 30 ex-integrantes estão ligados a Hérlon Cavalcanti, que também deixou o PT.
Na ocasião, foi divulgada uma carta coletiva que o leito acompanha abaixo:
Carta de desfiliação coletiva do PT de Caruaru
Ao Presidente do Municipal do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras de Caruaru

Sr. Adilson Lira

Venho por meio deste, comunicar que, em discussão realizada pelo grupo ‘Semeando Estrelas’, ficou determinado, imediatamente, a DESFILIAÇÃO COLETIVA de 32 integrantes do PT de Caruaru.

Os motivos políticos que levaram a essa decisão são muitos. Assim sendo, solicitamos ao Diretório Municipal que encaminhe a Justiça Eleitoral os afastamento e registros de todos e todas na lista que segue em anexo.

Hérlon Cavalcanti

Presidente do coletivo ‘Semeando Estrelas’

Lista de nomes para DESFILIAÇÃO COLETIVA (conforme carta enviada ao Presidente do Municipal do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras de Caruaru Sr. Adilson Lira)
1. ALANO CLEMENTE TORRES DE ARAUJO

2. ANDERSON CRISTOVAM DE OLIVEIRA

3. ARMERSON VILANOVA TENORIO

4. BRUNO HENRIQUE DA SILVA

5. EDILSON LIRA DA LUZ

6. EDNA MARIA SANTOS DA LUZ

7. FABIO HENRIQUE PEREIRA

8. HALINSON JONES DE OLIVEIRA SOUZA

9. HELIO HENRIQUE DE FIGUEIREDO CAVALCANTI

10. HILARIO LINO DE SOUZA

11. INACIO LUIZ FALCAO JUNIOR

12. JOSE DORGIVAL TABOSA

13. JOSE ERIVONALDO DA SILVA

14. JOSE GILVAN DA SILVA RODRIGUES

15. JOSE NELSON DE ALMEIDA LIMA

16. JOSE ROBERTO RODRIGUES

17. JOSEFA HERMELINDA DE SOUZA

18. JOSEFF RICHARD FALCAO

19. LUCAS GUILHERME BARBOSA CAVALCANTI
20. MAGALY SIMONE FIGUEIREDO CAVALCANTI
21. MAITE OHAMA DE FIGUEIREDO CAVALCANTI
22. MANOEL NERISVALDO RODRIGUES ALVES
23. MARCELO DA SILVA
24. MARIA DAS GRAÇAS DE SOUZA SILVA
25. MARIA LUCIA DA SILVA
26. OLEGARIO FERNANDES FILHO
27. PEDRO TARSIS DE ALMEIDA MACEDO
28. REJANE DE FIGUEIREDO CAVALCANTI
29. SAFIRA SONALYS MATIAS DE FIGUEIREDO
30. SERGIO BARBOSA DE LIRA
31. TADEU CASSIMIRO BEZERRA
32. THIAGO ITALO SANTOS LIMA

Em Pernambuco, Cerca de 20 pessoas protocolaram a saída, maior parte deles compõem a tendência Lutas e Massas (PTLM), liderada pelo membro da Executiva Nacional, Gilson Guimarães. “Identificamos que o PT de Pernambuco está totalmente desconectado com a realidade social” declarou, ao justificar a debandada em massa.
As perspectivas de Guimarães são ainda mais sombrias para o futuro do PT no estado. “O primeiro momento é construir um diálogo, com os outros filiados – somos quase 5.000 – para construir um debate e definir o nosso rumo”, observou. De acordo com ele, a expectativa é que alguns membros do PTLM deixem o partido.
Em São Paulo, a situação não é diferente. Antes mesmo do pronunciamento de Marta Suplicy onde previu o fim do partido, vários militantes de peso já haviam abandonado a legenda. 

Lula está muito preocupado com a saída “negociada” de Marta, pois isso pode causar mais uma sangria nas fileiras do partido. Segundo aliados próximos do ex-presidente, Lula estaria disposto a atuar como articulador de uma saída de Marta do partido para evitar que a ex-prefeita e ex-ministra da Cultura provoque danos ainda maiores ao governo e ao PT.
Desde que disponibilizou o formulário de contato no topo do site para seus leitores, a redação do Domínio do Fato tem recebido centenas relatos de pessoas decepcionadas com o PT. 

Muitos são filiados e simplesmente deixaram de recolher a contribuição partidária. Pelo estatuto da legenda, filiados são obrigados a pagarem a chamada contribuição partidária. Há casos extremos, onde pessoas mudaram de endereço para fugir do embaraço de sua ligação com o partido.
Centenas de militantes que abandonam o partido todos os dias não imaginam que seus gestos pode não significar o reencontro com a coerência. As chagas do petismo podem ser mais significativas que muitos podem supor e não há como romper os elos que ligam estas pessoas à tudo que ocorre no país nos dias de hoje.
Vejam o caso de Isabelle Truda, militante petista que anunciou a saída do PT depois de ver os nomes do novo ministério de Dilma, no Facebook:
“Ontem me chamavam de petralha, MAV, cúmplice de corrupção, paga para defender o governo etc. Hoje me chamam de neocoxinha, entreguista, ególatra, viúva precoce do governo Dilma, me acusam de querer aparecer, de querer ir pro Psol, dizem que deveria ter saído em silêncio etc.”
Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo fez uma breve análise sobre a decepção dos militantes com o PT:
“(…) alguma coisa parece estar acontecendo entre militantes do PT como Isabelle. Ao menos, entre os mais jovens. Um limite talvez tenha sido rompido, ou a paciência se tenha esgotado, ou o crédito se tenha consumido”, diz Nogueira.
Embora muitos acusem Isabelle Truda de se auto promover ao anunciar seu descontentamento numa rede social, o fato é que mesmo os que abandonam suas convicções de forma silenciosa sofrem com o preconceito por suas escolhas do passado. Isso é algo perfeitamente compreensível e a pessoa que abandona o partido, com estardalhaço ou não, deve estar preparada para enfrentar as consequências de sua imaturidade e tentar amadurecer através deste processo.
Quando se dão conta das barbaridades que defenderam, alguns ex-militantes confessam que se sentem como “egressos do sistema prisional” e até mesmo alguma dificuldade ao se reintegrarem à sociedade.
Muitos se sentem culpados por terem assumido compromissos de fidelidade com o partido que extrapolam os limites básicos da ética. Afinal, como concordar que o roubo aos cofres públicos provoca o esgarçamento do tecido social e ao mesmo tempo tentar justificar que os desvios do partido atendem à um “propósito” mais elevado?
Independente da existência ou não de corrupção em outros partidos, o principal problema enfrentado pelos ex-militantes diz respeito à perspectiva que encontram ao deixar o PT. De longe, podem enxergar melhor as distorções e contradições.
R.C.M, uma ex-petista de 22 anos que, ao contrário de Isabelle Truda, prefere manter o anonimato afirma que passou a ver os ex-companheiros com zumbis e não consegue mais se sentir à vontade na presença deles.
“Tenho vergonha da maioria. Apesar de educados e gentis, são pessoas obtusas e acomodadas intelectualmente. Se recusam a fazer auto crítica e insistem em manter os velhos bordões que não fazem o menor sentido. A maioria não trabalha e continua sendo sustentados pelos pais. Meu ciclo de amizades mudou completamente e tem mais a ver comigo, que acordo cedo todo dia e dou duro para pagar meus estudos!”
R.C.M prossegue, afirmado que “A doutrina petista, como qualquer outra doutrina dogmática, impõe ao militante a aceitação de “valores” não necessariamente relacionados à essência da palavra.”
“Me arrependo profundamente por ter defendido essa gente. Quando vejo o Lula e a Dilma se escondendo diante da falta de justificativa moral para seus gestos, compreendo o quanto me enganei ao descobrir que as pontas da estrela do PT podem ferir.”
“Parafraseando o Georges Clemenceau, ser petista antes do partido chegar ao poderia até ser romântico. Permanecer petista após tantas decepções e contradições do partido  já é burrice”, concluiu a ex-militante.


GAZETA CENTRAL 24 DE JANEIRO DE  2015

                                            NICOLAS MADURO  CHAMA DE TRAFICANTES                          

                                          QUEM  APOIAR A  OPOSIÇÃO  DA VENEZUELA 

                                     E  CHAMA  AÉCIO NEVES  DE  TRAFICANTE  POR  CAUSA  DO  APOIO  QUE  ELE DEU  A  MARIA  CORINA MACHADO  EM  ABRIL DE 2014

Nicolas Maduro, disse que os antigos governantes do Chile, Sebastían Piñera; México, Felipe Calderon; Colômbia, Andrés Pastrana, que vão visitar a Venezuela na próxima segunda-feira para participar de um evento organizado por uma área de oposição, viagem financiada pelo tráfico de drogas.  Ele  não esqueceu que  em 2014, AÉCIO NEVES, atual  SENADOR da REPUBLICA  DO BRASIL  deu  o  apoio a EX  DEPUTADA MARIA  CORINA MACHADO E  desceu  fogo  o  chamando também de  traficante. NICOLAS desafiou  a  presença  de  AÉCIO NEVES  na VENEZUELA  na próxima segunda-feira.

RELEMBRANDO  O  FATO:

02/04/2014 - Aécio Neves - Solidariedade à deputada Maria Corina Machado

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) prestou, hoje (02/04), solidariedade à deputada Maria Corina Machado, que teve seu mandato cassado pelo presidente do Parlamento e do Tribunal Superior de Justiça da Venezuela. A deputada de oposição ao governo de Nicolás Maduro compareceu, nesta quarta-feira (02/04), em Brasília, à Comissão de Relações Exteriores do Senado, onde recebeu apoio de parlamentares brasileiros.





Segue trecho de pronunciamento do senador Aécio Neves durante o ato de solidariedade à Maria Corina.



“Vemos o povo venezuelano como povo irmão. Por isso, a liberdade, a democracia, os direitos humanos que queremos para nós, e lutamos para que não se percam outra vez, queremos para os nossos vizinhos, o povo venezuelano. 



A causa de Vossa Excelência é a nossa causa. E nos preocupa imensamente a posição passiva, quase que de uma omissão grave do governo brasileiro que, pela importância econômica e demográfica que tem, até pelas relações que cultivou com o governo da Venezuela, deveria ter, ao nosso ver, a obrigação de ter uma palavra de autoridade na busca do resgate das prerrogativas do povo venezuelano e, em especial, dos representantes do povo venezuelano. Apenas a partir do respeito das liberdades é que vamos construir um tempo de maior justiça social e maiores avanços econômicos.”



ATUALIZADO: 

O presidente venezuelano, Nicolas Maduro, disse  agora  pouco que os antigos governantes do Chile, Sebastían Piñera; México, Felipe Calderon; e Colômbia, Andrés Pastrana, e  o ex  candidato a  Presidência AÉCIO  NEVES , se caso  comparecer  na Venezuela na próxima segunda-feira para participar de um evento organizado por uma área de oposição, serão  tratados  como  traficantes.

"Quem conhece os povos, que estes três ex-presidentes estão pagando-lhes com o dinheiro do tráfico de drogas, primeiro, e segundo vim a apoiar um golpe de Estado contra o governo que presido", disse Maduro durante um evento público em Caracas sexta-feira.

Piñera, Calderon e Pastrana viajará a Caracas para participar de um fórum chamado "cidadão de poder e democracia de hoje" que terá lugar na próxima segunda-feira na capital venezuelana.
"Agora nós recebê-lo e a partir de agora, o povo da Venezuela repudia-los, rejeita-los", acrescentou.

De acordo com maduro esta atividade está sendo organizada por "um grupo terrorista" que está sendo investigado e processado no país para tentar matá-lo e que eles são responsáveis para a "tentativa de golpe" contra durante o anti-governo do protestos que ocorreu na Venezuela, no início de 2014.

"Um grupo terrorista de direita, financiado pelo tráfico de drogas colombiana, financiado pela extrema-direita americana organizada que tem sido chamado um fórum, que o grupo (...)" Está chamando a derrubada do governo venezuelano, "ele disse.

O presidente venezuelano disse que a presença dos ex-presidentes a obedecer, na sua opinião, uma manobra de "bem perigoso".

"Então alertar, principalmente porque a Cimeira da Comunidade dos Estados latinoamericanos e caribenhos (CELAC) na próxima quarta e quinta-feira na Costa Rica e eu vou participar (...)" Então eles planejaram o fórum para sabotar a opinião pública", disse ele.

Mature advertiu Piñera, Calderón e Pastrana, que rotulado como membros de "um preguiçoso Presidents club", que podem entrar a Venezuela, mas disse: "você lhes devem ficar claro que eles vêm para a Venezuela para ajudar um grupo de direita que é desconhecido para o governo e que está chamando um sangrento golpe de estado".

Ele também avisou que vai ocorrer na Venezuela, eles seriam "sangue contaminado para sempre apoiando grupos terroristas".

Minutos mais cedo, durante o mesmo discurso, oferecido-se para celebrar o 57º aniversário do estabelecimento da democracia na Venezuela, Marcão denunciou a existência de um golpe de estado e um golpe econômico em curso no seu país sem especificar se ele mantinha qualquer relação com estes chamados grupos terroristas.

Por trás desses golpe alegados planos, disse Marcão, são os mesmos grupos poderosos que tentaram derrubar o seu antecessor, o falecido Hugo Chávez (1999-2013), e que promoveu contra o governo, os protestos que se desenrolava a quase um ano atrás e deixou 43 mortos, de acordo com números oficiais.

O líder da oposição venezuelana Maria Corina Machado relatou esta semana sobre este fórum, chamado "cidadão de poder e democracia hoje" com os ex-presidentes latino-americana a ser realizada na próxima segunda-feira.


Ontem, Machado disse que Piñera e Pastrana usará a viagem para a Venezuela para visitar, no domingo, o líder da oposição venezuelana Leopoldo López na cadeia onde detido por quase um ano, acusado de delitos relacionados com os protestos contra o governo no ano passado.

GAZETA CENTRAL 24 DE JANEIRO DE  2015




NOVIDADE:  A  PARTIR  DE MARÇO  O CARTÃO MASTERCARD  PODERÁ SER  USADO  EM  CUBA, ANTES  CONSULTE  O  SEU BANCO





Cartões de crédito em Cuba, o que comprar. A empresa confirmou o levantamento do bloqueio das operações na ilha.





MasterCard anunciou sexta-feira que vai levantar as operações de bloqueio em Cuba com cartões emitidos nos Estados Unidos a partir de 1 de março, este ano, em consonância com decisões recentes do departamento do tesouro, relata Reuters.



A informação foi publicada em um boletim informativo da empresa enviado aos bancos e a outros clientes. Seth Eisen, porta-voz da MasterCard, confirmou o conteúdo do boletim de notícias Bloomberg.



De acordo com o meio, cartões emitidos por bancos fora dos Estados Unidos Visa Inc. e MasterCard agora são aceitos na ilha.

MasterCard tornou-se na sexta-feira as primeiras empresas de cartões de crédito para anunciar que vai começar a processar transações com cartões emitidos nos Estados Unidos em Cuba.

Com base nas novas orientações, o departamento do tesouro, MasterCard disse que iria começar a processar as operações de titulares dos EUA em Cuba a partir de 1 de março.

Anúncio vem um mês após o Presidente Barack Obama anunciou que os Estados Unidos realizaria trabalho para retomar as relações diplomáticas com a ilha depois de mais de 50 anos de afastamento. 

Os benefícios de decisão para os americanos viajando para visitar parentes em Cuba e um punhado de outras pessoas que visitam a ilha, com propósitos autorizados, tais como viagens educacionais. O embargo ainda proíbe o turismo geral dos americanos à ilha e sua elevação depende do Congresso.



Novas regras anunciaram há poucos dias levantaram a proibição que as empresas de cartão de crédito americanas e bancos, realizando operações em Cuba.
Um porta-voz da American Express disse que a empresa está avaliando os novos regulamentos do tesouro "para entender melhor o que é permitido e como estratégias se decidimos fazê-lo".


Visto não respondeu imediatamente a uma solicitação para comentários.


MasterCard Inc., sediada em compra, Nova York, disse em um comunicado que possuidores de cartão devem contactar o seu banco antes de visitar Cuba para garantir que seu cartão pode ser usado na ilha.


GAZETA CENTRAL 24  DE JANEIRO DE  2015



RENATO SANTOS  ESCREVE
VOTO IDEOLÓGICO  LEVA A ESCRAVIDÃO
DE  UMA NAÇÃO  INTEIRA

FORO DE  SÃO  PAULO  ENGANOU  A  TODOS  INCLUSIVE  IGREJAS E PARTIDOS

Em  Colossenses tem um  alerta  que  não serviu  para  alguns  evangélicos aqui no Brasil e  foram nas  opiniões  de  seus líderes  mal feitores e  enganadores, não  só da UNIVERSAL, mas  de outras denominações  que  colocaram seus  interesses  pessoais como VALDOMIRO  SANTIAGO que recebeu  premios  da  DILMA. Entre  outros  que usaram e usurparam  a  palavra  de  Deus,  como a  TV  Globo, Record,e  crentes  não preparados  foram  usados  também  para darem  seus  votos  não  ao PT e  nem  a DILMA, e  sim  ao FORO  DE  SÃO  PAULO, uma organização  criminosa.



Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;(ênfases acrescidas, verso ilustrativo)


No caso  da  Venezuela,  eles  ainda  tem uma desculpa, por  que  os cristãos  são muito  poucos e  eles  não eram  conhecedores, da  Palavra  de Deus, não  escrevo  em nome  de  denominação, por que  cada  uma  delas  é  como  uma ESCOLA, se ensina bem,  frutos  terá, mas,  se  não ensina  como  poderá  ter  frutos,  lá  são aproximadamente  dois  milhões e meio  de  protestantes e  católicos enquanto  no Brasil  juntando  o "  rebanho de  70  milhões  entre  católicos  e  protestantes.

O Brasil, como nação democrática, ainda engatinha, seja pelo extenso período sob o domínio da Coroa Portuguesa, seja pela saída recente do período da Ditadura Militar que, na opinião de muitos, manchou a história brasileira. Como eu era muito criança para compreender esse período, não vou emitir juízo de valor sobre essa época complexa. 



Além do mais, também desconheço toda a história, inclusive bastidores, contexto histórico-cultural, etc. Mas, o que posso dizer é que minhas lembranças de infância não corroborem essa visão de "período de chumbo". Claro, tenho ciência de que, aos olhos infantis, nem tudo é realmente aquilo que aparenta ser.



Agora, uma coisa que me causa certa estranheza é ver que aqueles que condenam de forma tão veemente a ditadura militar muitas vezes agem da mesma maneira, ou até pior. Tomemos como exemplo o plebiscito do desarmamento (na verdade, referendo. Valeu, ), que foi rechaçado por 2/3 da população (66%). Mas, mesmo diante de derrota tão fragorosa, o governo não se dá por satisfeito (ou vencido, vai saber). E, a qualquer pretexto, traz o assunto à tona, como foi o caso da tragédia de Realengo.



Partidos, Candidatos e Votos - Uma Escolha Delicada




A parte mais delicada de tudo isso vem agora, justamente porque serei exaltado por uns e escrachado por outros, mas é impossível ficar calado diante do que falamos acima. Recentemente, li uma frase que me deixou pensativo, e talvez até mesmo preparado para o que há de vir: "quem diz verdades perde amizades", de Tomás de Aquino. 



Se por um lado eu não tenho muitos amigos a perder, porque sou uma pessoa de poucos amigos (risos), por outro, qualquer perda representará um percentual elevado em meu [micro]universo de amizades... enfim...


O  Foro de  São  Paulo  usou  os  partidos  do Brasil  entre  eles   PSDB, PDT, PT, entre  outros  inclusive  igrejas  neo pentecostais  e  pentecostais com a  desculpa  que  na igreja  não se fala de  politica  ( HIPÓCRITAS), na realidade cansei  de  ver  os  chamados  pastores  apresentar  seus candidatos  nas  suas  sinagogas de  satanás  e  ao mesmo  tempo  fazer campanha  para  governador  e  presidente.

BUSQUEM POR PDT-SP (CONHECIDO PARTÍCIPE DE BASE DO FORO DE SÃO PAULO A OLIGARQUIA CRIMINOSA DA AMÉRICA LATINA E CARIBE), BAIXANDO NO SEU COMPUTADOR UMA PLANILHA EXCEL, PORTANTO PRECISARÁ DE SOFTWARE OU APLICATIVO QUE A ABRA: JÁ ABERTA A PLANILHA, NA ABA SUPERIOR A DIREITA ENCONTRARÁ UM BINÓCULO DE BUSCA!!! FACILITA O TRABALHO. CLIQUE NESTE BINÓCULO, E PROCURE POR:
MARIA CRISTINA DE BARROS PEVIANI MAIS CONHECIDA POR: CRISTINA PEVIANI CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS!!!





Aqui ninguém acusa ninguém.
As pessoas simplesmente se apresentam.
Parece que pressões e ameaças fizeram com que tirassem do ar, porém, salvei o mesmo e apresento aqui.

GAZETA CENTRAL 26 DE JANEIRO DE  2015


Una Educación pobre para los pobres.


“Los educadores no tienen nada que celebrar en su día”

Por Blas De Paz Santos
Por Blas De Paz Santos

El 15 de enero, día tradicional de celebración de los educadores en Venezuela se ha convertido como todos los días del año en días oscuros y tormentosos para la profesión. 

La educación en Venezuela presenta en déficit de alrededor del 40%, en especialidades como matemáticas, física, idiomas, ciencias naturales, entre otras. En cifras concreta estamos hablando de unos 10.000 educadores que están siendo sustituidos por no graduados empíricos y no empíricos, sin los concursos para los nombramientos más o menos discrecionales, y generalmente utilizando el amiguismo político. 

Con sueldos mensuales miserables que oscilan desde los 5 mil y 8 mil bolívares, donde la Canasta Alimentaria Familiar cerró en diciembre de 2014 en 17.230,00 Bolívares, con un aumento de 106%  (¿Cómo sobrevive el educador y su familia donde si compra medicinas no puede comprar los alimentos completos?).

Luchando permanentemente para enfrentar esta crisis gravísima que estamos confrontando para evitar el adoctrinamiento feroz del régimen. Nuestra educación además de ser pobre y de muy mala calidad, posee un currículo caracterizado por el adoctrinamiento, currículo educativo basado extraoficialmente en el llamado "Plan de la Patria", que busca el establecimiento de un Estado "socialista" en Venezuela, y que resulta poco útil y entorpece el aprendizaje integral 

Hoy en día la educación incide en forma proporcional al éxito de la vida adulta. Las ofertas poco atractivas y escasas que proporciona este sistema educativo hace que el ausentismo escolar saque a los jóvenes del sistema. El resultado es dramático. 

Nuestro sistema educativo no cumple con las tareas básicas, dejó de ser el sistema para el aprendizaje integral, no prepara adecuadamente a las nuevas generaciones para la vida productiva ni ciudadana y mucho menos la prosecución de estudios superiores. Incumple el Artículo 103 (Constitución) el cual garantiza la calidad e igualdad de condiciones y oportunidades, igualmente incumple el Artículo 104 (Constitución) en cuanto a la estabilidad y actualización profesional de los docentes. Y más grave el incumplimiento del Artículo 104 de la LOE (Ley Organica de Educación)  donde irrespeta la igualdad de todas las corrientes libres del pensamiento.

Pero sin embargo impone las funciones de reproducción social que eternizan las desigualdades de origen y sus funciones distributivas como institución de selección social, que estratifican la calidad educativa y hacen que los pobres reciban una educación que es, también, pobre.  

No olvidemos las palabras del Ministro de Educación  Héctor Rodríguez:  “…no es que vamos a sacar a la gente de la pobreza para llevarlas a la clase media y que pretendan ser escuálidos”.

 Y las palabras de Jorge Giordani “...Así que, LOS POBRES TENDRÁN QUE SEGUIR SIENDO POBRES, LOS NECESITAMOS ASÍ, hasta que logremos hacer la transformación cultural. Luego podremos hablar de economía de generación y de distribución de riqueza. Entretanto, hay que mantenerlos pobres y con esperanza...”. “...se trata de un cambio cultural y eso toma al menos tres generaciones: los adultos se resisten y se aferran al pasado; los jóvenes la viven y se acostumbran, y los niños la aprenden y la hacen suya. Toma por lo menos 30 años”.

“Los educadores no tienen nada que celebrar en su día”
Los Educadores estamos obligados a enfrentar los retos para la transformación de la educación como la herramienta indispensable para la transición y el desarrollo del país. Tales como la descentralización del sistema, reforma del currículo que adecúe los contenidos a las necesidades del mundo productivo, infraestructura escolar, formación docente y con una remuneración adecuada a su estatus de vida profesional,  formadores de todas las profesiones y oficios.  


Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com
@blasdps



Uma educação pobre para os pobres.
"Os educadores não têm nada a comemorar no seu dia"

Por Blas De Paz Santos

Em 15 de janeiro, o dia tradicional de celebração de educadores na Venezuela tornou-se como todos os dias do ano em dias escuros e tempestuosos para a profissão.

Educação na Venezuela tem um déficit de cerca de 40%, em especialidades como matemática, física, línguas, ciências naturais, entre outros. Em números específicos, estamos falando de cerca de 10.000 educadores que estão sendo substituídos por alunos de graduação empírica e não empírica, não há competições para compromissos mais ou menos discricionários, e geralmente usando favoritismo político.

Com salários mensais miseráveis que vão desde os 5000 e 8000 bolívares, onde Família Food Basket fechados, em dezembro 2014 bolívares 17,230.00, um aumento de 106% (Como sobreviver ao educador e de sua família, onde se você comprar medicamentos você não pode comprar toda a comida?).

Constantemente lutando para lidar com este grave crise que estamos enfrentando doutrinação feroz para evitar que o regime. Nossa educação de qualidade, além de ser pobres e muito pobres, têm bios caracterizado doutrinação currículo de educação extra-oficialmente baseado no chamado "Plano de la Patria", que visa a criação de um Estado "socialista" na Venezuela, e que inúteis e dificulta a aprendizagem abrangente

Hoje a educação afeta proporcionalmente para o sucesso da vida adulta. Promoções sem atrativos e alguns que a prestação deste sistema de ensino faz a evasão escolar para puxar sistema juventude. O resultado é dramático.

Nosso sistema de educação não cumpre as tarefas básicas, deixou de ser o sistema de aprendizagem abrangente para não preparar adequadamente as futuras gerações para a vida produtiva e cívica, muito menos o prosseguimento de estudos superiores. Viola o artigo 103 (Constituição), que garante a qualidade e igualdade de condições e oportunidades, também viola o artigo 104 (Constituição) sobre a estabilidade e desenvolvimento profissional dos professores. E o mais grave violação do artigo 104º do (Lei Orgânica de Educação) LOE que desrespeita a igualdade de todos os fluxos livres de pensamento.

Mas, no entanto, impõe as funções de reprodução social que eternizan desigualdades de origem e funções distributivas como uma instituição de seleção social, estratificação da qualidade da educação e fazer os pobres recebem uma educação que também é pobre.

Não se esqueça das palavras do Ministro da Educação Héctor Rodríguez: "... não estamos indo para tirar as pessoas da pobreza para trazê-los para a classe média e afirmando ser magro".

  E as palavras de Jorge Giordani "... Então, pobres têm que continuam pobres, a necessidade SO, até fazer a transformação cultural. Então, podemos falar sobre a economia de geração e distribuição de riqueza. Enquanto isso, temos de mantê-los pobres e esperança .... ""... É uma mudança cultural e que leva pelo menos três gerações: os adultos resistem e se agarram ao passado; jovens vivem e se acostumar, e aprendizagem das crianças e torná-lo seu próprio. É preciso pelo menos 30 anos ".

"Os educadores não têm nada a comemorar no seu dia"
Educadores são necessárias para enfrentar os desafios para a transformação da educação como uma ferramenta essencial para a transição e desenvolvimento. Como a descentralização do sistema, a reforma do currículo que se adapte o conteúdo para as necessidades do mundo produtivo, infra-estrutura escolar, formação de professores e adequadas a seu status como vida profissional, os treinadores de todas as profissões e ofícios remuneração.

Por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com
blasdps


GAZETA CENTRAL, 27 DE JANEIRO DE 2015



NÃO PODEMOS  ACEITAR  UM DITADOR  NA VENEZUELA DISSE  O  EX PRESIDENTE DA  COSTA  RICA

O ex-presidente da Costa Rica e prêmio Nobel da paz 1987, Oscar Arias, foi incapaz de participar do fórum "pode cidadão e democracia hoje" por motivos de saúde. No entanto, ele enviou uma carta contundentes, ler durante a cerimônia, ele relatou o portal diário do contraste.

Não sei quantas vezes que acreditássemos, nos últimos 15 anos, Venezuela está à beira da mudança, não pode mais urso, algo tem que dar. E no entanto, o regime de Chávez tem persistido apesar dos presságios que, desde o seu início, prevendo o fim iminente da Revolução Bolivariana. O que explica esta superação? Entende-se que um sistema claramente anti-democráticos, conseguiu resistir a tantas pressões e continuar, pelo menos até recentemente, recebeu o apoio do eleitorado?

Volumes foram escritos sobre isso e muito mais serão escritas. Venezuela no início do século XXI continua a fascinar os estudiosos e analistas por décadas para vir. Mas é inegável que os dois pilares da sobrevivência do regime de Chávez foram desempenho económico, baseado no comércio de petróleo e a popularidade de seu líder (na época, Hugo Chávez e em seguida, em menor medida, Nicolás Maduro). Acho que todos podem concordar que estas duas forças são hoje no estado pior desde 1999. A rápida queda no preço internacional do petróleo e a consequente deterioração das condições fiscais de um governo que captura quase todos os serviços essenciais, têm impactado a vida quotidiana dos venezuelanos em uma maneira que, sim, parece insustentável.

É um clichê dizer que o dilema atual do chavism é a "crônica de uma morte anunciada". Mas é a verdade. Madura pode fazer todo as possíveis contorções retóricas, descrevendo a situação da "guerra do petróleo" e a tentativa de "colonização através do colapso econômico", mas nenhum outro país nos últimos anos tem proporcionado mais recursos com piores resultados. Nenhum outro governo esbanjou sua renda de forma tão imprudente. Só o regime de Chávez é responsável por isso. Não há nenhuma conspiração internacional que explica as filas para comprar a farinha ou sabão para durar dois dias. Isso só pode ser explicado pela existência de um governo que é corrupto, ineficiente, dedicado ao culto de personalidade e obcecado com o fracasso de um modelo que já não é caminho para subsidiar a esconder.

Amartya Sen famosamente mostrou que nunca houve uma fome em uma democracia consolidada. Em alguns aspectos, a situação atualmente Venezuela que afectam não só demonstra seu déficit fiscal, mas também o seu défice democrático. As instituições que têm sido prejudicadas ao longo dos anos, empreendedorismo que tem sido obstruído, a oposição que foi removida, a separação de poderes que foi cancelada, são forças que teria evitado o país aproximou-se ambos na borda do penhasco. Uma democracia efetivamente, o descontentamento de canais. Uma democracia retifica erros prontamente. Chavez e Maduro foi abafar essa capacidade de resposta. Agora maduro bastante pressionado o punho com uma vingança, tentando calar aqueles que levantam a voz. Leopoldo López é na cadeia, que María Corina Machado enfrenta um julgamento digno de um romance de Arthur Koestler, não só confirma que o governo perdeu o controle.

Não podemos cometer o erro de assumir que o fim de uma era. Pelo contrário, é da responsabilidade de todos os Democratas e não só venezuelanos, para ajudar a Venezuela para alcançar a transição democrática. A crise de legitimidade do regime de Chávez deve ser contrabalançada pela legitimidade da oposição. Estamos perante uma verdadeira conjuntura histórica. Corresponde a todos colaboram para fazer uma mudança para acontecer e acontecer pacificamente.

Não, a prioridade deve ser remover uma pessoa específica. Isso é um erro que outros países comprometeram-se, derrubar líderes cuja partida não teve efeito sobre a situação real. A prioridade deve ser o sistema institucional democrático. O que é indispensável é para restaurar o estado de direito e da separação de poderes. O que é indispensável é abandonada a intromissão perversa das forças armadas na vida civil. A legitimidade da oposição deve derivar de sua adesão a certos princípios, em vez de seu ataque em certas pessoas. Você deve surgir de seu compromisso com o respeito as instituições e a sua recusa em usar a violência como uma moeda. Neste momento, nada é mais pressão do que a situação de escassez e racionamento. Quando se trata das necessidades mais básicas, a escala de risco de violência. Portanto, hoje eu quero fazer uma chamada para a oposição de exercer liderança responsável.


E faço também chamado à comunidade internacional para torná-lo a derrubar seus olhos na Venezuela. Conheço bem a dinâmica das relações internacionais. Eu sei que há competição por atenção a nível mundial, e que Venezuela divide o palco com regimes que arriscam mais perto para as potências mundiais. No entanto, quero salientar que estamos em um ponto de viragem: uma Venezuela prostrar-se economicamente, e isolado politicamente, a pressão internacional pode gerar resultados positivos. A primeira condição deve ser, como eu já disse muitas vezes, a libertação de todos os presos políticos. Todos os dias Leopoldo López na prisão, todos os dias que os funcionários eleitos ou estudantes, são presos é uma violação dos direitos humanos, a carta das Nações Unidas e da Carta Democrática da organização dos Estados americanos.

A libertação dos presos políticos deve ser o primeiro passo em uma estratégia que levará a uma completa restauração da democracia na Venezuela. Apesar de eu compreender as diferenças na situação atual, na Venezuela, com outras transições na história do mundo, também acredito que há lições que não devemos esquecer. Mandela nunca não tinha alcançado o fim do apartheid se houvesse pensar sobre seus próprios Domingues, o partido nacional e o papel que teria na transição para a democracia sul-africana. Não que a divisão não vingança vai levar a Venezuela a um futuro melhor, mas pacífica e inteligente de inclusão.

Espero que a hora chegou. Estou confiante que os venezuelanos sabem reconhecer que o regime de Chávez pode ter tido, no seu início, nobres intenções, mas seu fracasso é inegável. O modelo econômico que talvez uma vez que foi inspirado pela justiça social, tem levado a escassez e a necessidade. Não precisa ser direita ou esquerda para admitir que não vale a pena preservar algo para sua promessa. As coisas são preservadas ou descartadas por seus resultados. É hora de avaliar uma experiência política que, como tantos outros, é realizada sobre a miragem de bonanza económica que traz um boom nos preços das commodities. É hora de adotar um regime que vai realizar, uma vez e para sempre, em valores democráticos.

GAZETA CENTRAL 29 DE JANEIRO DE 2015



ALERTA  MÁXIMO  MINISTÉRIO DA  DEFESA  VAI USAR   ARMA  DE  FOGO  EM QUALQUER  MANIFESTAÇÃO  SEJA  PACÍFICA  OU  NÃO


Enquanto  a  América  Latina  os  Estados  Unidos  e  a  Máfia  da  oposição  do Brasil estão  dormindo, a GAZETA  CENTRAL já  vinha denunciando  deste  março de 2014, que  o FORO  DE  SÃO PAULO  através  de  seu  capacho NICOLAS MADURO  tinha um plano  em matar  o povo  venezuelano, primeiro  ato( PERSEGUIÇÃO E  CADEIA CONTRA  TODOS  OS MANIFESTANTES INCLUSIVE  ESTUDANTES,  DEPOIS  O ENVENENAMENTO DA  A´GUA, DEPOIS A  ESCASSEZ  E  AGORA  UM PLANO  O MAIS TERRÍVEL  QUE  ENOJA  A  DEMOCRACIA  E  OS  DIREITOS  HUMANOS  O  GENOCÍDIOS.

EDGAR LÓPEZ / ELOPEZ@EL-NACIONAL.COM / nacional



008610 resolução do Ministério da defesa, publicado no diário oficial em 27 de janeiro de 2015, estabeleceu um novo modelo de controle militar da ordem pública, que inclui o "uso de força potencialmente letal, com a arma de fogo ou outra arma potencialmente mortal", como um último recurso para "evitar transtornos, apoiar a autoridade legitimamente constituída e rejeitando qualquer agressão", imediatamente e com os meios necessários para enfrentá-lo",

As novas regras prejudicam as garantias do artigo 68 da Constituição, que diz: "é proibida a utilização de armas de fogo e substâncias tóxicas para controlar as manifestações pacíficas. A lei deve regular o desempenho das forças policiais e de segurança no controle da ordem pública".

A resolução assinada pelo general em chefe Vladimir Padrino Lopez não é uma lei conforme exigido pela Constituição e não distinguir entre manifestações pacíficas e violentas, em vez de definir sucintamente a violência letal como a "criação de uma situação de risco mortal". Como apenas as garantias não parece suficientes, indicou que "quando o uso de armas de fogo é inevitável", o militar deve tomar precauções para minimizar os danos.

Além disso, o desconhecido normas internacionais, incluindo o previsto no relatório sobre a segurança dos cidadãos e dos direitos humanos, elaborados pela Comissão Interamericana de direitos humanos, em 2009: "... dado a armada das forças falta o treinamento adequado para o controle da segurança cidadã, corresponde a uma ação civil, respeitoso e eficiente força policial de humanos direitos combate à insegurança"crime e violência na esfera doméstica".

Sobre a formação de oficiais militares para garantir que eles não cometer excessos, a disposição transitória segunda indica que dentro o próximo três meses é "girará instruções para a elaboração do ' Manual de normas e procedimentos operacionais da segurança de serviços em matéria de ordem pública em comum uso para os membros da força armada nacional Bolivariana". No entanto, a autorização dos militares para intervir em protestos e usadas armas mortais tem eficaz imediatamente.

GAZETA CENTRAL 30 DE JANEIRO DE  2015


DECRETO  DE NICOLAS MADURO  USO DE ARMAS METAIS: DENUNCIA  DE  DIOSDADO  CABELLO COMO  CHEFE  DE TRAFÍCO NA VENEZUELA  : LEVARAM  A  OITO TROPAS  VENEZUELANAS A SE REBELAR  CONTRA  O  GOVERNO  CORRUPTO COVARDE  E  ASSASSINO  


Depois  da  Publicação  de uso de  armas  metais  pelo Decreto  do então  translocado e  sem noção  NICOLAS MADURO como era  de  esperar e  a  denuncia  do  DIOSDADO  CABELLO presidente  da  ASSEMBLEIA NACIONAL da  VENEZUELA  a  bomba  explodiu  nesta  sexta  feira nos quartéis do EXERCITO  VENEZUELANO,  oito  tropas  venezuelanas  se  rebelaram a  crise  é forte  neste  momento  nos  quartéis .

Nesta  ultima  quinta  feira  o  advogado LOPEZ conforme  ja  publicado  nas midias  do JORNAL DA  FLÓRIDA   e  da  GAZETA  CENTRAL  no Brasil  sobre  o  novo  decreto e  as  acusações  que DIOSDADO  CABELLO  de  ser  um dos traficantes mais  poderoso  na VENEZUELA e  da publicação de nomes  dos envolvidos  e LEAMSY SALAZAR, ex  chefe da  segurança  do então  falecido HUGO  CHAVES   os oito  COMANDO  DO EXÉRCITO VENEZUELANO  se  rebelam  contra   NICOLAS MADURO. 












Ocho militares mas desertaron, todavía no están manos de las autoridades de EEUU que tienen el caso, pero se encuentran "a buen resguardo"





Los otros ocho militares son del Servicio de Seguridad Presidencial. Casa Militar.




Lopez, especialista em direito penal, publicou uma lista de nomes de supostos soldados venezuelanos que abandonaram o anel de segurança de chefe de estado, Nicolas Maduro, para dar testemunho contra Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional, que é acusado nos Estados Unidos por supostas ligações ao narcotráfico em sua conta na rede social Twitter.

Disse Lopez oito tropas seria que desertaram e iria ser um bom backup enquanto a denúncia do Leamsy Salazar, ex-chefe da segurança do falecido presidente Hugo Chávez, fazer o curso.

O criminoso disse que os soldados em questão vão sustentar a denúncia do Salazar que apontou para o cabelo como o "Capo do cartaz de Los Suns", de acordo com as informações que o ABC diário Espanha 

inicialmente acordado.

GAZETACENTRAL  30 DE  JANEIRO DE 2015


A  cada  momento as  investigações  se  avançam  NICOLAS  MADURO  fica acurralado, é  um assassino  muito perigoso e  ambicioso  pelo poder  desta fez  mais  um integrante  do  alto  comando  da  GNB ( GUARDA  NACIONAL  BOLIVARIANO) E  do governo  de  MADURO  esta sendo  procurado  pelo FBI   e a  INTERPOL. Líbano Ghazi Nasr al - Din, ele  é  o  chefe  de  treinamento  das AS FARC  E  DA  GNB  NA VENEZUELA, terrorista  sdo  HESBOLLAH  é  cidadão  VENEZUELANO.  E  mais diplomata  ele esteve  no Brasil  quando ELIAS JAUA  esteve  também  aqui.



O Bureau Federal de investigação (FBI) nos hoje incluído na sua lista de terrorismo para o Líbano Ghazi Nasr al - Din, que, de acordo com o departamento do tesouro, era alta diplomata venezuelana ter dupla nacionalidade, devido a sua suposta colaboração com doadores do grupo libanês Hezbollah.

De acordo com um comunicado do FBI em Miami (EUA), as autoridades federais estão procurando o paradeiro do al - Din, que é cidadão venezuelano e libaneses.

Autoridades federais relataram que al - Din, que fala árabe e espanhol fluentemente, é suspeito de agir como um fundraiser para o Hezbollah, um grupo paramilitar que é identificado como uma organização terrorista pelos Estados Unidos e outros países ocidentais.





Em 2008, o departamento do tesouro disse Ghazi Nasr al - Din como um apoiante do Hezbollah estabelecido na Venezuela que fez uso de seu status como alta diplomata do país sul-americano para fornecer apoio financeiro para o grupo terrorista.



"É extremamente preocupante ver o governo da Venezuela empregando e fornecendo proteção para um facilitador e doador de Hezbollah," disse no que então Adam J. Szubin, diretor do escritório de ativos externos do Tesouro (OFAC) controle.



De acordo com esta agência, al - Din trabalhou como agente diplomático na Embaixada da Venezuela na Síria e em seguida foi apontado como diretor de assuntos políticos na Embaixada da Venezuela no Líbano.

O lançamento do FBI identifica Ghazi Nasr al - Din como uma pessoa de textura média de 1,70 metros de altura e cerca de 80 quilos de peso.

A chamado "busca de informações - lista do terrorismo" é uma lista do FBI que identifica suspeitos por esta acusação, mas que não foram acusados no Estados Unidos.



Citando fontes dos serviços secretos, o diário americano garante que o Presidente responsável, Nicolas Maduro, teria promovido as operações do grupo terrorista libanês na Venezuela






O SITE NACIONAL
26 DE MARÇO DE 2013 - 11:52

O jornal El Nuevo Herald publicou terça-feira uma nota que diz que o Presidente da República, Nicolas Maduro, foi um dos principais promotores das operações do Hezbollah na Venezuela, "mantendo um contato direto com um de seus principais agentes que fazia parte de seu corpo diplomático, quando ele serviu como Ministro dos negócios estrangeiros, de agosto de 2006 até o início de 2013".

Em seguida reproduz o texto integral publicado no jornal:

"Fontes de inteligência disse El Nuevo Herald que Ghazi Nasr al Din, designado pelo governo dos Estados Unidos como um dos mais importantes representantes do Hezbollah na Venezuela, é mantida em constante comunicação com o atual líder da Revolução Bolivariana, quando ele serviu como adido comercial do país sul-americano na Síria.

"Maduro é quem dá cobertura para Ghazi, que é a pessoa que controlava as atividades do Hezbollah na Venezuela," disse uma das fontes que falou sob condição de anonimato.

Que nomeação procurou Ghazi a cobertura diplomática que ele precisava mover-se livremente do lado de fora, onde coordenou as operações do Hezbollah na Venezuela, disse a fonte.

Hezbollah, uma entidade libanesa, fundada por um contingente da Guarda Revolucionária Iraniana e que é financiado por Teerã, é considerado por Washington e em outros países como uma organização terrorista.

Para incluí-lo na sua lista negra, o departamento do tesouro disse em 2008 que Nasr al-Din era um agente do Hezbollah na Venezuela que fez uso de sua posição como um diplomata venezuelano no esforço vital da organização para obter financiamento.

"Nasr al-Din se aconselhou doadores de Hezbollah durante esforços para captar fundos e forneceu os doadores de informações específicas sobre as contas bancárias onde depósitos podem ir diretamente para o Hezbollah,", disse o departamento do tesouro.

"Nasr al-Din reuniu-se com altos funcionários do Hezbollah no Líbano para discutir problemas operacionais e também tem facilitado a viagens de membros do Hezbollah e da Venezuela," disse a declaração.

De acordo com o documento, o diplomata venezuelano facilitou a viagem para Caracas de dois membros do Hezbollah no Líbano em busca de doações e organizou a viagem dos membros da organização para o Irã para participar de um curso de formação.

As fontes disseram que Nasr al-Din era uma linha direta de comunicação com maduros, quando ele estava à frente do Ministério dos negócios estrangeiros da Venezuela.

"Sempre que ele tinha um problema que ele contatou diretamente para Maduro, ignorando a cadeia de comando, incluindo o vice-ministro para o Médio Oriente. Tinha uma linha direta, sendo um indivíduo claramente identificado pelos Estados Unidos como um dos elementos mais importantes tendo Hezbollah na Venezuela, "disse.

Em uma recente audiência no Congresso, o antigo secretário-adjunto para Assuntos Hemisféricos do departamento de estado, Roger Noriega, disse que altos funcionários do governo da Venezuela tornaram-se agentes do Hezbollah, fornecendo material e apoio logístico para operações terroristas do grupo, incluindo braços, documentação de financiamento e até mesmo venezuelano".

GAZETA CENTRAL, 31  DE JANEIRO DE 2015 


VICE  PRESIDENTE MICHEL TEMER  RECEBEU  40 MIL  DÓLARES DE UMA OBRA  EM ARAÇATUBA 


O  Brasil  realmente  esta  em  estado  crítico  de  corrupção, é  uma vergonha o caminho  que estamos  correndo, e  não é  só  o PT, e  sim todos  os  partidos, não  há ética nenhuma, nem mesmo  em  suas  lideranças  ou  bases de aliados, se  vendem fecham os olhos  e  deixa o câncer  correr  solto. Como  podemos livrar  o  nosso  País se  o próprio  povo  se  vendem,  por  misérias,  como programas  sociais, j[á que  nem querem trabalhar, é  um  caminho  perigoso  e  viciado para  todos.

Não se  trata  de  criar  mais  leis  para  combater  a  corrupção é  falta de vergonha  na cara, nenhum politico que  preze  se  vende  seja  pra quem  for, mas o no  Brasil esse politico  nem  aparece  de  tanta  vergonha  que  tem.

E  como um  pai de familia  (  corrige  seus  filhos  (  sem moral), pois  esse  pai  esta envolvido  em bebidas, jogatinas, prostituição, traição e na  corrupção, pois  se vendeu  para  o sistema.

A  Família  sendo  destruída  que  é  a  base de  um País  se  destrói  uma NAÇÃO, pois tudo  esta  interligado, assim  é  o CONGRESSO E  O SENADO, que  juntos  com o EXECUTIVO   esta  destruindo  a  NAÇÃO.

Vejamos, no  dia  9  de  dezembro  de  2014, portanto a  um mês  e  meio,  a  POLICIA FEDERAL  tem uma  planilha  que  não  foi  divulgada  com mais  profundidade dos envolvimentos  de político nas  corrupção do PARTIDO  que  deveria  ser  opositor  e não  colaborador  do  PT. O  PSDB.Mas  qual seria  então  o  caminho  do PSDB, é muito  simples se  tivessa  ética expulsassem  os  seus  envolvidos  imediatamente, sem  conversas de  diálogo, mas,  não o faz.

Em 8  de  dezembro, foram  divulgadas as  planilhas apreendidas  pela  Policia Federal,  no  dia  14  de novembro do  mesmo  ano ano, mas  parece  que  ficou abafado  o caso e ninguém  se falou  mais  isso, nesse  documento  envolve  o nome do VICE-PRESIDENTE( PMDB)  MICHEL TEMER,  a qual  foi  apreendida  na  EMPRESA CAMARGO  CORREIA, e  lá  consta  ainda que  o mesmo  recebeu  em moedas correntes  valores  altos  da mesma  empresa, no valor d e  40  mil  dólares.


Mas  fica  apenas  uma pergunta, além  do ESTADO DE  SÃO PAULO, outras  chamadas  grande imprensa parece que  só  divulga  aquilo que  " interessa"  a  eles.

O  jornalismo  é  independente  e  livre, mas  até  aonde  vai  esses  dois  conceitos, pois  existe  os empresários que  não  dão essa liberdade  a  seus  profissionais.  Ao  outro  lado  o  da  defesa, MICHEL TEMER  nega  envolvimento a  essa  questão.

Sabem  aquela  frase  famosa  NÃO  FOI  EU SENHOR NÃO  É  MEU  DOUTOR, é  mais  ou menos  parecido  com isso   quando MICHEL TEMER  nega  seu  envolvimento, contra  fatos senhor   VICE  não  há  argumentos,  no mínimo  seria  confessar  e  tomar vergonha  na cara  e devolver  os  40  mil  reias  do LAVA JATO, e  ainda  renunciar a  sua  vice  presidência.


Tanto a cidade de  ARAÇATUBA  COMO  PRAIA GRANDE  aparecem  nas planilhas da empreiteira CAMARGO  CORREIA, até  quando a mentira  vai  prevalecer  contra  os  fato narrados. Então  senhor  Vice Presidente renuncie  é  a  saída  digna  de homem  que  não está envolvido  nesses  escanda-los mas,  quase  certeza  de que  esta  envolvido  que  ele não  irá renunciar.

A PF não faz nenhuma análise sobre o documento porque os políticos mencionados detêm foro privilegiado perante os tribunais superiores – no caso dos parlamentares, o Supremo Tribunal Federal (STF) detém competência exclusiva para abrir investigação. Sem autorização da Corte, a PF não pode investigar deputado nem senador.

Mas, o que  esperar  do STF  que  liberou  outros  ladrões, a  mancha  esta  feita, não  ha  mais como acreditar  numa JUSTIÇA cheios  de  falhas, o que  nos resta  então, algum MINISTRO DO STF, vier  a público  e  relatar  os  desmantes da JUSTIÇA, o que  chamo de MINISTRO  COM MORAL que  chega  de braço  firme  sem medo  e mostra a  sociedade  recolocando  os  acusados na cadeia  novamente e  condenando  os  demais, será, que  alguém vai se  atraver fazer  isso, a Policia  Federal  faz  o papel  dela, a Imprensa  seja de qual  forma  for  também,  mas  o STF, por ser  SOBERANO  não pode  ficar a mercê diante de um governo  corrupto.

A  Mesma Policia Federal  apreendeu a planilha  não ha  menção de  caixa  dois  apenas  os nomes  ao  lado  dos  valores, foi encontrado os seguintes  partidos  (  PT, PSDB. PMDB, DEM E  PDT).


GAZETA CENTRAL,01  DE FEVEREIRO DE 2015


¿Cuánto hay pa' eso?"
La corrupción desde altas esferas del chavismo hasta "¿cuanto hay pa'eso?"
Por Blas De Paz Santos

El estadounidense Robert Klitgaard define la corrupción “como el uso de una posición de poder para fines individuales”.


O puedes recurrir a un “pana”, “un compadre”, "un primo"  bien ubicado osea "un enchufado". Aunque no nos garantiza que el encargo salga gratis, porque el "enchufado" también puede terminar preguntando, y de nuevo en criollo, "¿cuánto hay pa' eso?"

Es lamentable estar punteando el Ranking de países más corruptos de América Latina y el puesto 10 del mundo a la par de Yemen, Angola y Guinea-Bissau, aunque superados por Irak, Afganistán y Sudán.

Cuando se inicia la era del chavismo en el año 1999, la corrupción se robaba el 30% del presupuesto nacional (con  8$ el precio del barril de petróleo), después de 15 años ahora supera el 65% lo que se roba la corrupción del presupuesto nacional. Según la ONG Transparencia Internacional.

De ser ciertas estas cifras, tomando en cuenta los ingreso por exportaciones de petróleo que alcanzaron a 103.42$ por barril de petróleo, sobrepasando el billón de dólares en 15 años, con una corrupción que supera los 500.000 millones de dólares, lo que representa un desangramiento de  más 30.000 millones de dólares al año. Y a más dinero, más potencial para corrupción.

El propio Nicolás Maduro confesó por la televisión:«los capitalistas especulan y roban como nosotros». Freddy Bernal, confirmó por la cadena Venevisión la confesión de Maduro. El también diputado chavista reconoció:  

Solo han sido capaces oficialista del régimen de reconocer  la magnitud de la corrupción, pero no han enfrentado dicho problema ya que esta en lo más profundo de las raíces del régimen. 

Las acusaciones de corrupción a gran escala en las altas esferas del chavismo son muy comunes, pero pocas veces pasan de la denuncia. El ejecutivo es muy poderoso ya que controla todo, al no haber separación de poderes real, así que este control limita la rendición de cuentas y el acceso a la información.

La corrupción policial a llegado a extremos tal que las víctimas de atracos, robos, secuestros express, etc, temen presentar las correspondientes denuncias a la policía, debido a que una gran parte de los agentes, inspectores y comisarios están involucrados en actividades criminales, inclusive con prontuarios delictivos.  


Human Rights Watch considera que la policía comete uno de cada cinco crímenes y que agentes policiales han sido responsables por la muerte de miles de personas sin ser penalizados (solo un 3% de los agentes han recibido sentencias por cargos puestos contra ellos.
Adicional tenemos que Maduro utilizar el sistema judicial para intimidar y perseguir de manera selectiva a líderes de la sociedad civil que han presentado las denuncias de corrupción de los miembros del régimen. Son muchos los casos de denunciantes que están presos por presentar a la fiscalía las denuncias de corrupción. 

Con este panorama el pueblo sigue el ejemplo de sus gobernantes al ver el alto índice de impunidad que existe en el país. 

"¿Cuánto hay pa' eso?"
por Blas De Paz Santos
blasdps@gmail.com
@blasdps


"Muito lá pa' que?"
Desde os escalões superiores da corrupção chavism até "muito lá pa' que?"
Por Blas Dora Santos

O americano Robert Klitgaard define corrupção "como o uso de uma posição de poder para fins individuais".

Na venezuela, este "posição de poder" está em todos os níveis, tanto públicos como privados. Sim, este flagelo que penetrou todas as áreas do país, não apenas do poder político, mas de qualquer tipo: do vigia quem negocia com o estacionamento, o porteiro que reservar-lhe um número para lidar com qualquer papel em uma dependência do governo, a agência de viagens, ficando mais baratas tarifas, o dispatcher companhia aérea; em termos de crioulo, procedimentos implicam que você um "saia a mula, Pa'Los fresco", "Pa'Los café" ou "mais baixo com alguma coisa". 

Ou você pode recorrer a um "veludo", "amigo", "Primo" bem localizado "ligado de" osso. Embora o não garante-nos que a saída personalizada grátis, porque o "plugged in" também pode acabar pedindo e novamente em crioulo, "muito lá pa' que?"

É lamentável bater o Ranking dos países mais corruptos da América Latina e o post 10 no mundo, ao mesmo tempo, no Iêmen, Angola e Guiné-Bissau, embora ultrapassado pelo Iraque, o Afeganistão e o Sudão.

Quando chavism era em 1999, corrupção é que ele roubou 30% do orçamento nacional (com o preço do barril de petróleo a US $ 8), em seguida, agora 15 anos de idade superior a 65%, o que rouba a corrupção do orçamento nacional. De acordo com a ONG transparência internacional.

Ser algumas dessas figuras, tendo em conta o rendimento por exportações de petróleo, que alcançou US $ 103,42 por barril de óleo, superando os trilhões de dólares mais de 15 anos, com uma corrupção que excede US $ 500 bilhões, que representa uma mais US $ 30 bilhões um ano sangrando. Com mais dinheiro, mais potencial para corrupção.

O próprio Nicolas Maduro confessou na televisão: 'os capitalistas especulam e roubar como nós'. Freddy Bernal, confirmada pela rede Venevisión confissão Maduro. Que também reconheceu o delegado Chavez: < corrupção rojita vermelho >

Eles só foram capazes de que regem o regime reconhecer a magnitude da corrupção, mas eles não têm enfrentado esse problema já nas raízes mais profundas do regime. 


Acusações de corrupção em grande escala nos escalões superiores da chavism são muito comuns, mas raramente ficam fora a denúncia. 

O executivo é muito poderoso, porque ele controla tudo, não há nenhuma verdadeira separação de poderes, então este controle limita a responsabilidade e o acesso à informação.

Corrupção policial que chegou ao fim tal que vítimas de assaltos, roubos, sequestros, etc, estão com medo de apresentar as correspondentes queixas à polícia, desde uma grande parte dos agentes, inspetores e comissários estão envolvidos em actividades criminosas, incluindo arquivos criminais.


Human Rights Watch considera que uma de cada cinco crimes cometidos pela polícia e que os policiais foram responsáveis pela morte de milhares de pessoas sem serem penalizados (apenas 3% dos agentes receberam penas por acusações colocadas contra eles.


Além disso, temos que amadurecer-se usar o sistema de justiça para intimidar e perseguir seletivamente aos líderes da sociedade civil que apresentaram alegações de corrupção de membros do regime. 

Há muitos casos de denunciantes que são prisioneiros de apresentar as alegações da acusação de corrupção.


Com este panorama, a vila segue o exemplo dos seus líderes para ver o alto índice de impunidade que existe no país.


"Muito lá pa' que?"
por Blas Dora Santos
blasdps@gmail.com
@blasdps



GAZETA CENTRAL,01  DE JANEIRO DE 2015


                       A  POSSE  DOS  LEGISLATIVOS  (  SENADO E  CONGRESSO)


Após terem tomado posse em seus cargos, os novos deputados federais iniciaram há pouco as negociações com as bancadas partidárias para a definição de lideranças e formação de blocos. É a partir da definição dos blocos que se iniciarão os trabalhos para a formação da Mesa e das comissões da Câmara. O prazo limite oficial para a conclusão das negociações é até as 13h30.

Responsável pela condução dos trabalhos legislativos e pelos serviços administrativos da Câmara, a presidência é eleita por meio de voto secreto às 18h. Antes, os novos parlamentares definirão qual será a formação dos demais cargos que constituem a Mesa.

O maior bloco é o primeiro a escolher o cargo que pretende ocupar. Em geral, a preferência é pelo cargo de primeiro secretário, por ser quem administra a Casa e boa parte de suas verbas, uma vez que cabe a ele ratificar as despesas da Câmara. Além disso, cabe ao primeiro secretário a responsabilidade de interpretar e fazer observar o ordenamento jurídico de pessoal e dos serviços administrativos da Câmara e fazer credenciamento de prestadoras de serviços e de outros profissionais.

Cabe à primeira vice-presidência substituir o presidente em suas ausências ou impedimentos, elaborar pareceres sobre requerimentos de informações e projetos de resolução. À segunda vice-presidência, cabem atribuições como a de fomentar a interação institucional entre a Câmara e os órgãos do Poder Legislativo das unidades federativas e municípios. No caso de ausência ou impedimentos simultâneos de presidente e de primeiro vice-presidente, é ele quem os substitui na Mesa.

Já a segunda secretaria tem atribuições relacionadas a viagens e passaportes diplomáticos. A função de corregedor e o controle do fornecimento de requisições de passagens de transporte aéreo aos deputados fica a cargo do terceiro secretário.

A quarta secretaria é responsável por tarefas relativas à supervisão e distribuição das unidades residenciais dos deputados, além de propor à Mesa a compra, venda, construção e locação de imóveis. Também cabe à ela encaminhar à diretoria-geral, concessão de auxílio-moradia aos deputados que não residem em imóveis funcionais.

Serão definidos ainda os suplentes de todos os cargos da Mesa. Além de substituírem seus titulares, eles participam das reuniões da Mesa.


Os quatro candidatos à Presidência da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Arlindo Chinaglia (PT-SP), Júlio Delgado (PSB-MG) e Chico Alencar (Psol-RJ) pediram apoio a seus colegas neste sábado (31), véspera das eleições. Eles participaram de um evento promovido pela Casa.




Eduardo Cunha se reuniu com deputados da Frente Parlamentar, além de passar em um encontro de ambientação com os políticos. Já Arlindo Chinaglia esteve em reunião durante boa parte do dia com alguns deputados.

Durante o dia, Júlio Delgado se reuniu com a bancada do PSB, e em seguida participou de uma reunião que acabou formalizando o apoio do PSDB, PPS e PV à sua candidatura. Já Chico Alencar buscou conversar com os parlamentares e apresentando a sua plataforma.



O senador Luiz Henrique (PMDB-SC) disse nesta sexta-feira (30) que espera ter 45 votos em apoio à sua candidatura à presidência do Senado. Caso a expectativa se confirme, o número será suficiente para elegê-lo no próximo domingo (1º).

Luiz Henrique concedeu entrevista coletiva nesta sexta, acompanhado de líderes partidários e representantes do PDT, DEM, PP, PSOL, PSDB e PSB. "Somados, estes partidos representam a certeza absoluta, a convicção de que colheremos uma vitória no domingo. Será a vitória da mudança contra o continuísmo", disse o senador.


Entretanto, alguns dos partidos contabilizados pelo senador ainda precisam de reuniões internas para oficializar o apoio. É o caso do PSB, que já retirou candidatura própria e deve se reunir até amanhã para decidir.
O PMDB, partido de Luiz Henrique, também terá reunião para anunciar o nome que disputará a presidência do Senado. Por ter a maior bancada da Casa, com 19 senadores, o PMDB tem a prerrogativa de indicar o presidente, conforme acordo histórico.
A candidatura de Luiz Henrique foi construída a partir da movimentação de partidos insatisfeitos com a demora do PMDB. Entre os líderes desses partidos, o nome do atual presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) era tido como certo para reeleição, mas ele nunca admitiu oficialmente que fosse candidato.
"Há 45 anos, um mesmo grupo se eterniza na direção da Casa. A reclamação que mais escuto dos senadores é que os relatores são sempre os mesmos, os presidentes são sempre os mesmos, os que ocupam funções relevantes são sempre os mesmos. Vamos democratizar a Casa", adiantou o senador.
Durante a coletiva, Luiz Henrique informou que sua chapa manterá a regra da proporcionalidade e garantirá, por exemplo, que o PT, que tem a segunda maior bancada, fique com a primeira vice-presidência. Líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que a bancada só se posicionará após a reunião do PMDB.
Admitindo a possibilidade de Renan Calheiros ser candidato, Costa prefere esperar que o partido chegue a um consenso. O líder petista sugeriu que, caso os dois pemedebistas sejam candidatos, o PT apoie o que for indicado oficialmente. "A tendência é que votemos no candidato oficial. Por isso, nosso desejo é que eles possam se entender. São dois senadores que têm muito a contribuir como Parlamento", acrescentou.

BRASÍLIA - Três blocos partidários foram criados na Câmara dos Deputados antes da eleição para a Presidência da Casa. 

O maior deles, formado por 218 parlamentares, é composto por 14 partidos: PMDB (65), PP (38), PTB (25), DEM (21), PRB (21), SD (15), PSC (13), PHS (5), PTN (4), PMN (3), PRP (3), PEN (2), PSDC (2) e PRTB (1). Esses partidos apoiam o candidato do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), à Presidência.

O segundo maior bloco, formado por 160 deputados, é integrado por PT (69), PSD (36), PR (34), Pros (11) e PCdoB (10), que apoiam a candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP).
Por fim, PSDB (54), PSB (34), PPS (10) e PV (8) integram um bloco de 106 deputados e apoiam o candidato Júlio Delgado (PSB-MG).
Com o encerramento do prazo de inscrições de blocos, cinco partidos permaneceram isolados: PDT (20), Psol (5), PTC (2), PSL (1) e PTdoB (1).
A eleição da Mesa Diretora, que é composta pela Presidência, duas vice-presidências, quatro secretarias e igual número de suplências, está marcada para as 18 horas.
Além de influenciar na disputa da Presidência Câmara e dos demais cargos da Mesa Diretora, a formação de blocos é fundamental para a composição das comissões temáticas permanentes da Casa.


Após terem tomado posse em seus cargos, os novos deputados federais iniciaram há pouco as negociações com as bancadas partidárias para a definição de lideranças e formação de blocos. No meio-tempo, os familiares dos deputados tomaram conta do plenário. Alguns pegaram a bíblia da mesa diretora, outros tiraram fotos com o bastão de selfie, enquanto crianças correram e brincaram no local.

Responsável pela condução dos trabalhos legislativos e pelos serviços administrativos da Câmara, a presidência é eleita por meio de voto secreto às 18h. Antes, os novos parlamentares definirão qual será a formação dos demais cargos que constituem a Mesa. 
O maior bloco é o primeiro a escolher o cargo que pretende ocupar. Em geral, a preferência é pelo cargo de primeiro secretário, por ser quem administra a Casa e boa parte de suas verbas, uma vez que cabe a ele ratificar as despesas da Câmara. 
Além disso, cabe ao primeiro secretário a responsabilidade de interpretar e fazer observar o ordenamento jurídico de pessoal e dos serviços administrativos da Câmara e fazer credenciamento de prestadoras de serviços e de outros profissionais.

Ainda estão em disputa a primeira e segunda vice-presidências, além da primeira à quarta secretarias. Também serão definidos ainda os suplentes de todos os cargos da Mesa. Além de substituírem seus titulares, eles participam das reuniões da Mesa.


BRASÍLIA - Após a cerimônia de posse dos deputados eleitos para a 55ª legislatura da Câmara, realizada na manhã deste domingo, os partidos se movimentam para a eleição da Mesa Diretora, que é composta pela Presidência, duas vice-presidências, quatro secretarias e igual número de suplências. Todos terão mandato de dois anos. A votação, no Plenário Ulysses Guimarães, está marcada para as 18 horas.
Até agora, quatro parlamentares anunciaram candidaturas à Presidência da Casa: Arlindo Chinaglia (PT-SP), com apoio do PT, do PSD, do PR, do PDT, do Pros e do PCdoB (bancada de 180 deputados); Chico Alencar (Psol-RJ), candidato oficial pelo Psol (5 deputados); Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apoiado por PMDB, PP, PTB, DEM, PRB, SD, PSC, PHS, PTN, PMN, PRP, PEN, PSDC e PRTB (218 deputados); e Júlio Delgado (PSB-MG), com apoio do PSB, do PSDB, do PV e do PPS (106 deputados). O prazo para o registro das candidaturas na Secretaria-Geral da Mesa (SGM) se encerra às 17 horas.
Os nomes para os demais cargos devem ser definidos na reunião de líderes desta tarde em que os partidos ou blocos decidem quais cargos ocuparão na Mesa Diretora, de acordo com a proporcionalidade partidária.
Apuração
Ao término da votação para os cargos da Mesa Diretora, a primeira apuração é para a Presidência. Assim que o nome do eleito for conhecido, ele assumirá os trabalhos. A votação só começará quando pelo menos 257 parlamentares registrarem presença no Plenário. Para ser eleito no primeiro turno, o candidato deverá receber a maioria absoluta dos votos, incluídos os brancos e excluídos os nulos.
Caso haja necessidade de segundo turno, será realizado novo processo de escolha. Nesse caso, não é necessária maioria qualificada. Quem obtiver a maior parte dos votos dos presentes vence. Em caso de empate, será eleito o candidato mais idoso, dentre os de maior número de legislaturas.
Somente quando essa etapa for decidida, começará a apuração dos votos para os demais cargos da Mesa.
Na última eleição, em 2013, foram usadas 19 urnas eletrônicas. Neste ano, entretanto, pelo fato de a eleição da Mesa ocorrer logo após a cerimônia de posse dos deputados, serão usadas apenas 14 urnas eletrônicas, devido a limitações de espaço.



Um atraso de três minutos tirou do bloco do deputado Arlindo Chinaglia (SP) o apoio do PDT, que tem uma bancada de 20 deputados. A "barbeiragem" enfraqueceu o petista na disputa pela presidência da Câmara.
Para deixar o quadro ainda mais complicado para o governo, que trabalha para tentar derrotar o líder do PMDB e candidato favorito Eduardo Cunha (RJ), desafeto da presidente Dilma Rousseff, o peemedebista conseguiu consolidar o maior bloco da Casa, com 218 parlamentares.
Um acordo feito pelas lideranças havia estabelecido o prazo máximo de 13h30 desta tarde para que os blocos fossem protocolados na Secretaria-Geral da Mesa. O último a fazê-lo foi o de Chinaglia, a poucos minutos para o fim do prazo, mas faltava uma assinatura do PDT para que houvesse a maioria simples da bancada, requisito exigido para o ingresso no grupo.
Oficialmente, o bloco de Chinaglia é composto por PT, PSD, PR, PROS e PCdoB, num total de 160 deputados.
O petista Vicente Cândido (SP), coordenador da campanha de Chinaglia, e o pedetista Giovani Cherini (RS) pressionaram para que o prazo fosse dilatado e as assinaturas contabilizadas. Mas lideranças dos outros blocos, como Carlos Sampaio (SP), líder do PSDB, e o próprio Cunha rejeitaram um acordo. Com apenas um deputado, o PSL também perdeu a hora e não aderiu ao bloco de Chinaglia.
Cunha também teve perdas com "atrasados", porém bem menos significativas. As assinaturas do PT do B (1) e do PTC (2) tampouco chegaram a tempo. Já os nanicos PSDC, PTN, PRP, PRTB e PMN aderiram ao bloco de Cunha nos instantes finais. "Sentiram o cheiro da vitória", disse o candidato do PMDB.
Prejuízos
Fora de um bloco parlamentar, o PDT terminou a primeira etapa do processo sucessório na Câmara, que elegerá hoje o novo presidente da Casa, como o mais prejudicado. Ele contabilizará apenas sua bancada no cálculo para a distribuição dos cargos e das comissões e deverá ter seu espaço reduzido. Mas, mesmo fora, o PDT pode declarar apoio em Plenário a Chinaglia.
A construção de blocos determina o critério de distribuição proporcional dos postos na Mesa Diretora e nas comissões. Fazer parte de um bloco não significa que os deputados dos partidos votarão necessariamente nos candidatos que encabeçam os grupos, uma vez que o voto é secreto.
O bloco de Eduardo Cunha é composto por PMDB, PP, PTB, DEM, PRB, SD, PSC, PHS, PTN, PMN, PRP, PSDC, PEN e PRTB, com 218 deputados. Arlindo Chinaglia conta com PT, PSD, PR, PROS e PC do B, com 160 deputados. Julio Delgado vai para a disputa com PSDB, PSB, PPS e PV, em um total de 106 deputados. E o bloco de Chico Alencar, do PSOL, tem 5 deputados.

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.







portal  g1 


Noticiou  os  jogo  do  Poder !


31/01/2015 07h00 - Atualizado em 31/01/2015 07h00

Saiba o que está em jogo na disputa pela presidência da Câmara

Presidente da Casa é o 2º na linha sucessória do presidente da República.
Quatro deputados disputam o posto: Cunha, Chinaglia, Delgado e Alencar.

Nathalia PassarinhoDo G1, em Brasília
Sesssão no plenário da Câmara, em 2014, presidida por Henrique Eduardo Alves (Foto: Gustavo Lima / Agência Câmara)Sesssão no plenário da Câmara, em 2014, presidida por Henrique Eduardo Alves (Foto: Gustavo Lima / Agência Câmara)
Objeto de disputa entre quatro candidatos, o posto de presidente da Câmara dos Deputados é estratégico para o governo federal por definir os projetos que irão ao plenário e ditar o ritmo de votações. Para viabilizar a governabilidade no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, o PT tenta conquistar o comando da Casa e evitar que o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), alcance o posto.

Considerado desafeto de Dilma, Cunha dificultou nos últimos quatro anos a aprovação de projetos importantes para o Executivo, como a medida provisória que regulamentou o sistema portuário, e liderou a criação do chamado “blocão”, grupo formado por partidos da base insatisfeitos com o governo. Além de Cunha, disputam a presidência da Câmara os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Chico Alencar (PSOL-RJ) e Júlio Delgado (PSB-MG).
Quem for eleito, se tornará o segundo na linha de sucessão do presidente da República - assumirá o comando do Executivo na ausência de Dilma e do vice-presidente Michel Temer. Nos últimos dois anos, o atual presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ocupou a Presidência da República em duas ocasiões, durante viagens de Dilma e Temer.
A atribuição de selecionar os projetos e propostas de emenda à Constituição que serão apreciadas em plenário é exclusiva do presidente da Câmara, após consulta a líderes partidários. Por isso, o nível de entrosamento e alinhamento ideológico com o governo federal pode facilitar ou dificultar a aprovação de programas federais que exijam o aval do Congresso Nacional.

Comissões
Como é o presidente da Casa que também dita o ritmo das votações - pode acelerar ou retardar as sessões - medidas provisórias podem ser aprovadas com rapidez ou vir a “caducar” - perder a validade por demora na votação. Assim, a própria eficiência do governo federal depende fortemente da atuação do Congresso Nacional.

No caso da MP dos Portos, a atuação de Henrique Alves em prol do governo foi crucial para que a matéria não caísse por terra. Apesar da obstrução de partidos da oposição e até do PMDB, a sessão se alastrou por duas madrugadas. Na reta final, no segundo dia de votação, não havia quórum por volta das 7h para aprovar o texto final. Alves manteve a sessão aberta até que fosse alcançado o número mínimo, apesar dos protestos de críticos da MP.

Também cabe ao presidente da Câmara autorizar a criação de comissões parlamentares de inquérito, as CPIs. Uma das tarefas do futuro comandante da Casa será decidir se instala ou não uma nova CPI da Petrobras. Parlamentares da oposição coletam assinaturas para pedir a instauração do colegiado. Eduardo Cunha e Júlio Delgado já disseram que, se o requerimento pedindo a instalação reunir os requisitos técnicos, autorizarão a comissão.
A tramitação de propostas que modificam a Constituição, as PECs, também depende do presidente da Câmara. Depois de serem aprovadas na Comissão de Constituição e Justiça, as propostas de emenda à Constituição são votadas em uma comissão especial, que é criada pelo presidente da Casa.
PRINCIPAIS ATRIBUIÇÕES DO PRESIDENTE DA CÂMARA
Convoca e preside as sessões do plenário da Casa
Conduz as votações e suspende a sessão quando julga necessário
Determina a pauta de votação, após ouvir a sugestões dos líderes partidários
Instala Comissão Especial paraa analisar propostas de emenda à Constituição
Anuncia projetos que serão votados em caráter conclusivo por comissões, ou seja, que não precisarão ir ao plenário.
Autoriza a retirada de projetos que estejam na pauta do dia, após analisar pedido dos líderes
Preside as reuniões da Mesa Diretora, que se destinam a matérias administrativas da Casa
Assume a chefia do Executivo no caso de ausência e viagens ao exterior do presidente e vice-presidente da República.
Decide em conjunto com o presidente do Senado sobre convocação de sessão extraordinária do Congresso Nacional
Não pode apresentar proposições nem votar em plenário, somente para desempatar resultado de votação aberta.
Também caberá a quem for eleito nomear os integrantes das comissões temáticas da Câmara, após a indicação dos líderes partidários. O presidente da Casa também preside as reuniões da Mesa Diretora, onde são decididos assuntos administrativos, como regras para divisão de espaços físicos e reajuste salarial dos deputados.

Direitos
Além do poder de decisão e condução dos trabalhos da Câmara, o presidente tem alguns direitos e privilégios. Em vez de receber auxílio-moradia de R$ 3,8 mil mensais ou ocupar apartamentos funcionais de cerca de R$ 200 m², o presidente da Casa ocupa uma residência oficial, no Lago Sul, área nobre de Brasília. A casa tem cerca de 800 m², amplo jardim, piscina, churrasqueira, quatro quartos, escritório e sala de jantar.

Além do próprio gabinete e 25 servidores, o presidente da Câmara ganha um gabinete institucional e pode nomear outros 47 funcionários. Possui ainda um carro oficial e dois motoristas, que se revezam no dia de serviço.

Ele pode ainda utilizar jato da Força Aérea Brasileira (FAB) para viagens oficiais ou deslocamentos até o estado de origem. As viagens em avião de carreira são pagas pela Câmara.

Candidatos
O primeiro a entrar na disputa pelo cobiçado posto foi o líder do PMDB, Eduardo Cunha, que iniciou campanha em novembro do ano passado. Com um jatinho contratado pelo partido e munido de folhetos e material de vídeo, ele tem viajado por todo o país em busca de apoio.

As condições para a candidatura foram construídas ao longo dos últimos quatro anos, quando Cunha desempenhou o papel de “defender” a independência do Legislativo em face do Executivo. Apesar de ser líder do maior partido da base aliada, dificultou a aprovação de projetos de interesse do governo e sempre que tinha a “lealdade” cobrada por governistas repetia o bordão: “O PMDB não é vassalo do governo federal”.

A atitude de Cunha gerou adesões entre os colegas, que reclamam do excesso de medidas provisórias e da falta de diálogo com a presidente Dilma Rousseff.

O ápice da insatisfação da base aliada com a presidente se deu em 2013, quando Cunha liderou a formação do “blocão”, grupo de partidos governistas que decidiu votar com “independência” em relação à orientação formal do governo. Desde então, a relação de Cunha com o Planalto vem se deteriorado e a bancada do PMDB chegou a rachar na decisão de apoiar Dilma na disputa pela reeleição.

Em votação secreta, o partido acabou optando por se aliar à presidente com os votos de 59,13% dos militantes. O descontentamento de parcela significativa do partido com a condução do governo e as promessas de maior “protagonismo” do Congresso deram a Cunha condições de disputar o comando da Câmara, apesar da forte oposição do PT.

Após mais de dois meses de campanha, o peemedebista conseguiu o apoio oficial do Solidariedade, DEM e PRB. Outras siglas governistas como o PP, o PR  e o PSC também avaliam dar aval à candidatura.

segundo deputado a entrar na disputa pela presidência da Câmara foi Arlindo Chinaglia (PT-SP), em dezembro, após várias consultas do PT a parlamentares sobre o nome com maior possibilidade de vitória. Chinaglia já foi presidente da Câmara, no biênio 2007-2008, e exerceu a liderança do governo de 2013 a março de 2014, quando assumiu a vice-presidência da Casa após a renúncia do deputado André Vargas (sem partido-PR).

Apesar da atuação histórica de proximidade com o Planalto, o petista promete “independência” e diz que não é candidato do PT, mas sim de “todos os partidos”.  Na reta final da campanha, Chinaglia reuniu nesta quarta (28) cinco ministros e várias lideranças partidárias para propor a formação de um bloco com oito legendas.

Tanto Cunha quanto Chinaglia prometem “melhorias” aos parlamentares, como equiparar o salário dos parlamentares com o de ministros do Supremo Tribunal Federal - teto do funcionalismo público - e ampliação da estrutura da Câmara, com a construção de um novo anexo.

'Candidato da oposição'
Apelidado de “candidato da oposição”, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) lançou candidatura em dezembro depois de conseguir o apoio de PSDB, PV e PPS. Conhecido pelo bom humor e o trato cordial com colegas, Delgado já foi candidato à presidência da Casa em 2013, quando perdeu a eleição para Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Na época, apesar de não ter o apoio formal de nenhum outro partido além do PSB, ele conseguiu 165 votos. O bom resultado o incentivou a tentar novamente a eleição, agora, apoiado pelo maior partido da oposição. Como a votação para presidente da Câmara é secreta, ele aposta ainda na dissidência de parlamentares que foram orientados pelos partidos a apoiar os outros candidatos.

O deputado do PSB adota uma linha diferente de Cunha e Chinaglia e não promete aumentar salários nem ampliar gabinetes. Adota a bandeira da “verdadeira independência” do Congresso e melhoria na “imagem” do Legislativo.

O último a entrar na disputa foi deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). Sem apoio de qualquer partido além do PSOL, a candidatura tem uma intenção de “protesto” e de fazer oposição aos nomes apresentados. Chico Alencar não montou estrutura de campanha e criticou os gastos dos adversários com publicidade para obter o voto dos colegas.

A principal bandeira do parlamentar é promover a “ética” no Legislativo, ampliar a conexão com a sociedade e promover a reforma política, sobretudo a proposta que acaba com o financiamento privado de campanha.

Maior bancada de deputados eleitos em outubro, o PT foi atropelado pelo bloco parlamentar liderado pelo PMDB e formado por 218 deputados de 14 partidos. Mesmo que o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) consiga se eleger presidente da Câmara em votação marcada para o início desta noite, o PT não terá outro cargo na mesa diretora e deixará de ocupar a presidência das duas comissões mais poderosas, a de Constituição e Justiça e Finanças e Tributação. estas duas comissões serão escolhidas primeiro pelo PMDB ou uma das suas legendas aliadas. O bloco parlamentar liderado pelo PT só tem 5 partidos e 168 deputados.

Escalado como interlocutor da bancada do PMDB com o governo, o deputado Sandro Mabel (GO) afirmou que foi procurado nesta semana por ministros petistas que o sondaram sobre a possibilidade de um acordo com o peemedebista Eduardo Cunha (RJ).

Mabel disse que teve conversas nesta semana com o ministro da Defesa, Jaques Wagner, e com o ministro das Relações Institucionais, Pepe Vargas, ambos do PT e engajados na campanha de Arlindo Chinaglia (PT-SP) para a presidência da Câmara.
Preocupados com o favoritismo do líder do PMDB Eduardo Cunha (RJ) – desafeto do Palácio do Planalto – para vencer o pleito e com o “racha” na base aliada, os ministros perguntaram a Mabel se um acordo para retomar o revezamento entre o PMDB e o PT no comando da Casa seria possível. Isso significaria um recuo do Planalto, que foi para o enfrentamento com Cunha, e o abandono do apoio a Chinaglia.
“Eles sondaram da possibilidade de fazer o revezamento (entre PMDB e PT)”, afirmou Mabel. Cunha, fortalecido e com chances de sair vitorioso ainda no primeiro turno, rechaçou a proposta. “O governo chegou atrasado. Criamos outros compromissos, não tinha como discutir esse assunto.”
De acordo com Mabel, os próprios integrantes do bloco montado por Cunha não aceitam a retomada do acordo


Os nomes dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e de Luiz Henrique (PMDB-SC) foram registrados oficialmente, após a cerimônia de posse dos novos 27 senadores, para concorrer à Presidência do Senado Federal. Em seu discurso ao plenário, o catarinense optou por destacar a necessidade da mudanças. Disse que, se eleito, não fará “indicação de ministros e para cargos de empresas”. Renan, que pleiteia um segundo mandato, fez um discurso voltado aos parlamentares e falou em algumas vezes diretamente ao seu concorrente. “Quando as ruas sacudiram o país senador Luiz Henrique, foi o Senado que deu a resposta. Votamos uma série de matérias urgentes”, disse.
Como Renan é o atual presidente do Senado, coube ao primeiro vice-presidente, senador Tião Viana, conduzir os seção que escolherá aquele que comandará 55º legislatura do Senado. As candidaturas de Renan e de Luiz Henrique foram registradas pelos senadores Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Lídice da Mata (PSB-BA), respectivamente.
Em seu discurso de candidato, Luiz Henrique destacou a necessidade de mudança na forma como a política tem sido praticada no país, em especial a necessidade de reformas política, fiscal e tributária. “O sentimento de mudança vem das ruas e ronda os corredores do Congresso. Mudanças políticas, econômicas e sociais”.
O senador ligado ao grupo dissidente do PMDB ressaltou que o desafio do Congresso “é imenso, para superar a crise do país. Será necessário grande comprometimento de todos”, disse o candidato. “Percebo que senadoras e senadores querem que as tarefas legislativas sejam compartilhadas democraticamente. Ouvindo a maioria e respeitando a minoria”, acrescentou ele ao destacar a necessidade de o Legislativo avançar "nas reformas política fiscal e tributária há tanto tempo adiada”.
Já Renan Calheiros defendeu a “harmonia e independência” dos poderes e que as reformas política e tributária sejam colocadas em pauta. “Renovar é um verbo. Não é um nome. As reformas são nossos maiores desafios. Precisamos aprovar a reforma política e criar critérios claros para que as campanhas não sejam alvos de suspeitas”, disse o candidato à reeleição. Ele fez um discurso voltado aos parlamentares e dirigiu-se, algumas vezes, diretamente ao seu concorrente. “Quando as ruas sacudiram o país senador Luiz Henrique, foi o Senado que deu a resposta. Votamos uma série de matérias urgentes”.
Renan disse, ainda, que "para evitar a desmoralização e corrigir o desgaste da política, a única ação cabível é votar a reforma [política]. E é inadiável colocar também na agenda a reforma tributária”.
A votação para a Presidência do Senado será secreta e em cédulas de papel.   

Senadores elegeram neste domingo Renan Calheiros (PMDB-AL) para presidente do Senado e do Congresso Nacional, em uma disputa mais acirrada que de costume, mantendo a tradição de chancelar o nome proposto pela maior bancada na Casa.

Indicado após decisão da maioria de sua bancada na sexta-feira, Renan disputava o posto com o senador Luiz Henrique (PMDB-SC), que lançou candidatura avulsa sem a anuência da bancada.

Por 49 votos a 31, o senador alagoano foi reconduzido à presidência do Senado e consequentemente do Congresso Nacional por mais dois anos.
Renan ocupa a presidência desde 2013 e elegeu-se com o apoio da bancada do PT, enquanto a candidatura de Luiz Henrique recebeu adesões de partidos da oposição e integrantes da base do governo com atuação mais independente.
A ideia inicial de Renan era que os dois nomes disputassem internamente a indicação da bancada, mas Luiz Henrique insistiu que sua candidatura era “irreversível” e suprapartidária.



     PELO  VOTO  SECRETO  SENADORES  FIZERAM  TRAIÇÃO  AO  PAÍS

Em disputa mais acirrada que já enfrentou, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi reeleito presidente do Senado. Numa disputa inédita contra outro colega de partido, o peemedebista obteve 49 votos votos contra Luiz Henrique, que conquistou 31 - ainda teve um voto nulo. Esta é a quarta vez que Renan se elege para o cargo, igualando o recorde do seu antecessor, o ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB-AP).
A eleição, em votação secreta, foi a mais acirrada que enfrentou desde que, em 2007, reelegeu-se pela primeira vez com 51 votos contra 28 do senador potiguar do DEM Agripino Maia. Na sua eleição passada, em 2013, com 56 votos a favor contra 18 para o ex-senador Pedro Taques (PDT-MT).
Renan Calheiros foi forçado a mudar de estratégia de campanha depois que Luiz Henrique lançou-se na terça-feira candidato em caráter "irreversível". A intenção dele era colocar seu nome apenas no domingo, horas antes da eleição. A bancada do PMDB reuniu-se na sexta-feira à tarde e, por 15 votos dos 19, indicou Renan.
O peemedebista não pretendia ficar na "vitrine" desde que o Estado revelou, no início de setembro, que ele foi um dos citados pelo ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa em sua delação premiada. Contou com o respaldo do Palácio do Planalto para essa operação, uma vez que foi um dos principais fiadores da presidente Dilma Rousseff no Congresso durante o primeiro mandato. Após o lançamento de Luiz Henrique, ministros começaram a trabalhar pela reeleição de Renan.
O presidente reeleito contou com o apoio declarado também do PT, que no sábado, 31, fechou questão em favor de Renan. Luiz Henrique teve o apoio de sete partidos: PSB, PDT, PSOL, PP, PPS, PSDB e DEM, além de independentes de outros partidos da base aliada.
Em discurso antes da eleição, o presidente reeleito justificou a estratégia de adiar, ao máximo, sua candidatura. "Tive durante o tempo todo cautela de não precipitar movimentos. Não seria respeitoso que os novos senadores não participassem ativamente desse processo eleitoral", afirmou.
Renan disse que irá cumprir com "absoluto rigor" a regra da independência dos poderes. Foi uma resposta a Luiz Henrique, que acusou Renan de se vergar a interesses do Executivo em troca de nomeações políticas.
O peemedebista defendeu também a mudança no financiamento de campanhas, "fonte de suspeitas". Segundo ele, porém, o ideal é que o Congresso avalie essa proposta e que a população opine sobre ela posteriormente, por meio de referendo, e não previamente, como a presidente Dilma Rousseff já defendeu, via plebiscito.
O senador disse ainda que o País não pode e não dará "marcha à ré" nos campos social, econômico e político e resgatou ainda o mote da campanha de Dilma Rousseff, afirmando que vai corrigir o que está errado e potencializar o que está certo.
Ao fim de seu discurso, Renan alfinetou Luiz Henrique e disse que não quer ser "regente" de nada. Luiz Henrique usou essa expressão para defendeu sua liderança à frente de reformas, caso seja eleito.

GAZETA CENTRAL, 07 DE MARÇO DE  2015


Venezuela sí es una DICTADURA!
Por Blas De Paz Santos




ma de gobierno en la cual el poder se concentra en torno a la figura de un solo individuo (dictador) o élite, generalmente a través de la consolidación de un gobierno de facto, que se caracteriza por una ausencia de división de poderes, una propensión a ejercitar arbitrariamente el mando en beneficio de la minoría que la apoya, la independencia del gobierno respecto a la presencia o no de consentimiento por parte de cualquiera de los gobernados, y la imposibilidad de que a través de un procedimiento institucionalizado la oposición llegue al poder”.




l RÉGIMEN (“gobierno




E
“La dictadura es una fo

r”) actual de Venezuela desconoce los derechos humanos, basta con revisar la actuación de organismos de seguridad del Estado durante los últimos días y llegaremos a esa dolorosa conclusión. Asesinatos, Secuestros, Expropiaciones, violaciones de los derechos: a la libertad, a la libre expresión, al libre tránsito y el más grave el derecho fundamental a la vida. Igualmente se viola la Constitución y las Leyes. Como ejemplos cabe mencionar cómo Maduro ordenó secuestrar y privar de libertad a los principales dirigentes de la oposición, Leopoldo López, Enzo Scarano, Daniel Ceballos, Antonio Ledezma entre otros, estudiantes disidentes del régimen, así como también el presidente de la Asamblea Nacional destituyó sin potestad para hacerlo y de forma dictatorial, a la Diputada María Corina Machado (electa con los votos de los ciudadanos).





El régimen mediante acciones penales persigue a los dirigentes de los partidos políticos de oposición y a todo ciudadano que ose oponerse a la implantación del pensamiento único.


a inexistente separación e independencia de los poderes es más que evidente, especialmente cuando desde el Tribunal Supremo de Justicia se le aplican juicios sumarios a Alcaldes y la Fiscalía y Defensoría del Pueblo actúan con un sesgo político de servilismo al régimen. La Contraloría desde el inicio del chavismo y las numerosas denuncias de corrupción continúan entre los brazos de Morfeo. El CNE no actúa con independencia sesgando los resultados y permitiendo el ventajismo al régimen de forma bochornosa. Las pruebas de todo esto están disponibles públicamente.

L



án presentes.


o obstante, en Venezuela a partir del cambio constitucional, comienza el proceso de transformación de la democracia a una dictadura, a si Venezuela no es una democracia a pesar de haber ganado las elecciones en 1998. De acuerdo a algunas medidas, en la última mitad de los dieciséis años de gobierno de Chávez-Maduro Venezuela ya puede ser clasificada como una dictadura.


N
n embargo todavía es incomprensible como algunos “dirigentes” se aferran a no reconocer públicamente que tenemos un régimen totalitario, dictatorial y genocida. Un régimen que ha atentado cont

S
i


Venezuela tiene una DICTADURA, basta simplemente traer a colación la Carta Democrática Interamericana, su artículo 3: “Son elementos esenciales de la democracia representativa, entre otros, el respeto a los derechos humanos y las libertades fundamentales; el acceso al poder y su ejercicio con sujeción al estado de derecho; la celebración de elecciones periódicas, libres, justas y basadas en el sufragio universal y secreto como expresión de la soberanía del pueblo; el régimen plural de partidos y organizaciones políticas; y la separación e independencia de los poderes públicos”.

o cierto es que en Venezuela, tal y como ha quedado evidente durante los últimos meses, los demás elementos que menciona el artículo 3 de la Carta Democrática no es


L

tra todos los derechos fundamentales, ha permitido más de 200 mil asesinatos por sus bandas armadas, expropiaciones que han ocasionado el mayor desabastecimiento registrado en la historia venezolana, la mayor corrupción, la penetración del narcotráfico en todas las instancias del Régimen, represión brutal y genocida con más de 50 asesinatos y decreto de muerte a los protestantes.


Necesitamos que la sociedad venezolana despierte de este letargo ocasionado por el adoctrinamiento que lo ha llevado a una sumisión controlado por el RÉGIMEN DICTATORIAL, es necesario que los políticos de la oposición actúen en función del pueblo y no egoístamente por sus intereses personalista y partidista. Es hora de actuar más y enfrentarnos menos.



GAZETA CENTRAL 28 DE MARÇO DE 2015



Venezuela perdió la SOBERANÍA!

Por Blas De Paz Santos


#HablandoClaroSinCensura

29/03/2015




Soberanía: “La que reside en el pueblo y se ejerce por medio de sus órganos constitucionales representativos”.







Según la Constitución de la República Bolivariana de Venezuela, tenemos establecidos los derechos soberanos en los artículos de 1, 5, y otros.





Artículo 1 "Venezuela se declara República Bolivariana, irrevocablemente libre e independiente y fundamenta su patrimonio moral y sus valores de libertad, igualdad, justicia y paz internacional, en la doctrina del Libertador".



Artículo 5 "La soberanía reside intransferiblemente en el pueblo, quien la ejerce directamente en la forma prevista en esta Constitución y en la ley, e indirectamente, mediante el sufragio, por los órganos que ejercen el Poder Público”



Este gobierno como todos los régimen socialistas-comunistas son unos fervientes defensores de la soberanía para resguardar los intereses propios y nunca para defender los intereses del pueblo, utilizando el engaño, la mentira, la fábula y el adoctrinamiento como herramientas para mantener al pueblo embebecido. Chávez nos indujo a esa posición desde el mismo momento de iniciar su mandato. Comenzó desde el momento que estableció acuerdos de colaboración íntimas con Cuba y los hermanos Castro. Poco a poco dichos acuerdo fueron tomando fuerza en las diferentes estructuras del gobierno, los convenios con los entrenadores deportivos fueron infiltrándose en todos los niveles deportivos del país, le siguieron los médicos, militares cubanos, inteligencia (G2), notarías y registros, y organización urbana.



Una realidad que al principio vimos como simple colaboración, se transformó en una penetración donde Venezuela se “Cubanizó”, convirtiéndose en el inicio indiscutible de la pérdida de soberanía constitucional. Los cubanos con el Pacto de la Habana fortificaron el dominio que Hugo Chávez le fue cediendo y posterior a su muerte Fidel, Raúl Castro y los jerarcas del partido comunista cubano pasaron a un control máximo del poder político y militar venezolano. Dejando a la oposición de la Mesa de la Unidad (MUD) marginada y debilitando la Asamblea Nacional en Caracas.



A raíz del decreto de Obamas hemos leído o escuchado en estos días muchas declaraciones y denuncias afincadas en el cacareado “injerencia soberanista” y “violación de la soberanía”
por parte del “Imperio” según los revolucionarios.

Pero no los hemos visto con la misma fuerza defendiendo los derechos humanos violados infragantemente por el régimen contra el pueblo, quien es el verdadero titular de la soberanía.




La soberanía nacional está íntimamente ligado a lo económico, al desarrollo sostenible de las necesidades de la nación. 


En los 16 años este régimen ha perdido la soberanía económica, aumentó la producción y exportación petrolera peligrosamente para cubrir el déficit público y las deudas internas y externas. 500 mil barriles diarios están comprometidos para pagar la inmensa deuda contraída con China, 300 mil barriles diarios los colocamos en un esquema de cooperación con Cuba y el Caribe que no representa ingresos ni beneficios económicos para Venezuela. 


Los principales ingresos del país dependen de las exportaciones que colocamos en los Estados Unidos, país que viene reduciendo las compras de petróleo Venezolano porque ha diversificado su matriz energética y se viene haciendo independiente en este campo.



Se han disminuido estrepitosamente de la producción agrícola y pecuaria, así como la producción industrial, convirtiéndonos en una economía de importaciones, dependiendo de la renta petrolera.




Con este escenario, nuestra soberanía alimentaria está en un estado extremo de peligrosidad. Hoy Venezuela es totalmente vulnerable. Dependemos de China y los Estados Unidos. Cualquiera de los dos países con un solo movimiento o revés económico define nuestro futuro.



¿Somos Soberanos? ¿Entonces, de qué sirven los gritos y las posturas revolucionarias cuando se ha perdido en el fondo la independencia y soberanía económica nacional? ¿Dónde queda pues la soberanía en Venezuela? ¿Dónde está la izquierda venezolana respondiendo ante estos hechos? ¿Dónde están las manifestaciones de la izquierda internacional?.




Está totalmente claro que este régimen no tiene autoridad, no tiene interés nacionalista, no tiene moral, no tiene orgullo, donde esta la soberanía?...“La que reside en el pueblo y se ejerce por medio de los órganos constitucionales representativos”… no existe soberanía en Venezuela. Muy lamentable.
Por Blas De Paz Santos

29/03/2015



blasdps@gmail.com


@blasdps



El Engaño como estrategia Socialista.


Por Blas De Paz Santos
#HablandoClaroSinCensura
12/04/2015


Es indudable que la penetración del régimen dictatorial de los hermanos Castro en el continente Americano y España, ha sido constante desde mediados del siglo pasado. Después de casi 60 años se evidencia los resultados en Venezuela, Bolivia, Ecuador, Brasil, Nicaragua y España.



Dieciséis años de engaños, confusiones y mentiras, han llevado a Venezuela al mayor desastre vivido en la historia republicana venezolana. Es impresionante e indiscutible el éxito logrado por los socialistas en el país, mediante el engañando a la gente. La primera de sus dos mentiras más flagrantes es que la libre competencia y el libre mercado favorecen a los empresarios en perjuicio de los pobres, acompañada del eslogan “SER RICO ES MALO”; la otra es que los gobernantes y burócratas siempre saben lo que más conviene al pueblo como si la población fuese incapaz de pensar y actuar por sí mismos, decidiendo en función de sus propios intereses, gustos y necesidades de vida.



Dentro de la campaña de adoctrinamiento socialista, está el convencer al ciudadano mediante la mentira y el engaño sistemático, que no existe como tal, sino que forma parte de un todo no pensante donde el gobierno es quien tiene la responsabilidad superior de guiar, educar, alimentar, manipular, curar, enterrar y controlar para asegurarse a costa de cualquier circunstancia el pensamiento único, evitando las protestas y reclamaciones públicas.



Pero estas estrategias de engaño se han convertido en el fraude del siglo XXI, la economía esta totalmente paralizada, ningún inversionista nacional o internacional arriesgaría sus inversiones en el Estado donde prevalece la inseguridad jurídica, quedando expuestos a expropiaciones y cierres por medidas caprichosas de la cúpula corrupta del régimen. El progreso y crecimiento son cada día más precarios. Este esquema del fraude socialista, margina los esfuerzos personales, el mérito profesional y el trabajo quedan subordinados a la mendicidad, obediencia prebendaría y servilismo que encanta a los jefes de las mafias que controlan el poder.



Este fraude socialista consiste básicamente en ofrecer esperanzas «incumplibles» a la masa para que esta produzca beneficios políticos y económicos a los hermanos Castros y sus lacayos promotores del socialismo del siglo XXI. Lo cierto es que la masa enceguecida queda atrapada en este esquema, soñando que en algún momento lograrán alcanzar la cúspide de sus sueños, pero esa aspiración y deseo jamás se conquista, pues sólo sirve para apuntalar al liderazgo mafioso, corrupto y represivo.



La verdad surgirá con el tiempo con mucho dolor, serán miles o millones de ciudadanos frustrados en el transcurso de sus vidas tronchadas por este régimen. Dicha frustración llevara al despertar del pueblo donde perdieron las oportunidades de vivir en condiciones dignas y en plena libertad.



El camino de la verdad es ancho y fácil de hallar. EL único inconveniente estriba en que los hombres no lo buscan. Kung FuTse, Confucio



Por Blas De Paz Santos
#HablandoClaroSinCensura
12/04/2015


blasdps@gmail.com
@blasdps




As principais matérias do blog

A COISA VAI FERVER, ENTENDA POR QUE A DILMA ANTECIPOU A SUA REUNIÃO COM MINISTRO PARA ESSE DOMINGO, O MESMO FEZ NICOLAS MADURO NA VENEZUELA,A RAZÃO É MARIA GABRIELA CHAVES DENUNCIOU TODOS OS ENVOLVIDOS DESTE A OPERAÇÃO LAVA JATO E OS FUNCIONÁRIOS DO GOVERNO VENEZUELANO AO DEA É, QUE ELA DESCOBRIU QUE HUGO CHAVES SEU PAI FOI ASSASSINADO A CRISE DIVIDIU O GRUPO DE EX-MINISTROS CHAVISTAS QUEREM A RENUNCIA DE NICOLAS MADURO

renato santos 09/08/2015 la voz la voz
Alerta  a  www.gazetacentral.blogspot.com.br, vem a público a publicar  o caos  tanto  no Brasil  como na Venezuela, e ainda de que  a  filha de HUGO CHAVES GABRIELA , fez  delação premiada nos  Estados Unidos , delatou  todo  o esquemas para o DEA.  A Nossa  Obrigação  é de informar os acontecimentos, ja que  a imprensa esta  sob censura de NICOLAS MAUDRO.
O vídeo do ex procurador  foi publicado no  dia 01  de agosto de 2015, esta  nesse site do Exilado ex-promotor em Miami Abelardo Izaguirre, que informou sobre as ligações dos Diosdado Cabello tráfico de drogas acima, traz-nos este tempo revelações chocantes sobre possíveis estratégias militares para a grave crise que o país enfrenta. Você pode estar em um processo golpe que acabaria com o governo de Nicolas Maduro.






A Operação  Lava Jato no Brasil , está fazendo  efeito na Venezuela, com  a falta de recursos  do dinheiro  Brasileiro e a Reunião de Hoje  a noite  que a  Dilma antecipou o mesmo  esta …

SÃO INFORMAÇÕES DESENCONTRADAS SOBRE A MORTE DE FIDEL, ATUALIZANDO AS INFORMAÇÕES DE CANCER MATOU FIDEL ALEJANDRO CASTRO RUZ AOS 87 ANOS DE IDADE ! NE, A EMBAIXADA DE CUBA FAZ UMA CONFIRMAÇÃO OFICIAL E NEM RAUL CASTRO, DE FATO FIDEL ESTAVA INTERNADO BEM GRAVE!

Fidel Alejandro Castro Ruz(Birán,13 de agostode1926) é umrevolucionáriocomunistacubano, primeiropresidente do Conselho de EstadodaRepública de Cuba(1976-2008). Até 2006 foi primeiro-secretário do Comitê Central doPartido Comunista de Cuba2. Castro nunca foi eleito através de eleições diretas, não permitiu a criação de partidos de oposição, nem liberdade de imprensa – Cuba é considerado um dos países com menor liberdade de imprensa do mundo – durante o período em que esteve como líder do regime ditatorial cubano.34 Seu governo foi e continua sendo amplamente criticado pela comunidade internacional por violações aos direitos humanos.567 Apesar das controvérsias, foi durante o governo de Castro que Cuba alcançou altos índices de desenvolvimento humano e social e deu diversos exemplos de solidariedade humanitária, como a menor taxa de mortalidade infantil das Américas8 , erradicação do analfabetismo9 e da desnutrição infantil10 , tratamento gratuito de mais de 124 mil vítimas do acidente n…

EXCLUSIVO GUERRELHEIROS DAS FARC JÁ ESTÃO NO BRASIL POR ORDENS DE FIDEL CASTRO, RAUL CASTRO E ESTÃO TREINANADO (mst)

ATENÇÃO!! REPORTAGEM DO CORREIO BRAZILIENSE  ISSO É MUITO SERIOOOOOOO!!!!!! Guerrilha FARC treina sem-terra (MST) Correio Braziliense  Maria Clara Prates Do Estado de Minas Enviada especial ao Paraguai

Salto del Guayrá - A presença do grupo guerrilheiro colombiano Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no Brasil não se restringe hoje apenas à montagem de bases estratégicas para o tráfico de drogas e armas na selva amazônica. As ações das Farc incluem o treinamento de criminosos e líderes de movimentos sociais, entre eles o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Os centros estão montados estrategicamente na fronteira do Brasil com o Paraguai. Relatórios sigilosos em poder de autoridades brasileiras e paraguaias registram a ocorrência de pelo menos três cursos sobre técnicas de guerrilha destinados a brasileiros, realizados este ano - em maio, julho e agosto - na região de Pindoty Porã, departamento de Canindeyú, no Paraguai, cidade na fronteira com o Mato Grosso do Sul e o Pa…

A PARTIR DE JANEIRO A BOLSA FAMILIA SERÁ REDUZIDO O SEU VALOR EM EM 50% E O FIM EM 2017

Criticaram tanto  o Aécio, por causa  da bolsa família,que agora  é  realidade, ela  terá  seu fim, más, antes o plano  do PT é  fazer  uma  redução de 50%, em  2015 e  o  fim  desse  programa em 2017,o que circula  nas redes  sociais, foi confimrado  por integrantes  do proprio PT, que esta se rachando a bancada  do mesmo.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, se reuniu nesta terça-feira com a bancada do partido na Câmara para debater medidas a fim de controlar a recessão econômica enfrentada pelo governo Dilma. 

Uma das propostas mais discutidas na reunião foi a de reduzir o valor do Bolsa Família em 50% já de imediato, a partir de janeiro de 2015. Também foi posto em pauta um eventual fim para o programa em 2017. 
Falcão defendeu a ideia e disse que o programa "já cumpriu o seu papel e deve ser suspenso em breve". 
"O Bolsa Família está em vigência há 10 anos e as estatísticas mostram que já cumpriu o seu papel. Além de resultar em um alívio na economia, a extinção do…

A NOVA ORDEM MUNDIAL <<>> DESTRUIÇÃO : ECONOMICA, POLITICA, DEMOCRACIA, CONTROLE DA POPULAÇÃO PELO CHIPS E O FIM DA FÉ DOS CRISTÃOS<<>> UM GOVERNO SATÂNICO ESTA SE FORMANDO <<>> HÁ ESPERANÇA AINDA EM JESUS CRISTO

RENATO SANTOS 05/11/2016  12:59   Você já deve ter percebido que algo esta errado na terra, mas, será que tu vai acreditar no que vou escrever, se não quiser, não tem  problema, os fatos falam por si mesmo. Não estou aqui defendendo uma religião nada disso , nem mesmo uma teoria de política, mas, a verdade, vejamos alguns fatos:

VENEZUELA  : Um ditador que mata as pessoas com fome em nome do chavismo. Nesse caso até o PAPA FRANCISCO dá o apoio ao NICOLAS MADURO, já não existe JUSTIÇA E NEM DEMOCRACIA, MENOS AINDA O DIREITO DE COMPRAR OU ADQUIRIR ALGO, o que as pessoas não sabem, é que lá já existe a biometria para  controlar a população, logo será no Brasil.
BRASIL : Um partido esquerdista fabianista e clasciniano ( pmdb),que mata o povo pela corrupção . Agora querem aprovar a PEC 241/55, para dar o início da foiçada, em relação a biometria já esta sendo implantada através da TSE, logo será nas redes de supermercado, não esta distante existe em alguns caixas conectado com a secretaria d…

GAZETA CENTRAL DENUNCIA A Espanha VENDEU a copa do mundo para a Fifa.

ESTOU RECEBENDO ESSA  DENUNCIA  É  VERDADEIRA  OU  NÃO, ANTE DE  EU EDITAR  NO  BLOG www.gazetacentral.blogspot.com.br

Talvez, isso explique a razão do jogador Gerard Pique ter declarado a seguinte frase: "Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas".

Todos os espanhois ficaram chocados e tristes por terem sido eliminados a Copa do Mundo de futebol, no Brasil. 
Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.

Fato comprovado: A Espanha VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares espanhois foram avisados, às 13:00 do dia 18 de Junho (dia do jogo contra o Chile), em uma reunião envolvendo o Sr. Angel Maria Villar (na única vez que o presidente da federação espanhola c…

ANTONIO ROBERTO VIGNE CIENTISTA POLÍTICO ESCREVE SOBRE O VIDEO DO OCULTO REVELADO E DIZ A CONSTITUIÇÃO NACIONAL PREVÊ O MAU GERENCIAMENTO DO GOVERNO É DE SUA RESPONSABILIDADE POR FALTA DE ZELO E DE CUIDADO COM A SAÚDE PÚBLICA E O POVO BRASILEIRO SERVIU DE COBAIA

renato santos 12/02/2016

Em relação do vídeo postado, querendo alguns ou não há fundamentos no que se passa, aliás não é de hoje que os nazistas assassinos querem provar a Lei do Aborto nesse País, eles são capazes de tudo e em todo sentido faz parte da TEORIA DA VACA, a qual estamos divulgando a todos os instantes, eles não tem amor a vida nem a deles e do próximo.

ESSE VÍDEO ESTARÁ NA PAGINA DO BLOG

VEJA O VÍDEO ATÉ O FIM
A VERDADE NUA E CRUA
ZIKA VÍRUS
AUSCHWITZ BRASILEIRO

PT e movimento feministas tem interesse de legalizar o aborto geral no brasil....... eles vão entrar nos próximos meses no Supremo tribunal federal com mandato de segurança para legalizar o aborto pelo supremo,pois no congresso nacional não passar. O mesmo governo que proibe pilular do cancer não esperar outra coisa,pois os eleitores da dilma acreditam que ela esta fazendo o bem do brasil.
site 1 http://www.bbc.com/…/noticias/2016/01/160126_zika_stf_pai_rs site 2 http://www.bbc.com/…/noticia…