Pular para o conteúdo principal

Quem sou eu

Minha foto
AS INFORMAÇÕES  DOS  ULTIMOS  ACONTECIMENTOS  NA VENEZUELA

COLUNISTA CESAR ROBERTO

GAZETA CENTRAL, 04  DE JANEIRO DE  2015

FONTE  FANTÁSTICO 
TV  GLOBO

A  Rede Globo  fez  uma matéria que  vem acontecendo a muito  tempo  nesse  País  que  os  seus  governantes não  tem vergonha  na cara além deles  roubarem a nação  ainda  são  conviventes com a situação se esse País  fosse  sério  os  envolvidos  eram para estar  com suas  clinicas e  hospitais  fechados e  presos. 

Já imaginou médicos que mandam fazer cirurgias de próteses sem necessidade, só para ganhar comissão sobre o preço desses implantes? Ou então gastar muito mais material do que o necessário, também para faturar um dinheiro por fora? Esses golpes milionários, dados pela máfia das próteses, são o tema da reportagem de Giovanni Grizotti, que você vai ver agora.
O Fantástico revela um retrato escandaloso do que acontece dentro de alguns consultórios e hospitais do Brasil. O Fantástico investigou, durante três meses, um esquema que transforma a saúde do país em um balcão de negócios.
O repórter Giovani Grizotti viajou por cinco estados, e se passou por médico para flagrar as negociatas. Empresas que vendem próteses oferecem dinheiro para que médicos usem os seus produtos.


Mercado de próteses movimenta anualmente R$ 12 bilhões no Brasil

“Normalmente o que eles utilizavam era aquela que vendia o material mais caro e que pagava a comissão maior.”, conta uma testemunha.
Até cirurgias desnecessárias eram feitas, só para ganhar mais.
“Sacolas de dinheiro não surgem do nada e não são dadas à toa”, diz testemunha.
O esquema usa documentos falsos para enganar a Justiça. Uma indústria de liminares que explora o sofrimento de pacientes, desvia o dinheiro do SUS e encarece os planos de saúde.
“Esse mercado de prótese no Brasil, ele hoje tem uma organização mafiosa. É uma cadeia onde você tem o distribuidor, você tem o fabricante que se omite e você tem na outra ponta o médico ou o agente que vai implantar a prótese”, conta Pedro Ramos, diretor da associação dos planos de saúde.
O mercado de próteses movimenta anualmente R$ 12 bilhões no Brasil. Elas têm várias finalidades, desde simples parafusos para corrigir fraturas até peças complexas que substituem partes inteiras do corpo. As operações são caras.
“Ortopedia, neuro e cardiologia, são os mais lucrativos.”, revela uma testemunha.
Uma mulher conhece bem os bastidores das negociatas. Durante dez anos ela trabalhou para quatro distribuidores no Rio Grande do Sul. Ela explica como são calculadas as comissões dos médicos.
“É feito um levantamento mensal em nome do médico. Quantas cirurgias foram feitas o uso do material tal , ‘x’. E ali a gente faz o levantamento. Em cima disso a gente tira o percentual dele”, conta a testemunha.
Fantástico: Quanto um médico chega a faturar?

Testemunha: De R$ 5 mil a R$ 50 mil, R$ 60 mil, R$ 100 mil.

Investigação começou no RJ durante um Congresso Internacional
A investigação do Fantástico começa no Rio de Janeiro, durante um Congresso Internacional de Ortopedia, onde os fabricantes expõem seus lançamentos. E alguns conquistam a confiança dos médicos não só pela qualidade, mas por outras vantagens.
“A gente consegue chegar a 20%”, diz um fornecedor da Oscar Iskin.
“20?”, pergunta o repórter do Fantástico.
“É. É o que o senhor vai achar aí no mercado”, responde o fornecedor.

Vinte por cento é a comissão que o médico recebe para indicar ao paciente a prótese vendida pela Oscar Iskin. E o pagamento é em dinheiro vivo.
Fantástico: Em dinheiro, espécie?

Fornecedor da Oscar Iskin: É. Espécie.

As negociatas se repetem em outras empresas. O sócio da empresa Totalmedic, de São Paulo, oferece um pouco mais.
Fantástico: Mas é o quê? 20?

Fornecedor da Totalmedic: 30.

Fantástico: 30? Ó.

Fornecedor da Totalmedic: Eu prefiro deitar e dormir tranquilo.

Acompanhado do diretor, o vendedor da distribuidora Life X também faz a sua oferta.
Fantástico: Como é que vocês trabalham a questão comercial, assim, a relação com os médicos?

Representante da Life X: Olha, hoje a gente está com parceria em questão de 25%.

Fantástico: 25%.

Representante da Life X: A maioria das vezes é dinheiro, é espécie.

Veja um exemplo de quanto dinheiro um médico pode ganhar em comissões, dado pela mulher que era responsável pela contabilidade de uma grande clínica em São Paulo. “Aquilo ali parecia uma quadrilha. Uma quadrilha agindo e lesando a população. É uma quadrilha. Um exemplo que eu tenho aqui: R$ 260 mil de cirurgia, R$ 80 mil para a conta do médico. Aqui a gente tem uma empresa pagando R$ 590 mil de comissão para o médico no período aqui de seis meses”, conta ela.
Para dar aparência de legalidade às comissões, muitas empresas pediam que os médicos assinassem contratos de consultoria.
“Onde o médico não presta consultoria alguma. Ele usa material, só isso”, diz a testemunha.
Esse é o método usado pela Orcimed, de São Paulo, para incluir, na declaração de renda da empresa, comissões de até 30% aos médicos.
Fantástico: Mas qual é o argumento para justificar a consultoria?

Representante da Orcimed: Faz consultoria de produtos.

A conversa foi gravada em um congresso voltado para dentistas e médicos especializados em cirurgias ortopédicas na face, em Campinas, interior de São Paulo. O gerente da empresa explica que a manobra evita problemas com a Receita Federal.
Representante da Orcimed: O governo não tá nem aí para isso. Quer saber o seguinte: tá pagando? Pagou o meu? ‘Pagou’. Está tudo bem.

Fantástico: Questão ética?

Representante da Orcimed: Ética não interessa a ele. Não quer saber. Ele não discute ética. Discute grana. Pagou o meu? Pagou. Dane-se agora.

Fraudes em licitações
Só no Sistema Único de Saúde, o SUS, são realizadas por ano 7 milhões de cirurgias que usam próteses. E algumas empresas oferecem meios de fraudar licitações de hospitais públicos.
É o caso da IOL, de São Paulo. O repórter se apresentou como diretor de um hospital público que queria comprar material.
O gerente diz que dá para manipular a concorrência, para que a empresa vença. Para isso, basta exigir no edital alguma característica do implante que seja exclusiva da IOL. Nesse caso, é o diâmetro dos furos onde vão os parafusos que fixam as próteses.
Gerente da IOL: Geralmente o pessoal tem 10, 12, 14.

Fantástico: Aí, no caso, num edital?

Gerente da IOL: A gente coloca 13.

Fantástico: Como?

Gerente da IOL: Bota 13, 15... 11, 13,15.

Fantástico: No caso, tem algum acerto depois daí, alguma...

Gerente da IOL: Tem. É o edital, o volume do edital, como vai ser o preço do edital. A única coisa na vida que não dá para negociar é a morte.

A Brumed, de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, chegou a montar empresas de fachada em nome de funcionários para emitir orçamentos falsos.
Bruno Garisto, presidente da Brumed: Uma está no nome do Rodrigo. Outra está no nome do Hugo.

Fantástico: Quem é o Rodrigo?

Bruno Garisto, presidente da Brumed: Rodrigo é um de Manaus, funcionário meu que mexe com coluna.

Fantástico: E o Hugo?

Bruno Garisto, presidente da Brumed: E o Hugo é o que mexe com ortopedia.

Em troca dos contratos, o dono da Brumed paga comissões de 25%.
Bruno Garisto, presidente da Brumed: Vai ter bastante volume?
Fantástico:  Vai ter. Te garanto.

Bruno Garisto, presidente da Brumed: Se tiver bastante volume, dá pra chegar nuns 25.

Fantástico: 25?

Bruno Garisto, presidente da Brumed: É.

Fantástico: Vamos chegar ali então. Nós somos do Fantástico e o senhor admitiu a prática de vários crimes.

Bruno Garisto, presidente da Brumed: Olha, né... Brasil, né... todo mundo pega essa situação de querer alguma coisa no que produz. Então, isso o Brasil inteiro está assim.”

Fantástico: O senhor admitiu fraude em licitação, falsidade ideológica, pagamento de comissões a médicos?

Bruno Garisto, presidente da Brumed: Não.

Fantástico: “Por que o senhor está negando algo que o senhor acabou de admitir?”

Bruno Garisto, presidente da Brumed: Olha, a gente não paga comissão. Entendeu?

Fantástico: O senhor nunca disse que repassa 25% de comissão?”

Bruno Garisto, presidente da Brumed: Não, nunca repasso.”

Fraude de R$ 7 milhões no plano de saúde dos Correios no RJ
Um esquema do mesmo tipo, com comissões e orçamentos falsos, também alimentou uma fraude de pelo menos R$ 7 milhões no plano de saúde dos Correios no Rio de Janeiro.
Flagrado pela Polícia Federal, o ex-assessor da Diretoria Regional dos Correios fez um acordo de delação premiada e contou detalhes do golpe.
“Aquela empresa que teoricamente dizemos que era parceira, ela apresentava, já vinham com duas ou três orçamentos montados. Então sempre determinando quem estaria levando naquela determinada cirurgia, quem seria a beneficiada”, diz João Maurício Gomes da Silva, ex-assessor da diretoria regional dos Correios.
Ele mostra o exemplo de uma cirurgia de coluna que custou quase R$ 1 milhão ao plano dos Correios.
“Bem paga, muito bem paga, num preço normal, de repente, a uns R$ 180 mil, no máximo uns R$ 200 mil.”, conta o ex-assessor da diretoria regional dos Correios.
Para justificar operações tão caras, os médicos cobravam por produtos que sequer eram usados.
“Ele multiplicava mil, duas mil vezes a necessidade dessa massa com a ideia de que conseguiria justificar isso tecnicamente que o organismo absorvia essa massa”, explica João Maurício Gomes da Silva.
A massa é como um cimento para firmar os parafusos que fixam as próteses.
Representantes de empresa em SC dão detalhes sem constrangimento
A artimanha de cobrar por material não utilizado é comum nesse mercado negro. Os representantes da empresa Strehl, de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, dão detalhes sem constrangimento.
Representante da Strehl: No raio-X ou qualquer outra coisa, não aparece. Aí você pode inventar, entendeu? Usei seis.

Fantástico: Não aparece... Ele não vai ter como provar que eu usei três.

Veja o que pode render à comissão paga por uma única cirurgia de face:
Representante da Strehl: Tu vai ganhar em torno de uns R$ 18 mil, R$ 20 mil.

Fantástico: Pra um custo total de…?”

Representante da Strehl: Aí depende de quanto o senhor pedir, quanto mais pedir, mais ganha. O pessoal pede. Tudo que dá para pedir, o pessoal pede.

Até exagera um pouquinho, né?
Sempre, né? Sempre exagerado.


E o abuso vai além. Outra tática é até motivo de piada para os vendedores.

Representante da Strehl: A gente até riu quando eu soube disso aí. Que eles entortaram a placa, eles tentaram usar, mas aí eles não conseguiram.

Fantástico: E aí tiveram que colocar outra?

Representante da Strehl: Aí tiveram que colocar outra.

Ou seja, danificaram uma prótese de propósito para poder cobrar duas vezes. E o rendimento é dividido.
Representante da Strehl: É. Tira o custo do material. E o lucro a gente divide em dois.

Fantástico: Meio a meio?

Representante da Strehl: Meio a meio.

É tanta desfaçatez que surgiu uma nova especialidade em alguns hospitais: os fiscais de cirurgia. Médicos contratados por planos de saúde para vigiar as operações mais caras.
“Alguns determinados materiais não deixam registro, então quando são implantados não aparecem em filmes radiológicos e é necessário que seja acompanhado para ver efetivamente qual foi a quantidade de material utilizado”, conta uma testemunha.
Médicos indicam cirurgias desnecessárias para lucrar mais
Entre tanta coisa errada, um golpe se destaca como o mais escandaloso: indicar uma cirurgia sem necessidade, só para ganhar o dinheiro. É o que denuncia o médico Alberto Kaemmerer, que durante 14 anos foi diretor de um grande hospital de Porto Alegre.
“A cirurgia mal indicada, ela acresce um risco muitíssimo importante. Risco de morte”, alerta o cirurgião Alberto Kaemmerer.
O hospital precisou criar um grupo de médicos para revisar os pedidos de cirurgia. Pelo menos 35% eram rejeitados, porque a operação seria desnecessária.
Fantástico: O que que está por trás desse alto percentual de cirurgias desnecessárias na sua opinião?

Alberto Kaemmerer: Ganho financeiro.

Fantástico: De quem?

Alberto Kaemmerer: De médicos e também de alguns hospitais.

Uma experiência parecida foi realizada pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo, um dos principais da América Latina. Durante um ano, uma equipe médica revisou os pedidos de cirurgia de coluna encaminhados por um plano de saúde.
“Nós recebemos aproximadamente 1,1 mil pacientes no período de um ano. E desses, menos de 500 tiveram indicação cirúrgica. Então muito possivelmente estava havendo um exagero em relação a essas indicações”, diz Cláudio Lottenberg, presidente do Hospital Albert Einstein.
Indústria de liminares
Dona Wilma de 76 anos pode ter sido vítima de uma indústria de liminares para realizar cirurgias às vezes desnecessárias. Ela mal consegue caminhar por causa de um problema na coluna. Também sofre de depressão.
“Eu não consigo me movimentar, pegar uma vassoura, varrer uma casa, aí vem a dor”, conta a aposentada Wilma Prates.
O esquema funciona assim: depois de esperar anos na fila do SUS, pacientes vão até os hospitais para realizar a consulta. Ali, em vez de dar o atendimento pelo Sistema Público, os médicos encaminham os pacientes a escritórios de advocacia. Com documentos falsos e orçamentos de cirurgia superfaturados, são montados pedidos de liminar para obrigar o governo a bancar os procedimentos. Foi o que aconteceu com Dona Wilma.
“O advogado me disse: ‘Pode deixar comigo que eu resolvo a situação’”, diz José Prates, marido de Wilma.
Mas um laudo indicou que a dona Wilma correria risco de vida se fizesse a cirurgia. Com base nisso, a liminar foi negada pela Justiça.
O Fantástico examinou em detalhes o processo judicial. O advogado apresentou à Justiça três orçamentos de médicos para que os desembargadores escolhessem o de menor valor, que é o do ortopedista Fernando Sanchis. Pedimos a um perito para examinar os papéis.
“Conclusão que ele é o grande suspeito de ter produzido as falsificações das assinaturas, de ter colocado o carimbo e de ter produzido o texto. Eu chego à conclusão que isto aqui é uma fraude”, define o perito Oto Henrique Rodrigues.
O valor do material que seria utilizado na cirurgia era de R$ 151 mil. O fornecedor é a empresa Intelimed, de Porto Alegre. A empresa paga comissões de até 20% aos médicos que indicam seus produtos. Quem admite é um vendedor.
Vendedor da Intelimed: Depende das linhas, 15%, 20%. Nessa linha, nesse valor aí. Isso nos principais convênios. Mas teria que ver direitinho.
Seu João Francisco, de Pelotas, no interior do Rio Grande do Sul, também foi usado no esquema. Ele é usuário do plano de saúde dos servidores do Governo Federal.
O advogado indicado pelo doutor Sanchis entrou com um pedido de liminar para que o plano bancasse uma cirurgia de coluna, orçada em R$ 110 mil.
O plano de saúde do Seu João conseguiu suspender a liminar e fez a mesma operação, com outro médico, por pouco mais de R$ 9 mil.
”Essas enrolações, quem é prejudicado é quem tá doente, entendeste? Tu está à mercê dele, você não entende nada”, lamenta o serralheiro João Francisco Costa Da Silva.
Segundo os advogados do governo, os valores que aparecem nas liminares chegam a ser 20 vezes maiores do que os de mercado.
Fantástico: E quem paga essa conta?

Fabrícia Boscaini, procuradora: Quem paga essa conta somos todos nós. Vai ser bloqueado o dinheiro do Estado e esse dinheiro vai sair para pagar um procedimento particular, que teria dentro do sistema.

É o caso de Dona Elisabete, que esperou um ano pela liminar e agora teve que voltar para a fila do SUS.
“Aí é muita cachorrada. Poxa vida, aí eles pegam as pessoas bem inocentes pra fazer uma coisa dessas.”, lamenta a balconista Elisabete Steinmacher Cufre.
Pelo menos 65 pedidos de liminar sob suspeita foram descobertos pelos procuradores do Rio Grande do Sul. Um desembargador que atua em alguns desses processos desabafa.
“Que o sistema penal do país está falido, porque no momento em que se encontram situações em que pessoas, seja que área for, profissionais, buscam o poder judiciário para realizar uma fraude e conseguir com isso auferir grandes lucros, significa que o sistema está desmoralizado e que estão, inclusive, brincando com o judiciário. É lamentável!”, diz o desembargador do TJ-RS, João Barcelos de Souza Júnior.
Procurado pelo Fantástico, o cirurgião Fernando Sanchis nega que receba comissão de fornecedores de próteses. Mas reconhece que pode ter assinado laudos em nome de outros médicos.
Fantástico: O senhor está admitindo com isso, uma falsificação.

Fernando Sanchis, cirurgião ortopédico: Não.

Fantástico: Isso não é grave?

Fernando Sanchis: Não, de maneira nenhuma.

Fantástico: O senhor reconheceu que pode ter assinado em nome de outros médicos.

Fernando Sanchis: Mas com conhecimento dele, sempre. Ele trabalha junto com nós.

Por telefone, Henrique Cruz, médico que aparece nos orçamentos e trabalhava com Fernando Sanchis, nega ter autorizado a assinatura e diz que deixou a equipe dele após descobrir a fraude.
“Quando eu vi isso aí, eu caí fora. Eu descobri (que ele estava fazendo isso) porque me mandaram um papel falando assim, o paciente chegou com um papel com esses orçamentos. Aí eu falei, ‘eu não assinei orçamento’”, alega Henrique Cruz.
“Então, o que o consumidor deve fazer? Primeiro: se ele tem dúvida da recomendação desse procedimento, que ele procure um segundo ou um terceiro profissional da área da saúde. O consumidor tem um papel fundamental em não acomodar-se quando a recomendação que está vindo do profissional da saúde é suspeita de alguma coisa que não esteja correta ou que coloque sua vida em jogo”, orienta Alcebíades Santini, presidente do Fórum Latino-americano de Defesa do Consumidor.


Presentes e pagamento de comissões a médicos

A oferta de presentes e o pagamento de comissões a médicos é uma prática comum, e não vem de hoje. Foi o que concluiu uma pesquisa do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, entre 2009 e 2010. Trinta e sete por cento dos entrevistados admitiram que receberam presentes com valor superior a R$ 500 nos 12 meses anteriores à pesquisa. E o assédio começa cedo, logo na faculdade: 74% dos entrevistados disseram que receberam ou viram um colega receber benefícios da indústria durante os seis anos do curso de medicina.
“O Código de Ética Médica veda essa interação, com o intuito de vantagens, com a indústria e/ou a farmácia. Óbvio que as punições são previstas em lei. Estabelece desde uma censura e a até mesmo a cassação do exercício da profissão”, explica Carlos Vital, presidente do Conselho Federal de Medicina.
Mas não é a ética que preocupa os vendedores de próteses que pagam comissões.
“A gente sabe que esses órgãos não vão discutir nada disso, porque isso é uma discussão sem fim”, diz um vendedor.
O que eles temem é que essas negociatas deixem o sigilo dos consultórios e hospitais e se tornem públicas, em uma reportagem de televisão, por exemplo.
Vendedor: Ano que vem vai ser um ano... pra esse mercado importante.

Fantástico: Por quê?

Vendedor: Porque vai estourar tudo. Porque a gente já sabe que a questão da Receita Federal e a Polícia Federal em cima. Ontem a gente teve informação que provavelmente em meados de janeiro o Fantástico faça uma reportagem com duas especialidades mostrando como funciona esse mercado.

Fantástico: Vamos ali, que o meu colega está aguardando ali.

O repórter Giovani Grizotti se apresenta.
Fantástico: Você disse que o Fantástico vai dar matéria sobre isso? Nós somos do Fantástico. O que você tem a dizer? Você paga propina para médico?

Vendedor: Não eu, não. Jamais.

E quando o vendedor é informado que vai aparecer na reportagem, decide correr, desesperadamente.
Fantástico: Você maquia pagamento de propina na forma de contrato de consultoria? Por que você está correndo? A gente só quer uma explicação sua, por gentileza.


Fantástico procurou todas as empresas mostradas na reportagem



A Life X não quis se manifestar.



Em nota, a Totalmedic disse que respeita as tabelas dos planos de saúde e que vai adotar as medidas cabíveis.

Já a IOL implantes disse que não participa de licitações públicas e repudia insinuações de fraude. Segundo a empresa, a conversa entre o gerente e o repórter aconteceu em ambiente informal e não representa a opinião do fabricante.
Também em nota, a Orcimed afirmou que cobrar comissões se tornou normal no mercado. A Orcimed disse ainda que sofre boicote de médicos por não aceitar a prática do superfaturamento e que, por isso, deixou de fornecer material para diversas cirurgias.


Os diretores da empresa Strehl não foram encontrados.

A Oscar Skin informou que demitiu o vendedor que apareceu oferecendo comissão.
Também por nota, a Intelimed disse que o representante mostrado na reportagem é um funcionário terceirizado. Mas que vai tomar as medidas cabíveis.

GAZETA CENTRAL 06  DE JANEIRO DE  2015

Hoje reúne-se um ano do assassinato de Mónica Spear
As autoridades não pararam a pesquisa para o "gato". Existem 10 processado por sua morte e a de seu marido, Thomas Henry Berry







Dezenas de pessoas na fila por dois dias para dar o último adeus Mónica Spear, que junto com seu marido, Thomas Henry Berry, foi morto na noite de 6 de janeiro de 2014, quando circulou pela auto-estrada Valencia-Puerto Cabello (carro). Sua filha, Maya ficou ferida no incidente.

Redes sociais foram fundamentais para relatar o evento, desde as primeiras informações que foi revelado graças a um Tweet de um médico de um hospital próximo, que relatou o rendimento da criança.

Desde aquela época, as pessoas identificadas com a tragédia das famílias lança e Berry. Colegas artísticos organizaram uma massa e um de março e, assim como os corpos do casal chegaram à capital, as capelas do cemitério Oriental foram preenchidas, durante três dias, parentes, amigos, artistas e fãs que queriam ver a Miss Venezuela 2004 pela última vez, com sua flor no cabelo e confeccionados.

No caso, existem 10 detidos. Um julgamento do criminoso Circuito Judicial do Tribunal Carabobo condenado de Nelfren Jiménez, José Gregorio Ferreira Jean Carlos Colina e 24 anos de prisão a 26 anos. Os três admitiram ter participado no evento.

O resto dos réus, Eva Josefina Armas, Alejandro Maldonado, Leonard Marcano, Adolfo Rico e cordeiro Franklin, permanecerá em julgamento desde não admitiu ter participado do fato. Além disso, existem dois detidos juvenis e autoridades não pararam a busca de "Gato", que supostamente foi o autor do disparo fatal.

Como um tributo para a antiga rainha e atriz, Telemundo anunciou a transmissão da telenovela Pasión prohibida.

GAZETA CENTRAL 06  DE JANEIRO DE 2015                                          PAGINA  NOVE

Analisando as  imagens, o negro  mais  gordo  tem uma  forma diferente de abordar suas  vitimas, reparem o modo  dele  andar, mas,  repare  o primeiro a  forma  de entrar, em seguida  o segundo e  o terceiro, esse  foi o que  mais  chamou atenção.


Os  dois  da  frente  parecem que  recebe ordens  do  terceiro, esse  ultimo  pode ter certeza  tem treinamento de  guerrilheiro  ou militar, sabe  abordar  sem  chamar atenção de  sua  vitimas, perfil  dele  pelas as  imagens  mostra  não  ser  daqui  do Brasil, podendo ser  um nigeriano,mas,  para  ser  um  soldado da  GNB, que  atua  na Venezuela. 

Escolheram o período da  manhã , as  oito  horas. 



Em menos de dois meses, uma loja de materiais de construção na Estrada dos Bandeirantes, em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi assaltada duas vezes. De acordo com funcionários do comércio, o grupo de assaltantes é o mesmo e trabalha sempre de maneira parecida. 


O segundo roubo, nesta segunda-feira, foi registrado por uma câmera de segurança instalada no local.


Segundo uma das proprietárias, Tayná Carvalho, a loja não havia sido assaltada nos mais de dez anos de funcionamento. A repetição do crime nos últimos dois meses assustou.

— A loja tem dez anos e nunca tinha sido assaltada. Na primeira vez, eles vieram e assaltaram na boa, porque a gente não esperava mesmo. Acho que pensaram que era muito fácil e vieram hoje novamente — conta Tayná.


A comerciante relata que, nesta segunda-feira, os bandidos chegaram ao local pouco depois da abertura da loja e só conseguiram roubar cerca de R$ 700 reais e pertences dos funcionários, como jóias.


— A gente fica com medo. Meu marido, que estava nas duas vezes, reconheceu que dois dos três assaltantes eram os mesmos. Dessa vez, o terceiro era diferente.

Os dois assaltos foram registrados na 42ª DP (Recreio). A polícia já teve acesso às imagens das câmeras de segurança para identificar os suspeitos.



GAZETA CENTRAL 25  DE JANEIRO DE  2015

                            

                                          A´GUA   ESTA  MESMO  FALTANDO  SENHOR  GOVERNADOR
                                                     OU  É  MANOBRA  DE  CONSPIRAÇÃO CONTRA  O POVO



RENATO SANTOS
EXCLUSIVO



Antes de mais  nada  dentro  do Direito de  Informação,a  GAZETA CENTRAL E IRBING INTERNACIONAL  esteve fazendo  uma investigação  na  maior  represa  do Estado de São  Paulo  em MAIRIPORÃ com  divisa  FRANCO DA  ROCHA, ao  constar que existe oito  viaturas da  Policia Militar  do Estado  florestal, numa quinta  feira 22  de janeiro de  2015  as  9  horas da manha.


La  existe  uma barragem denominada PAULO  DE PAIVA CASTRO, A  QUAL ESTA FECHADA  para o  vazamento  de agua a  demais regiões,  fica caracterizado  que como  a  a´gua  não passa, para  as  demais  partes, as imagens  é  de seca, pois  ela sozinha abastece  toda  essa  região. Senhores essa Barragem  foi  criada  na década de 70  com a finalidade acabar  com seca se assim  surgisse em algum  dia, não  para fazer dessa  barragem  aerea de lazer  para  os  amo-fadinhas e  sim  socorrer a população, acontece  que  em  2011, devido as  fortes  enchentes em FRANCO DA ROCHA, essa  barragem  ficou  fechada  até  os  dias  de  hoje.

Mas, qual  verdadeiro  motivo, ja que  essa parte da  represa  antes da barragem  esta cheia e muito, outra  pergunta  o  POR  QUE,  dela esta  fechada  e  qual interesse nisso, e  pra  quem  essa a´gua  esta beneficiando.


VAMOS A  UM  DOSSIÊ:

1. Origem do nome 


Mário I. Saito comenta que a Serra da Cantareira até fins do século XIX 
era uma região de fazendas e chácaras, dedicadas à agricultura. O nome 
“Cantareira” foi dado à serra pelos tropeiros que faziam o comércio entre São 
Paulo e outras regiões do país, nos séculos XVI e XVII, devido à grande 
quantidade de nascentes e córregos encontrados nesta região.  
Naquela época era costume armazenar água em jarros chamados 
cântaros, e chamava-se “Cantareira” o local onde os cântaros eram 
guardados

1
2. História do Sistema Cantareira Velho 
O primeiro projeto que indicou a adução das águas da  Serra da 
Cantareira como solução para os problemas de abastecimento da cidade data 
de 1863, quando o governo da Província comissionou o engenheiro James 
Brunless, de Londres, para estudar um plano geral de abastecimento de água e 
coleta e disposição dos esgotos para a Capital. Auxiliado pelos engenheiros 
Hooper e Daniel Makinson Fox, Brunless levantou a planta topográfica da 
cidade traçando um projeto para abastecimento de água e implantação de uma 
rede de esgotos. No ano seguinte, os engenheiros apresentaram relatório que 
indicava a adução das águas da Serra da Cantareira para abastecimento da 
cidade de São Paulo
2
Esse projeto, no entanto, não foi executado nesse período, devido ao seu 
alto custo. Em 1868, realizou-se uma última tentativa de aproveitamento de 
uma das fontes, localizada nos arredores da Capital, denominada “Vertentes do 
Tanque Reúno”
3

, mas o déficit de abastecimento mantinha-se elevado, devidoprincipalmente ao aumento populacional ocorrido na cidade a partir da segunda 
metade do século XIX.  
A adução de água se transforma em problema social de primeira 
instância, o que pode ser percebido nos protestos da população nos jornais da 
época, exigindo do Poder Público uma solução definitiva para o problema
4
Em 1875, o governo da Província celebra contrato com os concessionários, 
coronel Antonio Proost Rodovalho, major Benedicto Antônio da Silva e Daniel 
Makinson Fox, visando implantar um sistema de abastecimento de água na 
Capital, o que seria feito colocando-se em prática o projeto elaborado em 1863 
que previa a captação das águas da Serra da Cantareira
5
.  
Em 1877, organiza-se a empresa Companhia Cantareira e Esgotos com 
o propósito de explorar os serviços de água e esgotos da Capital. As obras são 
iniciadas e os materiais são encomendados na Inglaterra
6
.  
Foram construídos dois grandes reservatórios de acumulação para 
represamento dos mananciais na Serra, e em 12 de maio de 1881 foram então 
concluídas as obras capazes de abastecer o dobro da população existente, que 
nesse período era de 30.000 habitantes
7
. Em 1882, alguns chafarizes da 
cidade já recebiam as águas do novo manancial e em 1883, os primeiros 
beneficiários, os moradores de 71 prédios do bairro da  Luz, começam a 
receber água em casa
8
Em 1878, inicia-se a construção do reservatório velho da Consolação com 
6.500 metros cúbicos de capacidade, que ficará pronto em 1883, abastecendo 
com suas águas o centro da cidade
9
Em 1893, para forçar os moradores de certos bairros a instalar a rede de que entregara ao público 11 anos antes, assim como os do  Carmo e do 
Rosário, estes construídos pelo Poder Público. A demolição do chafariz do 
Rosário causou grande tumulto na população, sendo necessária a ação de 
força policial
10
Os serviços prestados pela empresa se tornaram muito deficientes, sendo 
encampados pelo Estado nesse ano. Dessa forma, foi criada a Repartição de 
Águas e Esgotos da Capital – RAE. Em dois anos de atuação a Repartição 
executou diversas obras que superaram o que a Companhia Cantareira havia 
levado 10 anos para instalar
11
.  
O Estado, nesta conjuntura, ampliou as aduções de água  para 
abastecimento da Serra da Cantareira, e visando à captação e proteção das 
nascentes, adquiriu inúmeras áreas da região próxima, desapropriando várias 
fazendas na Serra, a partir de 1890. Esta área compõe a superfície atual do 
Parque Estadual da Serra da Cantareira, totalizando uma área de 7.916,2 
hectares. As compras foram orientadas pela RAE. A área foi decretada 
“Reserva Florestal do Estado” e em 1963 tornou-se parque. 
Para dar encaminhamento às suas atividades de ampliação do sistema de 
adução de água da Serra da Cantareira, a RAE decidiu implantar do Tramway 
da Cantareira, uma estrada de ferro que ligava a capital e a Serra da 
Cantareira, com o objetivo de transportar materiais de construção e 
equipamentos
12
. De acordo com Mário Saito, os estudos para esta implantação 
indicaram a estação do Pari como ponto de partida, para melhor combinação 
com a estrada de ferro inglesa, e como ponto final, foi indicado o local dos 
antigos reservatórios de acumulação (atual clube da Cantareira, da Associação 
Sabesp). 
Nesse período o abastecimento contava com duas adutoras: Ipiranga e 
Cantareira (tanques de acumulação). A adutora da Serra da Cantareira fornecia 
3.000.000 litros/dia ao antigo reservatório da Consolação, abastecendo o 
centro da cidade.  
Construiu-se a adutora do Guaraú, ainda em 1893, “(extensão de 
13.397,72 metros de tubos de 0,60 m de diâmetro até o reservatório daConsolação), com capacidade para 17.000.000 litros/dia, e fez-se na Serra a 
captação dos córregos Bispo, Itaguassu e Menino”
13
Um ano mais tarde novos córregos foram ligados à adutora, os 
mananciais de sua ala esquerda: Cassununga, Campo Redondo e Engordador, 
cujo contingente era reunido em caixas de junção, denominada Guapira. A 
adução dessas águas ia para um novo reservatório, com capacidade de 
6.500.000, construído no antigo “Largo 13 de Maio (hoje Praça Amadeu 
Amaral)”, procurando servir a parte da cidade que se desenvolvia a montante 
do reservatório da Consolação
14
Entre os anos de 1895 e 1898 foram completadas as aduções de todos os 
recursos hidráulicos da Serra da Cantareira. Foi construído um novo 
reservatório na Consolação, com capacidade para 19.000.000 de litros, 
concluído em 1897, e a “canalização de 11’’ da caixa do Guapira ao espigão da 
Avenida Paulista”
15
Em 1898, foi iniciado o aproveitamento das sobras do Engordador, da ala 
esquerda da Cantareira. Em 1903, iniciou-se a montagem de uma bomba neste 
córrego, para “socorrer a caixa de junção do Guapira  com 8.000.000 de 
litros/dia e manter o abastecimento da zona alta da cidade”. 
O volume médio de água fornecido à cidade em 1903 era de 40.119.000 
litros/dia, assim distribuídos:



Sistema  Contribuição litros / dia 

Ala esquerda da Cantareira (Caixa do Guapira) 9.072.000 L/dia 

Ala direita da Cantareira (Guaraú e tanque de  acumulação)  24.475.000 L/dia 

Ipiranga  6.572.000 L/dia

Em 1905, foi criada a Comissão de Obras Novas de Saneamento e 
Abastecimento de Água da Capital, cujos trabalhos foram concluídos em 1907. 


O Plano de Obras constou da construção da adutora do Cabuçu, sendo captado o ribeirão Cabuçu. Essa adutora foi construída com capacidade maior 
para futura adução prevista das águas do Vale do Barrocada, o que se deu 
mais tarde, em 1911. 
Para dar conta do abastecimento da Capital, outros rios foram captados. 
No final da década de 1920 foi criada uma Comissão de  Saneamento para 
procurar soluções para o abastecimento da cidade; procederam-se obras de 
adução do Rio Claro e foi levado a efeito um Plano de Emergência que 
abrangia, dentre outras coisas, o desvio das águas da adutora Guaraú para o 
reservatório do Belenzinho.  
Em fins de 1929 o abastecimento da cidade era assim discriminado: 




O sistema foi desenvolvido por etapas, pela sucessão de planejamento e 
captação dos recursos pela Comasp, e, a partir de 1973, pela Sabesp – 
Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo
20
.  
O sistema Cantareira possui a seguinte estrutura: 
−  Barragens Jacareí e Jaguari, reservatório Jaguari-Jacareí e canal de 
ligação; 
−  Ligação Jacareí-Cachoeira (Túnel 7); 
−  Barragem e Reservatório do Rio Cachoeira; 
−  Ligação Cachoeira-Atibainha (Túnel 6); 
−  Barragem e Reservatório do Rio Atibainha; 
−  Ligação Atibainha-Juqueri (Túnel 5); 
−  Barragem Paiva Castro e Reservatório do Rio Juqueri; 
−  Túnel adutor da elevatória (Túnel 3); 
−  Estação Elevatória de Santa Inês; 
−  Ligação Elevatória – Reservatório de Águas Claras (Túneis 1 e 4); 
−  Barragem e Reservatório Águas Claras; 
−  Ligação Águas Claras – Estação de Tratamento de Água do Guaraú 
(Túnel 2); 
−  Estação de Tratamento de Água do Guaraú. 
A construção do Sistema Cantareira, ao todo cinco reservatórios, 
retificação de leitos de rios e canalização de corpos de  água, abrange uma 
área extensa e teve grandes impactos ambientais, alterando em diferentes 
graus de intensidade a geologia, geomorfologia, microclima, vegetação, fauna 
e a própria população. A partir de 1987, a Sabesp definiu uma série de ações 
preventivas e corretivas, cuja implantação começou em 1988 visando recuperar 
de alguma forma a região.  
Essas ações integram três programas ambientais: recuperação  e áreas 

de empréstimo, reflorestamento e aquicultura.




O Sistema Cantareira foi inaugurado em 1974, e é atualmente o maior 
sistema produtor de água da Região Metropolitana de São Paulo, produzindo, 
em média, 33 mil litros de água por segundo, sendo responsável por 49,2% do 
abastecimento. A água é tratada na Estação de Tratamento de Água do 
Guaraú, uma das maiores estações de tratamento do mundo.
Abastece 8,1 milhões de pessoas nas zonas Norte, Central, Leste (parte), 
Oeste (parte) e os municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, 
Guarulhos (parte), Osasco, Carapicuíba, Barueri (parte), Taboão da Serra 

(parte), Santo André (parte) e São Caetano do Sul


LEMBRANDO :  A Barragem Paulo de Paiva Castro é uma barragem que fica nos municípios de Franco da Rocha / Mairiporã e foi construída pela Sabesp a fim de fornecer água para a cidade de São Paulo.faz parte do Sistema Cantareira de Captação de Água. viagem e turismo, represa mairipora paulo de paiva - endereço: Estr Do Governo, 2926 - Franco Da Rocha, São Paulo.


EM 13  DE JANEIRO DE  2011  APÓS AS  ENCHENTES  :  A  Vazão da represa Paiva Castro, pertencente ao sistema Cantareira, em Franco da Rocha, São Paulo, foi reduzida para 10 m³/s às 9h desta quinta-feira, de acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A vazão havia chegado a 80 m³ nos últimos dias. Na terça-feira, a prefeitura de Franco da Rocha informou que as chuvas haviam elevado o nível das represas do sistema Cantareira e que havia necessidade de dar vazão gradual à água, para manter a segurança da população.


Por isso, a represa continua retendo maior volume de água do que liberando, 52 m³/s. Na terça-feira, a Defesa Civil Estadual informou que as comportas da represa Paiva Castro foram abertas de forma controlada, para evitar que transbordasse, causando mais danos à cidade. Diante da alegação de que a medida teria contribuído para o alagamento do município, o coordenador da Defesa Civil municipal, Donizeti Bernardo, disse que este é um procedimento padrão, que é feito com monitoramento e que toda a população foi informada.
A represa Jaguari / Jacareí, também pertencente ao sistema Cantareira, segue com vazão de 40 m³/s e está retendo volume bem superior, de 111 m³/s. Os rios Juqueri e Jaguari continuam sendo monitorados pela empresa, que negou na quarta-feira que as enchentes em Atibaia e Franco da Rocha, na Grande São Paulo, tenham sido provocadas pela abertura das comportas das represas Cachoeira e Atibainha (Atibaia) e Paiva Castro (Franco da Rocha).

De acordo com o presidente da Sabesp, Gesner Oliveira, se não fosse o sistema de represas, o estrago nessas cidades poderia ser ainda maior. "A abertura das comportas não contribuiu com absolutamente nada nessas enchentes. Não foi pior porque existe o sistema de represas", disse Oliveira. Segundo ele, na segunda-feira, quando a cidade de São Paulo foi atingida por uma grande enchente, a mesma quantidade de chuva (145mm) atingiu Franco da Rocha.
De acordo com Paulo Masato, diretor da região metropolitana da Sabesp, a abertura das comportas não causou as enchentes, mas a partir do momento que começa a se liberar água, esse volume impede que o rio volte ao seu leito normal de maneira mais rápida.
E  até  hoje  essa  redução de  vazão  ficou  esquecida, e  com as  faltas  da  chuvas  em  SÃO PAULO, deu  no que  deu, as  demais  pontos  ficaram abaixando  o nivel de a´gua, somando tudo  isso, hoje  em JANEIRO DE  2015, todo  ESTADO DE  SÃO PAULO, esta  sofrendo com a  falta d'agua e essa  situação não pode  continuar.
O  Governador  do estado  precisa  mandar  abrir a  vazão da  PAULO DE PAIVA CASTRO que  esta  cheia e  a qualuqer momento  poderá  vazar a  água, neste  ponto de vista  SÃO PAULO  não precisa  sofrer  mais  com a  falta  d'agua, mas  , o que causa  estranheza  qual motivo de ter  policiais  militares  florestal  com  oito  viatura impedindo as  pessoas  de fotografar a  situação  qual o plano  diabólico  por  traz cabe  ao MINISTÉRIO  PÚBLICO investigar.
A Barragem Paulo de Paiva Castro é uma barragem brasileira que fica no município paulista de Franco da Rocha e foi construída pela Sabesp a fim de fornecer água para a cidade de São Paulo.
A barragem é parte em terra compactada e parte em concreto. Seu corpo principal é em terra compactada, tendo toda a montante protegida por matacões de pedra. Olhando para a montante, a sua direita temos um vertedouro em concreto armado, cuja saída da água está obstruída por pedregulhos, funcionando apenas como um escoadouro de emergência em caso de uma grande enchente.
A esquerda da barragem existem duas comportas de aço que abrem até o fundo da represa, mantidas sempre fechadas. Entre as comportas, uma válvula de descarga permite a saída de água para jusante de forma que o rio Juqueri continue em seu trajeto rumo ao município vizinho de Franco da Rocha.
O fluxo de água que chega a represa é controlado a montante na Barragem Atibainha, que também é controlada pela Sabesp e que fornece água ao rio Juqueri que anteriormente cruzou a barragem Sete Quedas de Mairiporã.

Represa Paulo de Paiva Castro
A maior parte da água que sai da represa acaba sendo coletada pelos dutos daEstação Elevatória Santa Inês, que bombeia a água ao topo da Serra da Cantareira onde se situa a Barragem de Águas Claras. Esta água por sua vez é aduzida por gravidade à Estação de Tratamento de Água do Guaraú, onde é tratada e posteriormente distribuída à região metropolitana de São Paulo.
É uma das atrações turísticas do município de Franco da Rocha e Mairiporã, com uma área aproximada de 5,1km².
Coordenadas geográficas aproximadas da barragem. Latitude = 23°19'47.58"S Longitude = 46°40'44.47"W

  • A água da barragem sepultou mais de 300 olarias, que representavam grande parte do lucro financeiro de Mairiporã, atualmente só existe uma. Pelo fato das olarias estarem submersas, atualmente o maior lucro do município é da locação de chácaras.

Para quem não sabe, uma barragem é uma barreira artificial, cujo objetivo é retenção de recursos hídricos em grandes quantidades de água, para fins de armazenamento, abastecimento, tanto em áreas residenciais, rurais ou em polos industriais. Mas não é somente isto, um outro intuito de se criar uma barragem ou represa de água é a geração de energia elétrica (também pode ser chamada de hidráulica). As barragens são fundamentais para o desenvolvimento humano, bem como para a sua sobrevivência. Objetiva, ainda, combater escassez de água – o que é comum na história da humanidade – em períodos de estiagem. Em regiões onde há uma geografia desértica é fundamental que haja barragens de água. As barragens mais antigas das quais se têm conhecimento na história da humanidade estariam localizadas no Egito Antigo e na Índia.
No Brasil, por conta de seus ricos recursos hídricos e inúmeras bacias, há uma recorrência grande de barragens e complexos sistemas de abastecimento de água. Um deles é formado pela barragem Paulo de Paiva Castro, mais conhecida entre os paulistas como “Represa de Mairiporã”. A represa Paulo de Paiva Castro faz parte do grande complexo do sistema de abastecimento “Cantareira”, que, atualmente, enfrenta sua maior crise hídrica por conta da forte estiagem que vem atingindo o Estado de São Paulo desde 2013.
Localizada especificamente no município de Franco da Rocha, foi construída pela então SABESP – Saneamento Básico do Estado de São Paulo, concessionária responsável pelo fornecimento, abastecimento de água para diversos municípios do Estado de São Paulo, bem como pelo tratamento da complexa rede de esgoto. A Sabesp é empresa de capital aberto, cujo principal acionista é o próprio Estado.
Grande parte de terras onde estava instaladas diversas olarias na região de Mairipoã, foram postas abaixo quando a área foi inundada pelas águas que fariam parte da represa. É uma atração turística e conta com mais de 5,1 quilômetros quadrados. A represa Paulo de Paiva Castro está em terra compactada e ao mesmo tempo, há uma área em concreto. Está protegida por matacões de pedra, circundada por um armado de concreto, cuja saída foi obstruída por pedregulhos. Este fechamento funciona como uma saída de emergência para água.
À esquerda da represa, podem ser vistas duas comportas de aço que fecham-na até o fundo, esta comporta serve para que o rio Juqueri, que está ao lado da barragem, possa continuar seu trajeto sem ter de ser desviado. Ainda recebe um fluxo de água de outra barragem – Atibainha. Grande arte da água que sai da Paulo Paiva alimenta as Estações Elevatórias de Santa Inês, que se localiza na região.

 A água é o recurso indispensável à vida de todos os seres vivos. A água potável não é mais considerada um recurso natural renovável pelas ações antrópicas que estão degradando-a a cada dia. 

O estudo e monitoramento dos mananciais que servem milhões de pessoas na metrópole de São Paulo são essenciais para garantir qualidade no abastecimento público. 

O local escolhido para o trabalho foi a Represa Paulo de Paiva Castro, que pertence ao Sistema Cantareira e se trata de uma região que ainda apresenta uma boa condição de preservação, porém vem sofrendo com a crescente ocupação urbana proveniente do município de Mairiporã. 

O objetivo deste trabalho é analisar os aspectos da qualidade da água deste manancial nos últimos cinco anos através de revisão bibliográfica e análise de dados de relatórios anuais emitidos pela CETESB. 

Conclui-se que, apesar da ação antrópica na região, nos últimos cinco anos a qualidade da água se manteve nos teores classificados como bom e ótimo.  

  Poucos sabem, mas foi o  engenheiro civil Paiva Castro do 
antigo DAE- Departamento de Águas e Esgotos do Estado de São 
Paulo quem criou o sistema Juqueri que depois foi mudado para 
sistema Cantareira. 
 Como membro do conselho estadual de águas e esgotos do 
Estado de São Paulo, tinha uma copia e cheguei a estudar o projeto 
original que tinha vazão máxima de 22m
3
/s. Mais tarde quando 
foram feitos os empréstimos com os bancos americanos tiveram que 
aumentar a vazão para 33m
3
/s para a viabilização da obras.  
 Foram feitas ligeiras alterações, mas o projeto perdeu um 
pouco da segurança no fornecimento.  
 Todos sempre se recordam das barragens que ficam secas do 
sistema Cantareira, como se os engenheiros não fossem capazes de 
prevenir tais secas      


 Bem próximo ao centro de Mairiporã fica a Represa Paiva Castro (Represa de Mairiporã), o reservatório mais importante do Sistema Cantareira de Abastecimento de Água. Fica do lado esquerdo da Rod. 

Fernão Dias, de quem vem de são Paulo, e forma uma bela paisagem com o Morro do Juquerí, à sua margem direita, e a Serra da Cantareira à sua esquerda. 


Sua grande extensão a torna uma boa opção para a prática do remo, em caiques ou canoas, assim como da vela em pranchas de windsurf e pequenos veleiros


O acesso a ela se dá pela Rodovia SP23 (Mairiporã-Franco da Rocha), que segue próximo a represa, pela margem esquerda, dando, em certos pontos, acesso às suas margens. 

Pela margem direita segue a Estrada da Caceia, uma estradinha de terra em meio a mata que vai contornando a represa, além de dar acesso aoMirante do Lello, no Morro do Juquerí, um ótimo lugar para se seguir em uma mountaibike ou em um trekking. O mirante fica a cerca de 10 km do centro e oferece uma bela vista da represa.


O ponto culminante no Morro do Juquerí é o Pico do Olho d Águaque fica a 4 km do centro, no Bairro Ecológico Sierra Madre, com acesso pela Alameda Dr. Alípio Leme e Av. Ecológica do Pico Olho d Água. 


Do alto de seus cerca de 1000 m de altitude se tem uma ampla vista panorâmica que abrange a cidade, a represa e todo o vale do Rio Juquerí, com as montanhas ao redor. 


Lá de cima partem as trilhas do Urubu e da Saracura, que seguem morro abaixo com vários obstáculos naturais, proporcionando um downhill bastante técnico e com trechos rápidos, sendo também uma boa opção para um trekking. O pico tem também uma rampa natural de Vôo Livre.


Acompanhando o Vale do Juquerí, rio acima, agora do lado direito da Rod. Fernão Dias (de quem vem de São Paulo), rumo norte-nordeste, encontram-se vários caminhos em estradinhas de terra e trilhas ideais para serem percorridas em um veículo 4x4 , umamoto, ou de mountaibike, caminhos que percorrem o vale do rio e depois seguem pelas montanhas levando até a Pedra do Coração, no caminho para Bom Jesus dos Perdões, e até a Pedra Grande, em Atibaia. 


A maioria destes caminhos passa pela Estrada do Rio Acima-Margem Direita, uma estrada de terra que acompanha o rio até aBarragem Sete Quedas, a primeira barragem no Rio Juquerí, que forma uma forte corrente na saída, oferecendo um belo visual em conjunto com os morros ao seu redor. 
,

Um pouco mais a frente fica a Ponte Amarela, uma ponte metálica de pedestres, pintada de amarelo, que serve também de trampolim de salto, e próximo a Ponte, a Cachoeira da Ponte Amarela, com acesso fácil através de uma pequena trilha que começa na estrada.


Seguindo-se além do lago formado pela Barragem Sete Quedas chega-se ao Túnel 5, é ali a origem do canal do Rio Juquerí, com as águas trazidas pelo túnel, da Barragem do Rio Atibainha.    

 GUARULHOS 26 DE JANEIRO 2015


DENUNCIA PARTE II 
RENATO  SANTOS 

SABESP + BARRAGEM PAULO DE PAIVA CASTRO = EMPRESAS QUE CONSOME POR MÊS 1,9 milhão de m³/ mês de  água tratada www.gazetacentral.blogspot.com.br pagina 9 

1) QUEREMOS A LISTAGEM DESSAS  EMPRESAS QUE ESTA NA LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011. 

2) ERRO POR  CAUSA  DAS DECISÕES  DO  GOVERNADOR  GERALDO  Alckmin (PSDB), e POR SUAS ELEIÇÕES: ELES JA  SABIAM QUE IA  FALTAR  AGUA  EM  SÃO PAULO: 

3) A  BARRAGEM  DE PAULO DE  PAIVA CASTRO ESTA SERVINDO AS  EMPRESAS E  NÃO A POPULAÇÃO 

4) Com essas declarações DILMA PENA, cai por terra todo o discurso do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que sempre afirmou não haver racionamento. 




O  que  pode  te  levado a  essa  situação, bom  dois  de  vários  setores, mas  um com certeza foi a  estupidez  do  próprio  PSDB  (  O PSDB, partido do governador do Estado, informou que notificaria a justiça eleitoral contra o Instituto Data PopularXXI, por causa da pesquisa de opinião sobre a falta de água – para o partido, a pesquisa tem “nítida natureza eleitoral” uma vez que pode impactar o resultado das eleições para governador através da avaliação dos serviços públicos estaduais, conforme matéria da Folha de São Paulo.) 

Essa  atitude  demonstra  ser  uma  covardia  em  nome  de  pesquisas  eleitorais, deixar de passa  informações  necessárias  por  causa da  reeleição de um  governador  incapaz de resolver a  situação  presente e  até  mesmo  alertar  seus  cidadães  para  não  ficarem  no prejuízo.

Mas  não  foi  só isso, existe  empresas  que  consome  1,9  milhões de m3 /mês, a qual a SABESP    não quer  divulgar, não respeita  as  leis  do Brasil. 


Embora a Lei de Acesso à Informação (LAI) determine, já no seu primeiro artigo, que toda a administração pública está sujeita a ela, incluindo “autarquias, fundações públicas, empresas públicas, sociedades de economia mista e demais entidades” a Sabesp parece se considerar uma exceção.


“O direito à privacidade, assim como o direito à informação, é um direito humano e tem certos critérios para ser aplicado. Não existe direito à privacidade de uma empresa, de pessoa jurídica”

A posição da Sabesp não leva em conta a sujeição da empresa à Lei de Acesso. “A regra é o acesso à informação, a abertura dos documentos públicos e contratos. A exceção é o sigilo, e somente nos casos previstos na lei, nenhuma outra hipótese seria possível. Como a Sabesp é uma empresa de economia mista, está enquadrada no artigo primeiro, não tem como fugir disso”.

A Sabesp também alega risco de prejuízo às empresas contratantes. “As informações solicitadas que se referem a um dos segmentos de mercado atendido pela Sabesp, podem apresentar uma vulnerabilidade, tais como perdas financeiras e ameaças à realização de seus objetivos”. 

Mas esse argumento também não se justifica,  “Estamos falando de contratos públicos já que a empresa por vontade própria estabeleceu uma relação jurídica com um órgão público. A partir do momento em que ela firmou esse contrato de demanda firme com a Sabesp, [o contrato] está sujeito à lei da transparência”. A disponibilidade de contratos dessa natureza é fundamental “para que se tenha acesso à forma como esses órgãos administram os recursos públicos – no caso, a água”.

Agora  vemos o que  acontece na  barragem de  PAULO DE PAIVA CASTRO, não estou aqui afirmando, mas, existe  uma situação  que precisa de uma resposta, por que  essa barragem esta fechada e qual a finalidade  dela,   contra fatos senhor  GOVERNADOR  não  existe argumentos, sabemos o que povo  ta  tomando  lodo em vez de  água.

O programa prevê um consumo mínimo de água. Se o cliente consumir menos, pagará o valor completo de todo jeito. Se ultrapassar a quantidade acordada, paga a diferença. Ou seja, a empresa é penalizada se economizar, e é instada a usar mais água, já que pagará de qualquer forma. 

Outro problema nesse tipo de contrato é que a Sabesp exige exclusividade de fornecimento. Uma reportagem do Valor Econômico mostrou que um centro comercial na zona oeste de São Paulo foi forçado a abandonar dois poços artesianos para receber apenas água da Sabesp, em troca do desconto na conta.
As taxas cobradas não estão disponíveis no site da Sabesp. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa afirmou apenas que “cada contrato tem sua característica própria” e “as informações são confidenciais”. De acordo com os dados do Plano Estadual de Recursos Hídricos 2004-2007, o setor industrial respondia por 30,4% do consumo de água no estado.

A Sabesp finalmente reviu essa obrigação de consumo mínimo em março do ano passado, depois do agravamento da crise hídrica. Em 29 de dezembro, durante uma audiência na Arcesp, chegou a anunciar a intenção de isentar os clientes dos contratos de demanda firme da sobretaxa dos consumidores que aumentarem o consumo em relação à média do ano anterior – afinal liberada pelo TJ para vigorar neste janeiro. Depois da repercussão negativa já no dia seguinte nos jornais, as grandes clientes foram incluídas na sobretaxa. Mas os descontos previstos pelos contratos de demanda firme continuam a vigorar.

Esses contratos não levam em conta que a água é um bem escasso e é muito importante que sejam conhecidos pela população. “Muitas vezes os contratantes são prestadores de serviços para as pessoas, como supermercados, academia de ginásticas; com a crise há um interesse ainda maior em relação a como a água é consumida”. 
Além disso, eu destaco que “a postura da Sabesp e do governo do Estado, de ausência de informações claras e de canais mais amplos de diálogo com a sociedade, até contribuiu para piorar a crise”.
OUTRO  FATO  ELEIÇÕES PESOU :  Uma gravação de áudio, feita em reunião que contava com a presidente da Sabesp, Dilma Pena, mostra que uma “orientação superior” barrou a estatal de alertar a população de São Paulo sobre a gravidade da crise hídrica e a necessidade de se economizar água no Estado. 

A conversa teria sido gravada neste ano em um encontro da diretoria da Sabesp, do qual participava também o diretor metropolitano da empresa, Paulo Massato. O estado de São Paulo passa por uma crise de abastecimento que assola cidades do interior e regiões da capital paulista.
SEGUE A  TRANSCRIÇÃO  DO  AUDIO " “A gente tem que seguir orientação…A orientação não tem sido essa, mas é um erro. Tenho consciência absoluta e falo para pessoas com quem converso sobre esse tema, mesmo meus superiores, acho um erro essa administração da comunicação dos funcionários da Sabesp, que são responsáveis por manter o abastecimento, com os clientes”, afirmou Dilma Pena.
A presidenta da Sabesp, durante todo o áudio, faz questão de demonstrar que estaria em desacordo com o que os “superiores” estão fazendo. “A Sabesp tem estado muito pouco na mídia, acho que é um erro. Nós tínhamos que estar na mídia, com os superintendes locais, nas rádios comunitárias, Paulo [Massato] falando, eu falando, o Marcel falando, todos falando, com um tema repetido, um monopólio: ‘Cidadão, economize água’.”
Também participou da reunião o diretor metropolitano da Sabesp, Paulo Massato, que causou polêmica quando disse, no último dia 25 de maio, na Câmara Municipal de São Paulo, que ia “distribuir água de canequinha em São Paulo.
Massato é mais alarmista e prevê o pior, caso não chova. “Essa é uma agonia, uma preocupação. Alguém brincou aqui, mas é uma brincadeira séria. Vamos dar férias [inaudível]. Saiam de São Paulo, porque aqui não tem água, não vai ter água pra banho, pra limpeza da casa, quem puder compra garrafa, água mineral. Quem não puder, vai tomar banho na casa da mãe lá em Santos, Ubatuba, Águas de São Pedro, sei lá, aqui não vai ter.”
Com as declarações de Dilma Pena, cai por terra todo o discurso do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que sempre afirmou não haver racionamento e nem motivo para tanto. Fica absolutamente claro que o tucano não foi honesto com a população para não se prejudicar nas urnas, alienando os paulistas que lhe confiaram o voto da tragédia que provavelmente vão  viver.

A assessoria de comunicação da Sabesp procurou o blogue e enviou a nota abaixo:
NOTA DA SABESP

1) O objetivo da reunião operacional foi de ampliar ao máximo as ações de comunicação para o uso racional da água junto aos funcionários da companhia. Vale destacar que a comunicação da Sabesp é feita de forma autônoma. E as decisões ocorrem no âmbito da companhia. Naquele momento, a diretoria da Sabesp discutia com o conselho de administração da companhia (órgão superior) a estratégia de comunicação.

2) Também naquele momento a diretiva era diminuir ao máximo a dependência do Sistema Cantareira. O contexto era de convencer, de forma contundente, os gerentes operacionais da companhia da necessidade de redução. A estratégia tem dado certo. A dependência do Cantareira diminuiu de 9 milhões para 6,5 milhões de pessoas, uma redução de cerca de 30%.

Na sequência, a própria presidente da estatal afirma que a empresa deveria estar mais na mídia para avisar, o tempo todo, de que é preciso economizar água. “A Sabesp tem estado muito pouco na mídia, acho que é um erro. Nós tínhamos que estar na mídia, com os superintendes locais, nas rádios comunitárias, Paulo [Massato] falando, eu falando, o Marcel falando, todos falando, com um tema repetido, um monopólio: ‘Cidadão, economize água’.”
Em seguida, o diretor metropolitano diz de forma enfática que vai acabar a água no Estado e que os moradores deveriam ir para outras regiões se pudessem. “Essa é uma agonia, uma preocupação. Alguém brincou aqui, mas é uma brincadeira séria. Vamos dar férias [inaudível]. Saiam de São Paulo, porque aqui não tem água, não vai ter água para banho, pra limpeza da casa, quem puder compra garrafa, água mineral. Quem não puder, vai tomar banho na casa da mãe lá em Santos, Ubatuba, Águas de São Pedro, sei lá, aqui não vai ter”, conclui Massato.


GAZETA CENTRAL 26  DE JANEIRO DE 2015

                                   OUTRA REPRESA  CHEIA  PARAIBUNA 

A represa de Paraibuna é um importante reservatório de água localizada no Vale do Paraíba. Foi idealizada na década de 1970, em função do elevado crescimento populacional e para o atendimento sócio-econômico regional. É utilizada para a geração de energia elétrica pela Usina Hidrelétrica de Paraibuna, sendo também chamada de represa da Companhia Energética de São Paulo (CESP). Mas a principal finalidade da represa de Paraibuna é regular a vazão do Rio Paraíba do Sul, responsável pelo fornecimento de água para várias cidades do Vale do Paraíba e do Estado do Rio de Janeiro.

A represa de Paraibuna tem uma característica que a difere da maioria das represas existentes no país. Normalmente uma represa é feita pelo represamento de um rio, já a represa de Paraibuna foi construída com represamento dos rios Paraibuna e Paraitinga, além de seus afluentes, rio Lourenço Velho e rio do Peixe.
Quem passa pela SP-99 - Rodovia dos Tamoios em direção ao litoral, não pode imaginar o mar de água doce que está ao seu lado. Apenas em quatro pontos, é possível se vislumbrar um pouco dessa água. Mas a realidade é que, adentrando pelo lago, sua extensão espanta. São tantas entradas de águas pelos grotões da serra que sua extensão chega a 760 km de perímetro e 204 ilhas nativas catalogadas.
Por ser um paraíso de água limpa, a represa de Paraibuna que chegou a ganhar o referendo da Eco 92 como a represa mais bem conservada ecologicamente do Brasil.

Para os praticantes de esportes aquáticos e pescadores, a represa de Paraibuna é um lugar ideal, além de ser também um paraíso para a prática do mountain bike, pois em meio a essa beleza encravada na Mata Atlântica existe um emaranhado de estradinhas de terra, algumas vezes sendo necessário fazer travessias de balsas, que unem uma cidade à outra ou formam circuitos para pedaladas das mais variadas opções.
AGUA DOCE  DO  RIO  PARAÍBA DO SUL É  JOGADO  NO OCEANO ATLANTICO

O rio Paraíba do Sul é um rio brasileiro que banha os estados de São PauloRio de Janeiro e Minas Gerais. O rio atravessa a conhecida região sócio-econômica do Vale do Paraíba, sendo o rio mais importante do estado do Rio de Janeiro.

O rio Paraíba do Sul é formado pela confluência dos rios Paraitinga e Paraibuna.
Considerando sua nascente mais afastada da foz, o rio Paraíba do Sul nasce na Serra da Bocaina, no Estado de São Paulo, com o nome de rio Paraitinga, recebendo o nome rio Paraíba do Sul na confluência com o Paraibuna, na Represa de Paraibuna. Perfaz um percurso total de 1.137 km1 , desde a nascente do rio Paraitinga até a foz em Atafona (São João da Barra), no Norte Fluminense.
Os principais afluentes do rio Paraíba do Sul são o Jaguari, o Buquira, o Paraibuna, o Piabanha, o Pomba e o Muriaé. Esses dois últimos são os maiores e deságuam, respectivamente, a 140 e a 50 quilômetros da foz. Entre os sub-afluentes, está o rio Carangola, importante rio da bacia do rio Paraíba do Sul, posto que serve a duas unidades da federação, o Estado de Minas Gerais e o Estado do Rio de Janeiro.
Foi neste rio que encontraram a estátua de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em meados de 1717.

Sucessor do rio Paraibuna, nasce a partir da fusão das águas do rio Paraitinga com as águas represadas do Rio Paraibuna. A represa onde há esse fusão está localizada no município de mesmo nome, Paraibuna. O Paraíba segue seu curso após a barragem da usina hidrelétrica paraibunense.
Rio Paraíba do Sul possui um outro afluente também denominado Rio Paraibuna, que banha os estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, que é confundido com o Paraibuna paulista.

Da barragem do município de Paraibuna, segue para oeste. Em Guararema, muda de direção, fluindo para o norte. De Jacareí, segue para a divisa de São Paulo com o Rio de Janeiro. Na sequência, próximo à cidade de Três Rios, passa a acompanhar a divisa com o estado de Minas Gerais até as proximidades dePirapitinga, onde adentra definitivamente o Estado do Rio de Janeiro e o atravessa até desaguar no Oceano Atlântico.


A bacia do rio Paraíba do Sul tem uma área de 56.500 km², abrangendo não só as regiões do Vale do Paraíba Paulista e Fluminense, mas também o Noroeste Fluminense e grande parte da Zona da Mata Mineira. O território da bacia banha 88 municípios em Minas Gerais, 57 no Rio de Janeiro e 39 em São Paulo.
Trata-se de território quase completamente antrópico, com a Mata Atlântica original restrita a parques e reservas florestais. O próprio rio tem seu curso marcado por sucessivas represas, destinadas à provisão de água eeletricidade para as populações da bacia e também da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Em razão disso, o rio encontra-se hoje em estado ecológico crítico, com margens assoreadas e 40% da sua vazão desviada para o Rio Guandu. Suas águas também são utilizadas para abastecimento industrial, preservação da flora e da fauna e disposição final de esgotos.

Trecho do Paraíba do Sul cortando o município fluminense de Barra Mansa.
A bacia do rio Paraíba do Sul tem como principais atividades econômicas os setores industrial e de agropecuária. O médio vale do Paraíba foi a primeira grande região produtora de café no Brasil, com a economia baseada em latifúndios e no trabalho escravo. Com a perda da primazia na produção cafeeira para o oeste paulista, seguiu-se uma estagnação econômica, sucedida por sua vez, a partir da fundação da Companhia Siderúrgica Nacional, por um processo de industrialização que fez do vale uma das maiores regiões industriais do país.

A industrialização se concentrou na parte alta do vale, sendo mais relacionada à linha principal da Estrada de Ferro Central do Brasil, ligando o Rio de Janeiro a São Paulo, do que ao rio Paraíba propriamente dito, deixando de lado boa parte da região de desenvolvimento cafeeiro, principalmente as fazendas mais afastadas da ferrovia, depois suplantada em importância pela Rodovia Presidente Dutra.

O Rio Paraíba do Sul recebe atualmente o esgoto da maioria dos municípios pelos quais passa. Um estudo recente desenvolvido pela Universidade de Taubaté (UNITAU) revelou que o rio possui um alto nível de poluentes, que apresentam riscos de danos genéticos e de câncer em organismos aquáticos e humanos.
A pesquisa abrangeu a coleta e a análise de amostras de água, no período de três anos, nos municípios deTremembé e Aparecida, que são as áreas mais poluídas do trecho paulista. Os resultados apontaram para a presença de substâncias que são tóxicas às células, como metais pesados (principalmente alumínio e ferro),inseticidas e herbicidas, substâncias danosas ao ecossistema. Seu efeito principal é a perda de diversidade biológica no rio. No homem, por meio da Magnificação trófica, pode causar patologias, chegando a casos de câncer.
Dentre os agentes poluidores, como os resíduos industriais, extrativistas, da pecuária e da agricultura, existem os danos causados pela extração mineral de areia, que altera o curso do rio, derruba suas matas ciliares além de causar maior assoreamento, contribuindo assim para uma menor navegabilidade, para uma menor vazão de água (o problema das enchentes), o que dificulta a recuperação do rio em todo o seu curso, contudo, estudos apontam como sendo o problema mais preocupante o esgoto urbano.


GAZETA CENTRAL 27 DE JANEIRO DE 2015


CARTEL DE  SÓS  DIOSDADO  CABELLO :  NICOLAS MADURO : E  O MONOPÓLIO DE DROGAS  ENTRE  A  VENEZUELA  E  CUBA 




A preparação de uma acusação contra Diosdado Cabello, presidente da Assembléia Nacional da Venezuela e número dois de chavism, acelerou no Ministério federal dos EUA com a chegada ontem a Washington, como uma testemunha protegida por Leamsy Salazar, quem era o chefe da segurança do cabelo até sua saída de Caracas em dezembro.

Membro da casa militar, responsável pela guarda presidencial, Salazar foi quase dez anos, chefe de segurança e assistente pessoal de Hugo Chávez. Após sua morte, seus serviços foram exigidos pelo Presidente da Assembleia Nacional, que também exerceu assistente pessoal. 

Salazar é o ativo militar de patente superior (Tenente-Comandante, comparável ao comandante), que rompe com o chavismo ao cobrado nos Estados Unidos de práticas criminosas da alta hierarquia do país, especialmente relacionado ao tráfico de drogas.

Cartel dos sóis

De acordo com fontes próximas à investigação aberta pela Federal do escritório do promotor do distrito sul de Nova York, Salazar denunciou que o Presidente da Assembleia Nacional é o líder do cartel dos sóis e, portanto, opera o narco-estado em que Chávez se tornou a Venezuela. Salazar também ligada à Cuba na proteção e assistência de algumas rotas de tráfico de drogas que partem da Venezuela e de cabeça para EUA

O cartel dos sóis, composto basicamente de militares (seu nome vem do emblema que uniforme venezuelano faz as dragonas dos generais), tem o monopólio no tráfico de drogas no Venezuela. 

Este é produzido pela guerrilha colombiana das FARC e transportada para o seu destino nos Estados Unidos e na Europa por pontos de cartéis mexicanos basicamente. 

Os números internacionais mais recentes indicam que passando cinco toneladas semanais de estupefacientes pela Venezuela. 90% dos medicamentos produzidos pela Colômbia, através do território venezuelano.

Como assistente no acompanhamento permanente do cabelo, Salazar foi testemunha de situações e conversas incriminatórias que ao Presidente da Assembleia Nacional. Em particular, ele viu dar ordens diretas para a partida dos barcos carregados com toneladas de cocaína e forneceu provas sobre os lugares onde são armazenadas montanhas de dólares em dinheiro do negócio ilícito, de acordo com fontes com conhecimento da pesquisa, realizadas pela administração para o controle de drogas (DEA por sua sigla em inglês) dos EUA

Precisamente, o passado de que 11 de dezembro foi preso no terminal marítimo em Puerto Cabello, o mais importante da Venezuela, um caminhão repleto de cerca de 10 milhões de dólares em dinheiro. 

Transporte veio dos EUA e há especulações de que poderia ser um pagamento recebido de drogas. Qualquer falha na organização teria levado a sua descoberta e denúncia.

Dias mais tarde, em seu programa de televisão semanal, em vez de adicionado às suspeitas de que o dinheiro estava relacionada com a droga, o Presidente da Assembleia Nacional colocar esforço especial acusando a oposição política como destinatário dos pacotes de notas, sem fornecer qualquer prova.

Cabelo, militar formação, cultivou a liderança entre os anexos Chávez das forças armadas, mas o passo dado por Salazar de carreira respeitada e folha de serviço, pode reduzir sua base de apoio no quartel. O capitão não estava envolvido em qualquer atividade criminosa, o que reforça o valor do testemunho dele.

Em suas revelações, o comando da casa militar também implica Tareck el Aissami, governador do estado de Aragua e redes relacionadas ao islâmico e José David Cabello, superintendente do Seniat (Agência fiscal e aduaneiro) e Ministro da indústria, que é o irmão do Presidente da Assembleia Nacional. José David Cabello seria responsável pelas finanças do cartel dos sóis. 

Salazar designa como instância para lavagem de dinheiro da empresa nacional de petróleo, PDVSA, cujo presidente entre 2004 e 2014, Rafael Ramírez, foi nomeada em dezembro embaixador ao Conselho de segurança da ONU.

Seu testemunho, em conformidade com os citado fontes próximas à investigação, muitas das informações fornecidas no seu dia a DEA Eladio Aponte ratificou, ele era chefe da câmara Criminal da corte suprema da Venezuela e em 2012, fugiu para os Estados Unidos como uma testemunha protegida.

O caso contra Diosdado Cabello está intimamente ligado com a acusação, anunciada no ano passado pelo Ministério público federal em Nova York e Miami contra o general Hugo Carvajal venezuelano, para uma cabeça de longo tempo da direção de inteligência militar. 

O anúncio foi feito quando Carvajal, alias "o frango", foi preso em julho na ilha holandesa de Aruba, vizinhos Venezuela, a pedido dos Estados Unidos, que exigia a sua extradição. 


O caso contra Diosdado Cabello está intimamente ligado com a acusação, anunciada no ano passado pelo Ministério público federal em Nova York e Miami contra o general Hugo Carvajal venezuelano, para uma cabeça de longo tempo da direção de inteligência militar. 



O anúncio foi feito quando Carvajal, alias "o frango", foi preso em julho na ilha holandesa de Aruba, vizinhos Venezuela, a pedido dos Estados Unidos, que exigia a sua extradição. 



No entanto, Aruba permitiu a execução do general, por pressão do governo de Maduro. Tinha sido considerado Carvajal grande operador do cartel dos sóis, mas Salazar informação coloca ordens de cabelo «galinha».

No que se refere a ligação de Havana, Salazar teria mencionado a aeronave PDVSA uso regular para transportar drogas em voos elaborados pelo filho do Chavez e do filho que foi embaixador de Cuba em Caracas até 2009, Germán Sánchez Otero, com a conivência desta e de outras autoridades cubanas. Eles teriam sido transporte com destino final para os EUA

Relacionados com a investigação fontes especulam que Sanchez Otero, de grande harmonia com Chavez, foi retirado do cargo de embaixador a seguir é descoberto um cache em um desses vôos, algo que provou ser embaraçoso para o regime de Fidel Castro. O filho do embaixador, que na ocasião estava viajando sozinho, foi preso, enquanto que de Chávez passou por vício de reabilitação.

GAZETA CENTRAL,27 DE JANEIRO DE 2015


         WASHINGTON  NÃO RECONHECE  NICOLAS  MADURO  COMO PRESIDENTE
            E  RUSSIA  E  PAÍSES  ARÁBES  NEGAM  RECURSOS  FINANCEIROS


Depois  das  visitas  dos  ex presidentes  dos Países da  América  Latina  ter  visitado a LEOPOLDO LOPES, e  serem proibidos de  entrar  na carceragem de  RAMO  VERDE  e ser  chamados  de  traficantes  pelo NICOLAS MADURO, a  situação  do  mesmo  só piorou NICOLAS  MADURO  não  tem reconhecimento  como  chefe de  Estado, continuará  com  seus  bens bloqueados  e  impedido  de  buscar  qualquer  ajuda financeira  para  ele  e  seu País. E  ainda  mente  para  o povo  venezuelano  o que ele pediu  aos Países  como  RUSSIA, CHINA, e  PAISES ARÁBES, a unica resposta  que  ele obteve  foi  da CHINA  deste que  ele  entra  praticamente  os  recursos  do PAÍS  para ELES  COMO  FORMA  DE  PAGAMENTO.


Nicolas Maduro tem urgência para terminar sua legitimidade internacional e então irreversivelmente precisa dos Estados Unidos, então abrigo agora Edward Snowden, o ex-empregado fugitivo dos E.U. CIA e NSA, seria mais do que 'furando um pontapé nos tomates'. Quando Maduro e seu Ministro dos negócios estrangeiros Elías Jaua, dizer que Venezuela está aberto a um pedido de asilo de Snowden, eles fazê-lo à Galeria Bolivariana, mas dentro de casa, sei que um confronto com os Estados Unidos causaria a Washington para reabrir a questão da legitimidade eleitoral do Maduro, que este e Cuba tem tanto custo-os resolver. Rafael Correa do Equador pode jogar para ganhar 'anti-imperialista' perfil; Isso é algo que agora Maduro não pode comprar: claramente tem outra prioridade.

DO JORRO NO TSJ. 

A decisão, há uma semana, a câmara constitucional do Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela levar Sim ('avocamiento') as causas do desafio eleitoral apresentado pela oposição, antes das eleições mostra pressa que ele digitou para Maduro para fechar definitivamente a questionar sobre sua legitimidade. 

Sempre acreditei que o Presidente proclamado lhe interessava cansativo a oposição com um eterno desafios de processamento no TSJ. Mas internacional eco encontrado por reclamações - maiores do que o esperado e que manteve a pressão para amadurecer por alguns meses - e a dificuldade que foi adicionada para a grave situação económica (hora do fechamento do crédito torneira da China e de outros investidores relutantes) está agora em andamento para aplicar o direto. 

Assim, a câmara constitucional agrupou-se sete casos em um único, permitindo que você insira considerações menos e também acelerar a resposta. Sua decisão, que ninguém duvida que vai ser a favor do governo, por alinhamento político conhecido do TSJ (e o Conselho Nacional Eleitoral), já não será revogável por não superior instância nacional.

UMA INSTRUÇÃO PARA NÓS. 

Para Estados Unidos basta-lhe para Caracas submeter esse ponto final..--mesmo que a causa vem aos tribunais internacionais..--para fechar a questão diplomática do Maduro. 

Washington tem evitado o reconhecimento formal do novo Presidente, dando tempo para etapa eleitoral falsidade abriu, mas enquanto oscilação já madura e tendo uma aceitação indefesa da situação pela oposição, a administração de Obama quer virar a página. 

O Tribunal Constitucional justificada sua avocamiento, porque pode haver evidência de que havia graves irregularidades eleitorais: este "prêmio" de vocabulário irá reforçar previamente determinada frase 'não', fingindo ter levado a sério os argumentos da oposição. E um julgamento, portanto, serve para nós.



GAZETA CENTRAL, 29  DE DE  2015


O mundo  do crime  não  tem fronteira  mesmo, nem mesmo  respeito  pela  a  vida das  pessoas, mas  como  diz  uma musica  POVO MARCADO  POVO  FELIZ.

Alguns símbolos são bem conhecidos, como palhaços, magos e duende; outros são inusitados como o Papaleguas e Taz Mania


Há pelo menos 10 anos, o capitão da Polícia Militar baiana Alden dos Santos se dedica a traduzir os significados destas e outras imagens desenhadas nos corpos de presos e suspeitos de crimes no Brasil e no exterior. Seu estudo sobre os significados das tatuagens gerou uma cartilha, adotada oficialmente como apoio a investigações pela PM da Bahia. O que  ninguém  imaginava  que  também marcam  suas  mulheres e  namoradas  para  ter  a certeza  de qual  grupo  pertencem.


Essas  tatuagem  tem significados , vejamos os presos que possuí esse tipo de tatuagem, provavelmente, pratica grandes roubos em quadrilhas



"Foram detalhados os significados de 36 imagens associadas a crimes específicos", diz o capitão. "Muitas delas, além de se repetirem em todo o país, aparecem nos mesmos padrões em países como Estados Unidos, Rússia e locais na Europa."

Além de símbolos mais conhecidos, como palhaços (associados a roubo e morte de policiais), magos ou duendes (comuns entre traficantes), a pesquisa identificou recorrência inusitada de personagens infantis, como o "Diabo da Tasmânia", o "Papa-léguas" e o "Saci-Pererê".






O demônio da tasmania Taz é frequentemente usado por presos que praticam arrastões

O primeiro sugeriria envolvimento com furto ou roubo, principalmente arrastões. Já o Papa-léguas - ou sua variação mais comum, o "Ligeirinho"- indicaria criminosos que usam motocicletas para o transporte de drogas.
Foi pelas redes sociais que a pesquisa de Alden encontrou popularidade: mais de 5 mil pessoas acompanham suas postagens no Facebook sobre supostas conexões entre crimes e tatuagens, além de casos policiais não registrados pela grande mídia.
Pelo YouTube, os vídeo publicados pelo PM já foram vistos mais de 600 mil visualizações. O resultado final do estudo já foi baixado pela internet por mais de um milhão de pessoas.
Estigmatização?
Aproximadamente 50 mil documentos e fotos foram coletados pelo PM: eles vêm de presídios e delegacias, institutos médicos legais, jornais, revistas e redes sociais - tudo isso somado a raras entrevistas com detentos de prisões baianas.
"As principais informações infelizmente não vieram dos presos em si. Há um forte código de silêncio. As conclusões vieram mais pelo cruzamento de dados", diz. Ele explica: "Levantamos, por exemplo, todos os presos que tinham tatuagem do Coringa e cruzamos com suas sentenças. Havia um padrão claro em seus delitos."






O boneco assassino Chuck pode indicar que o preso matou policiais

















O boneco assassino Chuck pode indicar que o preso matou policiais

"Portadores desta tatuagem demonstram frieza e desprezo pela própria vida", explica o PM. "A maioria parece absorver as características deste personagem - insano, sarcástico, vida louca. Normalmente não se entregam fácil e partem para a violência."
Questionado sobre a estigmatização que a pesquisa poderia provocar sobre quem tem imagens pelo corpo, o policial militar diz deixar claro que cidadãos "nunca poderão ser abordados somente por apresentarem tatuagens descritas na cartilha".



GUARULHOS  31  DE JANEIRO  DE  2015


GAZETA CENTRAL E IRBING INTERNACIONAL
EM  CONJUNTO  LA PATILHA

DENUNCIAM  CONEXÃO DE  DROGAS, EXPLORAÇÃO DE CRIANÇAS, ASSASSINATOS ENTRE  VENEZUELA, BRUXELAS,  BELEZAS E SEGREDOS,  USOS  DE  AVIÕES DE PASSAGEIROS  DAS  EMPRESAS  INTERNACIONAL PARA TRAFICOS DE DROGAS PARA  O BRASIL, COLOMBIA, HASBOLLAH, ESTADOS UNIDOS E  PAÍSES COMO ESPANHA, FRANÇA,ITÁLIA E ÁRABES  PARA ARMAS, E MUNIÇÕES  PARA SUSTENTAR  OS GUERRILHEIROS DA  AS FARC, QUE ESTÃO NA GNB ( GUARDA NACIONAL BOLIVARIANA DIOSDATO CABELLO E POLITICOS  NO BRASIL

Uma peça piloto envolveu-se com os barões da droga venezuelana

Também existem muitos lugares que oferecem a melhor proteção contra o crime do que um aeroporto internacional. Com todas as câmeras, seguranças e scanners, há muito a fazer coisas ilegais. Além disso, todos os passageiros estão registrados, todos os pilotos vão através de scanners e cada mulher de limpeza está sujeita a controlos de segurança.

Aeroporto de Valencia, a terceira maior cidade da Venezuela, também é patrulhado pelo comando da guarda nacional Bolivariana 24. Passageiros de acordo seu desprezo por esse corpo, tornando as queixas e alegações em fóruns de Internet. Alguns passageiros dizem ter sido requisitado três vezes antes de embarcar seus voos. O serviço secreto venezuelano também tem agentes estacionados no aeroporto da cidade.

Karl Lückert (nome foi alterado por razões de segurança) só pode sorrir ironicamente para o esforço de segurança enorme. Assim que desembarcou em Valencia como o piloto de uma empresa privada de que frequentemente jet reservada para diretores de empresas, estrelas e milionários. Em agosto de 2012, que pousou no Arturo Michelena pelo que você pensou que seria uma viagem de rotina e curta paragem. Mas as coisas aconteceram de forma diferente. Tão diferente que nos dias subseqüentes, foi confrontado com a escolha de perder suas vidas ou agir como um traficante de drogas. Na verdade, como resultado dessa escala, ele foi forçado a "queimar todas as pontes" para a vida que ele trouxe a esse ponto e assumir uma nova identidade. Agora, mais do que dois anos mais tarde, o homem que forçou Lückert no tráfico em breve poderá enfrentar acusações de tráfico de uma corte dos Estados Unidos.

Naquela noite em agosto dois anos atrás, tropas da guarda nacional, de repente, apareceu na aeronave Lückert próxima pista; o piloto lembra-se de frente para as armas de suas metralhadoras. Ele gritou: "não, não, não de bagagem não!" Mas as autoridades militares ignoraram e cobrado 47 sacos de plástico van branca no seu avião. Eles estavam cheios de cocaína. Seu co-piloto foi ameaçado de morte. E Lückert foi forçado a perceber que um segurança do aeroporto pode ser relativa.

Beleza e segredos

Karl Lückert gosta de descrever seu trabalho como um serviço de motorista. Seu avião, um Bombardier Global Express-branco, pode voar até 11,390 km (7,080 milhas) sem parar. A aeronave pode ser ajustada para um máximo de 19 passageiros e custa 30 milhões de euros. "Eu sou uma cabina, apenas no ar," ela diz.

Geralmente, este tipo de aeronave privada são alugados através de agências que se especializam em um mercado baseado na web, com rotas e Moscu-niza estão entre os mais populares. Mas em 2012, a Swiss charter voos empresa que emprega Lückert ganhado a guerra de licitação internacional para um emprego oferecido pela "princesa da aviação", uma empresa com sede em Beirute. A viagem de três dias foi ir de Marrocos para Trinidad e Tobago, no Caribe, depois para a Venezuela, antes de retornar ao Benim, África. O preço acordado foi de €186,000.

A Odisséia - reconstruída com a ajuda dos registros do interrogatório, os resultados da investigação da Polícia Criminal Federal Alemanha (BKA), a polícia libanesa e a Venezuela e com as próprias memórias do piloto - começa a 10 de agosto de 2012, em Casablanca, mas um passageiro a bordo: Ryma Taouk. Lückert descreve torres da Silva, que tinha 37 anos naquela época, como uma mulher "que atraiu a atenção", dizer era muito aberto, muito amigável e se vestir elegantemente.

Torres da Silva tem cidadania em ambos libaneses como australiano; imagens na Internet mostram uma mulher com cabelo coletado usando uma blusa branca. Apresenta-se como designer de interiores multi-premiada com escritórios em Beirute, Dubai e Sydney. Lückert "Googling" antes do vôo, uma prática comum entre os pilotos de aviões privados a fim de ser capaz de fazer um pouco de conversa durante o vôo.

Como o Bombardier sobe através do Atlântico, torres da Silva fala da vida em Beirute e ser parte da movimentação da festa lá. Na Venezuela, ela diz, seu amigo Eddy vai subir a bordo. E leva bem especialmente com a jovem anfitriã em grande parte vôo Trans-atlantico.


Aterragem suave

O primeiro atrito surge apenas quando eles pousam, como previsto na ilha de Tobago. Ryma Taouk quer passar a noite no Hilton, mas o hotel está localizado na ilha vizinha de Trinidad: torres da Silva aparentemente não percebe que Trinidad e Tobago são separados pela água. Além disso, ela não tem um visto de entrada ao país. "Estranho e mal organizado" Lückert pensa de si mesma. Mas clientes ricos não são raramente um pouco desamparados no mundo real, para que o piloto é responsável por torres da Silva, durante a noite no Hotel Coco Reef, que envia um Rolls-Royce para buscá-lo.

No dia seguinte, o avião com o número de registo 9 H-FED deixa Tobago às 21:55, hora local, a razão para esta parada de torres da Silva em Tobago não tem sido esclarecida. Durante os 90 minutos de voo para a Venezuela, aproximando-se do cockpit e fazer uma chamada do telefone por satélite, falando em árabe. O humor é bom e o pouso é suave.

Torres da Silva vem ao hotel enquanto Lückert é responsável pelo abastecimento, constatando com surpresa, um grande número de unificar de pé ao redor do avião. 20.000 litros então Lückert Parque do avião onde ele vai passar a noite e o pessoal fez o pedido inusitado para colocar a aeronave em um nível de 180.

Muito mais tarde, o piloto entenderia a razão para a ordem. A manobra significa que o carregamento da porta aviões agora já não é iluminado por luzes do aeroporto ou pode ser visto pelas câmeras de vigilância.

Um trabalhador de aeroporto acontece para Lückert um móvel celular e a voz do outro lado diz-lhe em inglês ruim para parar o avião abriu durante a noite e que um motorista estava esperando por ele para te levar para um hotel junto com sua tripulação.

Mas Lückert não aceitou. Para deixar o avião aberto, afinal, é uma violação dos protocolos de segurança, e também a equipe não quer dormir em um hotel. Afinal, seu itinerário exige saída 06 da manhã África durante a noite e preparar a aeronave para dormir também é muito simples. Que permite que a tripulação ter mais horas de sono. Pouco tempo depois, Ryma Taouk chama e tenta convencer a tripulação a dormir em um hotel. "Nós um pouco chateado tudo até o ponto de colocar-na pensar" Lückert recorda.



Nós estávamos completamente indefesas".

A tripulação sobe para dormir no avião, durante a noite. Mas eles não dormem por um longo tempo. Em aproximadamente 02:00, ouviu uma pancada na porta e, mais uma vez, há um homem ali, com um telefone celular. Bagagem está prestes a chegar, diz a voz do outro lado. "Não! "Não!" Lückert grita ao telefone.

Tudo começou a ir rapidamente depois disso. Dois, todos os veículos aparecem a terra escura e homens armados Abram as portas de carga da aeronave. "Pare!" grita Lückert, só então percebe que uma figura uniforme de camuflagem e com uma arma anexado na perna que vem dentro da cabine do compartimento de carga. "Não era o tipo de pessoa com quem falar", recorda Lückert.

O avião foi rapidamente preenchido com brancos sacos de tecido plástico, cada um impresso com uma cruz vermelha. "Foi como uma avalanche. Nós estávamos completamente indefesos, "diz Lückert.

Tudo leva cerca de 20 minutos para fazer aviões luxuosos embalado com sacos; Existem 47 deles, no salão, os assentos e o compartimento de carga. De seis a oito homens armados estão em pé na frente do jato. Torna-se claro para a equipe que não faz nenhum sentido, esperando que alguém venha em seu auxílio - que o mundo está em operação. "Todo o aeroporto parecia ter sido envolvido," diz Lückert. "Chamar a polícia local não era uma opção."

Assim que apareceram que os caminhões desaparecerem volta para a noite. Lückert chamado Eric Weisskopf, o CEO da carta da empresa, na Suíça. "Eric, as coisas ficaram totalmente fora de controle", diz Lückert. Mais uma vez, toque na porta e Lückert envia seu co-piloto para abrir. Ele retorna completamente pálido. Se eles estão agora, eles serão mortos, é a mensagem que traz. Lückert dar uma olhada através da janela traseira e vê que soldados armados com metralhadoras estão de pé nas asas. Só a pele fina de metal do avião separa-los 20.000 litros de combustível. "Foi construído para voar, não como um tanque," Lückert sussurra ao seu co-piloto.

"Nós esperávamos que alguém apareceu com uma câmera e dizer, ' Bienvenido à câmera candid '", recorda Lückert. Por um momento Lückert considerado tentando jogar malas da aeronave na pista pouco antes da decolagem. Mas considerou-se que eles poderiam ser capturados.

O aeroporto será fechado durante a noite e não há nenhuma avionesq que pode tirar ou aterragem entre meia noite e as 06:00 Lückert tenta chamar a torre, no entanto, ninguém responde. A trilha é iluminada apenas temporariamente e a tripulação não tem ideia de quanto a carga é pesada. Quando está completamente cheio de combustível, o avião pode levar até 2,2 toneladas de carga. Se os sacos são mais pesados do que isso, a faixa pode ser muito curta. Mas eles não têm escolha?

Lückert acelera, e às 02:26, a Bombardier decola. A carga parece ser bem equilibrado. Os Estados Unidos aparentemente sabe quantas sacas a aeronave pode transportar.



O inimigo em casa

O avião já está no ar e apenas um vôo de 10 minutos recebeu uma ligação de satélite. A voz, em inglês, disse que o avião deve continuar voando para que nada aconteça com a tripulação ", ou então suas famílias podem tê-los em casa." É uma ameaça para ser levado a sério. Os traficantes feitos é claro que, além do número de telefone via satélite, eles também sabem os detalhes do passaporte da tripulação, aos seus países de origem e seus endereços. Além disso, a anfitriã falou sobre sua vida privada Ryma Taouk.

O caos reina na sede da empresa na Suíça. Lembra da história do voo Air Luxor um avião cheio de drogas em Caracas, em 2004. A aeronave foi confiscada e o co-piloto passou anos em uma prisão venezuelana. É um cenário de horror para CEO Weisskopf, quem também está preocupado em perder o avião, possuído por um homem de negócios alemão.

A empresa baseia-se na Lückert "99 por cento". Mas há ainda que 1% de dúvida que a tripulação realmente poderia ser parte da trama. No sábado ele tornou-se domingo e Weisskopf é incapaz de atingir qualquer pessoa, o aeroporto de Zurique, que talvez possa ajudar. No Google, o número da Interpol é em Lyon. Uma resposta oficial e Weisskopf Obrigado pela informação. Mas não é chamado novamente para horas.

No cockpit do Global Express, o telefone não pára de tocar e voz quer saber a posição exata da aeronave. No início, a tripulação preocupado que a posição da aeronave também está sendo monitorizada desde o início.

No entanto, ninguém sabe que contêm sacos brancos. Zíperes estão garantidos com selos e a tripulação medo de abri-los. O que acontece se houver uma bomba escondida lá dentro? Além disso, estão preocupados se há explosivos a bordo, podia ser equipada com rastreadores GPS e programado para ser ativado se o voo é rota de vôo que foram intimados a seguir.

Enquanto isso, a Interpol ainda não responde, chamadas de telefone de satélite Ryma Taouk. Ela pede desculpas, diz que as coisas não saem conforme o planejado, e mais uma vez, ele diz o que sente. Lückert perde o controle e grita no telefone, acusando-o de arruinar a vida da tripulação. O piloto pensa de sua namorada e sua filha de quatro anos. Tripulação têm medo de que poderia ser morto quando eles pousam em seis horas. Torres da Silva diz que lückert só deve continuar a Benin, como você é ordenado a eles e que ela vai ficar no comando do que um espera do caminhão de combustível, e assim que eles executam o download da "mercadoria" pode continuar para a Europa.

A tripulação não acredita numa palavra que ele diz ou e pilotos estão considerando nem sequer tocar em África. Mas primeiro, suas famílias devem ser alertadas. O grupo chamado de suas casas e Lückert diz que a namorada para encontrar a filha e se esconder.

Mudança de curso

Finalmente, eles recebem uma chamada da Interpol na sede da empresa na Suíça. Os pesquisadores fizeram perguntas na Venezuela e disseram-lhe que a aeronave foi relatada como "roubado". A Interpol também adverte contra o desembarque em Benin, dizendo que seria difícil de remover o avião ou a tripulação fora do país. Finalmente, a polícia é enviadas para proteger as famílias dos membros da tripulação.

É hora de um plano B. Na sede da empresa, os especialistas estão ocupados para calcular até que ponto a aeronave pode voar com combustível que tem. De todos os destinos europeus, a ilha de Gran Canaria é o mais próximo. A Interpol está de acordo com um pouso nas Ilhas Canárias, com a promessa de proteção de testemunhas para a tripulação.


Lückert muda de curso e desliga o transmissor transmite informações de localização. De agora em diante, o avião é essencialmente invisível. O piloto também sobe a uma altitude de 14.000 m (46.000 pés) para limpar o espaço aéreo, que geralmente é usado por aviões. Quando os traficantes chamado pelo telefone para saber mais sobre sua localização, a tripulação lhes dá as coordenadas da rota planejada originalmente para a África.

A voz ao telefone diz ao piloto para mudar de rumo para Burkina Faso e dá os nomes de um número de aeroportos possíveis, a maioria deles pertencentes às forças armadas. Mas a Global Express pode pousar em todos os lugares. Ele tem uma envergadura de 30 metros e precisa pousar com segurança na pista de pelo menos 800 metros de comprimento. Além disso, a pista deve ser capaz de resistir a 45 toneladas.

Mais uma vez, Lückert passa através de uma variedade de diferentes opções com seu chefe, Weisskopf. O que acontece, por exemplo, simplesmente, transferindo a carga sobre o Atlântico? Portanto, a aeronave teria que voar em uma altitude muito baixa sobre o mar - e o combustível adicional necessário para a manobra pode ser feito inatingível para Gran Canaria. Além disso, um dos dois pilotos teria que abrir a porta para dentro, mas isso é o mais próximo os motores, o que poderiam levar a uma sucção forte. O risco é significativo, e a manobra poderia custar a vida de alguém. Além disso, e após a chegada no Las Palmas? Quando a polícia não os sacos a bordo, poderiam acusar a tripulação de ter entregue em algum lugar.

Durante a aproximação de Gran Canaria, o co-piloto no telefone por satélite. Quando o avião aterrissa, ainda há 45 minutos até o pouso planejada na África.


As autoridades espanholas em Las Palmas, após ter sido informado pela Interpol, estão esperando o jato com um contingente policial grande. Agentes mascarados de grupos de operações especiais de segurança atacaram o avião e levar a tripulação. O piloto, co-piloto e comissária tem sido acordados por horas e eles conseguiram enganar os traficantes, mas sua odisséia terminou em tudo. Primeiro, eles são levados para as células no aeroporto e então transferidos para a sede da polícia em Las Palmas.



Uma almofada de borracha para dormir

Pouco a pouco, a equipe começa a ser percebido que as coisas não estão indo otimamente em Espanha também. CoPilot compreende alguns espanhol e ouça a polícia disse: "Vamos dar as menores três ou quatro cervejas e seguro vai cantar como um canário". Os membros do grupo são vistos como suspeitos e estão trancados na solitária no porão, cada medição de dois por três metros. At barras de frente, estendendo-se do chão ao teto e não tem nenhuma luz de dia, nem casa de banho. É de 30 graus Celsius (86 graus Fahrenheit) no porão; cada um recebe uma almofada de borracha para dormir.

Os espanhóis estão orgulhosos de ter conseguido um "peixe gordo". Imprensa de impressão de imagens do avião com os sacos cheios de cocaína, empilhada em frente a ela. O jornal das Ilhas Canárias descreveu a operação como "uma das mais importantes operações antidrogas nas Ilhas Canárias." nos últimos anos Espanha é a crise económica e orçamentos reduziram-se em todas as partes. A polícia também tem que demitir pessoas. Um golpe espetacular assim é como maná do céu para a força de Las Palmas.

Até os dias atuais. Eric Weisskopf não consigo entender o que aconteceu em seguida. Todas as promessas feitas por contato pessoa a Interpol foram quebradas e as vítimas foram transformadas em possíveis autores. Por outro lado, o escritório do advogado atribuído a tripulação pouco podia fazer no início, disse arquivos relativos ao incidente foram classificados. Durante quatro semanas, não acontece nada. O juiz encarregado dos casos é a permissão para a maternidade e seu substituto não leva nenhuma ação.

Oito semanas depois da tripulação pousou em Las Palmas, a tripulação ainda atrás das grades e o avião ainda está preso na Espanha. A empresa está a perder dezenas de milhares de dólares por dia e o proprietário do jet está começando a irritar.

Na prisão com os abusadores de crianças

Volta na Venezuela, o ministro do Interior, Tareck El Aissami torna-se o centro das atenções. Diz que em uma conferência de imprensa convocada para discutir o caso onde que os funcionários responsáveis para fazer cumprir a lei declarou que o avião tinha sido raptado, imediatamente informou às Nações Unidas e começaram uma investigação que eu colocando a captura do avião capturado nas Ilhas Canárias, El Aissami disse. O ministro se recusa a falar sobre a tripulação que se rendeu. Tudo parece ir contra Lückert e sua tripulação.



Entretanto, a polícia espanhola tem pesados e examinados 47 sacos recheados a bordo a Bombardier: 1.588 (3,501 libras) quilogramas de cocaína. Mas caso contrário, a pesquisa torna-se uma farsa. Gravador de voz da cabine, que certamente poderia ter fornecido evidências valiosas, é apenas extraído da aeronave semanas mais tarde. Durante esse período, no entanto, a polícia tem abordado em diversas ocasiões o avião e gerador de emergência da aeronave - certificando-se o gravador de continuar trabalhando, fazendo gravações feitas durante o vôo transatlântico são excluídas e são substituídas por novas, são autoridades espanholas como só poderia obter suas próprias vozes nas gravações. Polícia Federal da Alemanha está também a realizar sua própria investigação e fornece evidências para os canários que exonera a tripulação.

Vários venezuelanos também estão atrás das grades da prisão onde ele está preso a tripulação e estão preocupados de que traficantes de drogas poderiam usar os presos para se vingar. Lückert está em uma cela com o predador mais perigoso da Espanha e fala com assassinos e traficantes de drogas que estavam por trás, enquanto que a sete chaves. As autoridades locais também se recusam a permitir que a noiva Lückert visitá-lo. Ele voou da Alemanha, mas, sem uma certidão de casamento, uma visita não é possível.

Em outubro, finalmente há progresso quando Karl Lückert é levado para o diretor da prisão. Seus pais conseguiram pagar o depósito de 60.000 eurosfijada pelo tribunal para Lückert e tripulação. Eles são liberados, mas ainda não estão autorizados a deixar o país. O avião é retornado ao seu dono.

Ao mesmo tempo, uma mulher deve ser dada à polícia local em Beirute. Ela identifica-se como Ryma Taouk e disse que ela tinha sido contratada para ser um passageiro no vôo e tinha prometido a €30.000. Disseram-lhe que um vôo levará uma carga ilegal, mas ele não disse nada sobre drogas, ela diz.

O homem que alegadamente o contratou para trabalhar é bem conhecido entre os agentes da lei internacional. O nome dele é Ali Kleilat e é considerado um dos maiores peixes no tráfego internacional de drogas e armas. Ele tem pelo menos seis diferentes pseudônimos e seu ano de nascimento é por vezes observado em 1970, às vezes a partir de 1963. Ele tem passaportes da Libéria, Holanda, Venezuela e o Líbano.


Há mesmo um relatório do Conselho de segurança das Nações Unidas, em Kleilat, com foco na entrega de 2,003 armas para a Libéria. De acordo com o relatório, uma das empresas de Kleilat participou em voar em 300 fuzis Kalashnikov e 700.000 cartuchos de munição para o regime de Charles Taylor. Os pesquisadores acreditam que Kleilat tem sido envolvido em muitas outras empresas de armas também.

As autoridades alemãs também tem Kleilat no seu radar. Dizer, "várias vezes foi alvo de órgãos internacionais de investigação, sob a suspeita de envolvimento no tráfico de armas e de drogas internacional." No ano de 2011 na República Dominicana, por exemplo, foi interceptado um avião que transportava 1,1 toneladas de cocaína. Investigações por droga aplicação da Agência dos Estados Unidos (DEA) descobriram que Kleilat iria provavelmente ter participado, e uma busca internacional foi lançada. Em fevereiro, foi um sucesso: Kleilat foi preso em Bruxelas.

Atualmente, o Kleilat está sendo mantido em uma prisão de alta segurança e acompanhou-o à audiência com seis oficiais que usam coletes à prova de bala. O poder judiciário belga determinou que Kleilat pode ser extraditado para os Estados Unidos, embora a decisão final é ainda pendentes no Ministério da Justiça do país.

Seus cúmplices no Aeroporto Internacional Arturo Michelena também foram identificados e presos. No total, 18 pessoas estavam trancadas, incluindo nove membros da guarda nacional Bolivariana, autoridade do dois homens tráfego aéreo civil, um agente do serviço secreto e um controlador de tráfego aéreo. Todos eles receberam o dinheiro pelo seu silêncio, variando de €19.000, o oficial de plantão na entrada principal do clube de vôo no aeroporto, a 188.000 € para um oficial da guarda nacional. Destina-se um criminoso chamado Efraín Pereda é o intermediário entre a banda local e os cartéis de droga colombianos.

Passaram-se meses antes ele foi autorizado a tripulação para retornar à Alemanha e à quase um ano antes que as autoridades espanholas encerrou o caso criminal contra Lückert e sua tripulação. A polícia forneceu Lückert com uma nova identidade, e que agora vive com sua família em uma cidade diferente. "Não é nada como costumava ser," ele diz amargamente.

A única coisa que não mudou é a sua ocupação. Novamente, ele está voando clientes particulares em todo o mundo. "Mas eu sou mais cautelosa de meus passageiros do que costumava ser," diz Lückert. E ele não voa para a Venezuela ou o Líbano. Autoridades alemãs têm o aconselhou a não fazê-lo.

GAZETA CENTRAL 1  DE FEVEREIRO  DE 2015

AGUA  SEM  FRONTEIRAS JA  AFETA  O  RIO SÃO FRANCISCO


PRIMEIRA  PARTE  A  NASCENTE :

Uma informação que é quase um convite ao luto: o ponto em que está localizada a nascente do Rio São Francisco secou. É isso mesmo, o poderosíssimo Velho Chico tem sua nascente localizada na Serra da Canastra, em Minas Gerais, sem correr nenhuma gota de água.

Contudo, isso não quer dizer – ainda – que o rio tenha secado – pelo fato de seu curso ser muitoextenso (2700 km de extensão total), há outros elementos que contribuem para o volume de água –, mas sim, funciona como uma espécie de metáfora para que o país reveja como tem manejado seus recursos naturais.

PARTE  2  OBRAS  NA NASCENTE:

O rio é importantíssimo para o país, porque chega a envolver seis estados e 540 municípios, mais o Distrito Federal. Essa situação calamitosa foi descoberta por meio do trabalho defuncionários do Parque Nacional da Serra da Canastra, que ficaram extremamente tocados por essa situação; mesmo porque são muitos anos de convivência com o rio.

Os resultados mais práticos do esgotamento da sua nascente são referentes a esse primeiro trecho do rio, que seguirá com uma quantidade mínima de água, até o desaguar do primeiro rio no curso do São Francisco.
Essa seca é relacionada à prolongada estiagem na região, que também já está afetando a represa de Três Marias – distante de Belo Horizonte 224 km – e é a primeira do curso do rio. Por conta da questão com volume de água, a vazão da represa é crítica.
E ainda há um problema a mais: com a falta d’água o entorno fica cada vez mais seco tem aumentado o perigo de incêndios descontrolados no BR. Um chegou a se alastrar por 10 mil hectares de área verde.
É preciso mais do que nunca que se comece a pensar na diversificação da matriz energética brasileira e formas de fazer com que a dependência das hidrelétricas seja reduzida.


Tranquilidade, contemplação e um sabor inigualável. Da estrada de terra que dá acesso ao Parque Nacional da Serra da Canastra, a partir da cidade de São Roque de Minas, já é possível desfrutar o majestoso cenário: o imenso baú rochoso que dá nome à serra e guarda verdadeiros tesouros naturais e da cultura do sudoeste de Minas Gerais. Adiante, o que se terá é uma saborosa sequência de descobertas – tanto das paisagens como da tradição da gente que mora nas redondezas da reserva.
Após a entrada, uma das primeiras paradas obrigatórias é a nascente histórica do Rio São Francisco. Mesmo que posteriormente se tenha constatado que a nascente geográfica está a alguns metros dali, vale conhecer e registrar o pequeno filete d’água próximo à imagem do santo homenageado. Foi justamente para proteger o berço do Velho Chico – que pouco a pouco ganha corpo e força para percorrer boa parte do país – que a região se tornou parque nacional, em 1972. Mas apenas 70 mil hectares dos 200 mil previstos no decreto de origem foram, de fato, indenizados e constituem a área real do parque, atualmente administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente.
Se à distância o que impressiona é o grande baú, mais de perto a serra acolhe como uma muralha a proteger a vida silvestre que habita a região. Ao sabor dos ventos que sopram em altitudes que variam entre 900 e quase 1.500 metros, o capim dourado camufla tamanduás-bandeira, emas, lobos-guará e veados-campeiros. Para flagrar alguns desses ilustres moradores é preciso olhar atento e muita paciência. Os carcarás parecem menos refratários a lentes fotográficas. Aproximam-se em voos rasantes, cruzam as estradas caminhando ou mesmo pousam – e posam – calmamente sobre placas e cupinzeiros.
Além da estrada que corta o parque de fora a fora, há os caminhos secundários e trilhas que levam às cachoeiras. Destas, algumas passam de 90 metros de altura, como a famosa Casca d’Anta, o principal cartão-postal, que devido à força das águas pode apenas ser contemplada à distância – tanto da parte baixa, pela estrada que liga os municípios de Vargem Bonita a São José do Barreiro, quanto pela parte alta, seguindo a estrada principal do parque, com todo o acesso sinalizado.
O Parque Nacional da Serra da Canastra é o cartão postal mais visitado por turistas em São Roque de Minas durante todo o ano. Há um mês o número de visitantes caiu devido a uma obra de pavimentação que está parada, na única estrada de acesso a principal portaria do local. Segundo informações da direção do parque, a empresa responsável pelos serviços chegou a ser multada por parar os trabalhos e não fazer nenhuma obra para evitar problemas no período chuvoso. Segundo a construtora que trabalha no local, Gestão de Projetos e Obras (GPO), a responsável pelo contrato é a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Contudo adiantou que a paralisação ocorreu para que o contrato seja reformulado. A empresa informou ainda que o retorno das obras deve ocorrer após o período chuvoso, em março de 2014. 

Mais de R$ 7,2 milhões vêm sendo investidos para aumentar o volume de armazenamento de água de seis dos 17 reservatórios existentes no perímetro irrigado Senador Nilo Coelho, em Petrolina, no sertão de Pernambuco. O perímetro possui mais de 20 mil hectares de área irrigada, onde também vivem cerca de 60 mil pessoas. As obras de recuperação e ampliação da capacidade dos reservatórios do Nilo Coelho, considerado um dos maiores produtores de frutas do país, estão previstas para serem concluídas neste semestre.
O superintendente da Codevasf em Petrolina, João Bosco Lacerda de Alencar, visitou as intervenções que vêm sendo feitas pela instituição nos reservatórios do Nilo Coelho. Ele acredita na conclusão dos serviços dentro do prazo esperado e previsto em contrato, que vai até o final deste primeiro semestre. "São obras importantes e necessárias para melhorar a capacidade de produção do perímetro Nilo Coelho, que é destaque na agricultura irrigada em todo o país", afirmou.
A fonte de recursos para o investimento é do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no âmbito do programa Mais Irrigação, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI). A execução é da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), via 3ª Superintendência Regional. Os serviços foram iniciados em abril do ano passado.
As intervenções atingem seis reservatórios que atendem a cerca de 3 mil hectares da área irrigada no perímetro. “Estão sendo realizados 600 mil metros cúbicos com escavação para desassoreamento dos reservatórios e outros 150 mil metros cúbicos são de aterro compactado e recuperação das bordas”, relatou o gerente regional de Irrigação da 3ª SR da Codevasf, em Petrolina, José Costa.
Costa afirma que os seis reservatórios em obras foram selecionados pela Codevasf com base em estudos hidráulicos. “Esses reservatórios apresentavam condições precárias de funcionamento, com baixo volume útil. Nos demais reservatórios, a manutenção (dragagem) ficará sob a responsabilidade do Distrito de Irrigação Nilo Coelho”, declarou o gerente.
Conforme José Costa, as obras executadas pela Companhia darão, ao perímetro Nilo Coelho, pelo menos duas semanas de autonomia nesses reservatórios, o que permitirá a realização de manutenções necessárias nas infraestruturas de condução e distribuição de água: canais e aquedutos, por exemplo. “Isso significa que a reserva dará um prazo maior para que as manutenções sejam feitas sem ter que interromper o fornecimento de água aos produtores irrigantes”, acrescentou.
Após as obras, a capacidade desses reservatórios aumentará, em média, duas vezes e meia. “Com esses serviços, os reservatórios, que hoje acumulam um volume em torno de 774 mil metros cúbicos de água, passarão a acumular quase 2 milhões de metros cúbicos”, destacou José Costa. 

PARTE  3  A  MULTA

Empresa foi multada
A GPO, empresa que trabalhava no local começou a obra em setembro deste ano. No mês de novembro as atividades foram interrompidas. O chefe substituto do parque informou que no documento feito pelos responsáveis da empresa, justificando a paralisação, consta que o contrato deve ser reajustado. "Um desses ajustes é a adequação no preço das obras", disse.

Após a entrega do documento, nenhum operário esteve novamente no local. Como não foi feita nenhuma contenção preventiva para evitar problemas com as chuvas, a empresa foi multada. "Eles foram notificados de que teriam que fazer adequações para que a estrada não ficasse da maneira que está. Essas chuvas provocaram buracos e como a empresa não se manifestou, ela foi multada", contou Vicente.
Obras
No contrato segundo Vicente Faria, consta que mais de 10 quilômetros da estrada que dá acesso ao parque será pavimentada com bloquetes oitavados. Além disso, outras estradas próximas à área de preservação também receberão melhorias.

O técnico ambiental José Antônio de Faria disse que aguarda ansioso pelo fim das obras, segundo ele, há 34 anos a estrada é de terra. "Ficamos muito tempo sem ter previsão de obras para o parque. É claro que foi muito bom saber que a estrada será calçada, mas estamos passando e vamos passar por muitos transtornos até o fim dessa pavimentação", afirmou.
Parque nacional da Serra da Canastra

O Parque Nacional da Serra da Canastra delimita uma área de cerca de 200 mil hectares, o que equivale a mais de 400 quilômetros de perímetro. Foi criado em 1972 para proteger a área, que é de extrema importância ecológica. No parque está a nascente do Rio São Francisco e a Cachoeira Casca Danta, dois importantes pontos turísticos da região. Além de ser considerado um santuário do lobo-guará. "Certamente a Serra da Canastra é o local onde mais existem lobos no Brasil", afirmou o biólogo do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), Rogério Cunha.

PARTE 4 

O  QUE  É ESSE  PROJETO


O Projeto São Francisco
O Projeto de Integração do Rio São Francisco é a mais relevante iniciativa do governo federal dentro Política Nacional de Recursos Hídricos. O objetivo é garantir a segurança hídrica para mais de 390 municípios no Nordeste Setentrional, onde a estiagem ocorre frequentemente.


A região Nordeste possui 28% da população brasileira e apenas 3% da disponibilidade de água, o que provoca grande irregularidade na distribuição dos recursos hídricos, já que o rio São Francisco apresenta 70% de toda a oferta regional.


As bacias beneficiadas pela água do rio São Francisco serão: Brígida, Terra Nova, Pajeú, Moxotó e bacias do Agreste, em Pernambuco; Jaguaribe e Metropolitanas, no Ceará; Apodi e Piranhas-Açu, no Rio Grande do Norte; Paraíba e Piranhas, na Paraíba. Essas bacias têm uma oferta hídrica per capita bem inferior à considerada como ideal pela Organização das Nações Unidas (ONU), que é de 1.500 m3/hab/ano. A disponibilidade no Nordeste Setentrional por habitante ao ano é de 450 m3, em média.


Este empreendimento, além de recuperar 23 açudes, vai construir outros 27 reservatórios, que funcionarão como pulmões de água para os sistemas de abastecimento do agreste, fornecendo 6 m³ por segundo.



 Maior Obra de Infraestrutura Hídrica do País
O Projeto de Integração do Rio São Francisco é a maior obra de infraestrutura hídrica do país e figura entre as 50 maiores construções de infraestrutura em execução no mundo. Ela se destaca por executar mais de 470 quilômetros de obra linear. A informação consta na 14ª edição do boletim -Economia Brasileira em Perspectiva', publicado pelo Ministério da Fazenda.


Ao todo, o empreendimento tem extensão de 477 km organizados em dois Eixos de transferência de água - Norte e Leste. A obra engloba a construção de 4 túneis, 14 aquedutos, 9 Estações de Bombeamento e 27 reservatórios.

População Beneficiada
A obra beneficiará uma população estimada de 12 milhões de habitantes, em 390 municípios nos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, além de gerar emprego e promover a inclusão social.


O empreendimento garantirá o abastecimento de água desde grandes centros urbanos da região (Fortaleza, Juazeiro do Norte, Crato, Mossoró, Campina Grande, Caruaru) até centenas de pequenas e médias cidades inseridas no semiárido e de áreas do interior do Nordeste, priorizando a política de desenvolvimento regional sustentável.

Mão de Obra Empregada
Os trechos em obra do Projeto de Integração do Rio São Francisco empregam, atualmente,  cerca de 11.000 trabalhadores. Ao longo de todo o empreendimento, 3.800 máquinas estão em operação.

Orçamento e Condicionantes Ambientais
Orçado em R$ 8,2 bilhões, o Projeto de Integração do Rio São Francisco prevê recursos de quase R$ 1 bilhão (quase 12% do total) para programas básicos ambientais, em conformidade com as condicionantes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
Trata-se do mais significativo volume de investimentos nas questões socioambientais e arqueológicas do semiárido setentrional. As ações desenvolvidas pelos 38 programas ambientais do projeto possibilitam o conhecimento aprofundado do bioma Caatinga, não só no âmbito da fauna e da flora, mas também em diversos aspectos econômico-sociais, arqueológicos e na melhoria de condições de vida de comunidades indígenas e quilombolas na área de impacto do projeto. Entre as iniciativas do projeto, destacam-se a implantação do CEMAFAUNA (Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga) e dos CRADs (Centros de Referência para Recuperação de Áreas Degradadas).
O CEMAFAUNA conta com participação de pesquisadores da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) e de outras instituições brasileiras e estrangeiras, cujos projetos contam com o apoio financeiro do Ministério de Integração Nacional. Suas ações se concentram, desde 2008, nos estudos de inventário, resgate e monitoramento da fauna silvestre nas áreas de influência direta e indireta do Projeto São Francisco. O centro resgatou, até julho de 2014, mais de 35 mil animais nas áreas da obra. Desses, 80% já foram devolvidos para a natureza.



Cidadania
Neste grupo, destaca-se o Programa de Controle de Saúde Pública que capacitou agentes comunitários de saúde, e de combate às endemias e lideranças comunitárias em 17 municípios nos Estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba, para atuarem como multiplicadores de abordagens educativas para prevenção de possíveis riscos à saúde em suas comunidades. Além de monitorar as condições de saúde de cada lugar, os agentes ensinam a população a controlar a qualidade da água que consomem, evitar doenças sexualmente transmissíveis ou como prevenir acidentes. Mais de 600 agentes foram treinados. Entre os assuntos abordados nessas oficinas estão: Gravidez na Adolescência, Doenças Sexualmente Transmissíveis e DST/AIDS; Prevenção à Violência; Saneamento Ambiental e Doenças Relacionadas à Água; Efeitos Danosos dos Agrotóxicos; e Proliferação de Vetores e Acidentes com Animais Peçonhentos.

Andamento das Obras
Atualmente, as obras físicas do Projeto São Francisco apresentam 69,2% de execução. Todas as etapas estão 100% contratadas, com previsão de entrega no primeiro semestre de 2016. Todas as Metas de Execução (Metas 1N, 2N, 3N, 1L, 2L e 3L) estão em atividades. As Metas de Execução são compostas pelos antigos 16 lotes de obras. Os dois Canais de Aproximação do Eixo Norte e Leste já estão concluídos. O Eixo Norte apresenta 69% de execução física e o Leste, 69,6%.


Estão em atividades todos os antigos 14 lotes: Lote 1, em Cabrobó (PE); 2,3 e 8, em Salgueiro (PE); Lote 4, em Verdejante (PE); Lote 5, em Brejo Santo (CE); Lote 6, em Mauriti (CE); Lote 7, em São José de Piranhas (PB); Lotes 9 e 13, em Floresta (PE); Lotes 10 e 11, em Custódia (PE); 12, em Sertânia (PE); e 14, em São José de Piranhas (PB).


O empreendimento possui ainda trechos do Eixo Norte que funcionam 24 horas por dia: de Brejo Santo a Jati (CE); de Mauriti (CE) a São José das Piranhas (PB); na construção dos 15 quilômetros do túnel Cuncas I, o maior da América latina, localizado também em Mauriti. No Eixo Leste, as atividades no túnel Monteiro, localizado entre Sertânia (PE) e Monteiro na (PB), também estão funcionando em período integral.




  • META 1L - Meta Piloto (16 km): Compreende a captação no reservatório de Itaparica até o reservatório Areias, ambos em Floresta (PE). É uma meta piloto para testes do sistema de operação. A Meta 1L apresenta 92,8% de conclusão.  As obras estão localizadas em Floresta (PE).

  • META 2L - (167 km): Inicia na saída do reservatório Areias, em Floresta (PE), e segue até o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE). A 

  • Meta 2L apresenta 73,8% de execução. As obras passam pelos municípios de Floresta (PE), Custódia (PE) e Betânia (PE).

  • META 3L - (34 km): Este trecho está situado entre o reservatório Barro Branco, em Custódia (PE), e o reservatório Poções, em Monteiro (PB). A 

  • Meta 3L apresenta 32,1% de execução. As obras passam pelos municípios de Custódia (PE), Sertânia (PE) e Monteiro (PB).

  • META 1N - (140 km): Vai da captação do rio São Francisco, no município de Cabrobó (PE), até o reservatório de Jati, em Jati (CE).  A Meta 1N apresenta 75,3% de execução e funciona 24 horas por dia. Compreende os antigos lotes 1, 2, 3, 4 e 8 de obras. As obras passam pelos municípios de Cabrobó (PE), Terra Nova (PE), Salgueiro (PE), Verdejante (PE) e Penaforte (CE).

  • META 2N - (39 km): Começa no reservatório Jati, no município de Jati (CE), e termina no reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE). A Meta 2N apresenta 36,7% de execução e funciona 24 horas por dia. Compreende o antigo lote 5 de obra. Este trecho passa pelos municípios de Jati, Brejo Santo e Mauriti, no estado do Ceará.

  • META 3N - (81 km): Estende-se do reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE), até o reservatório Engenheiro Ávidos, no município de Cajazeiras (PB). A Meta 3N apresenta 71% de execução e funciona 24 horas por dia. Compreende os antigos lotes 6, 7 e 14 de obras. Este trecho passa pelos municípios de Brejo Santo (CE), Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB), São José de Piranhas (PB) e Cajazeiras (PB).

Transposições pelo Mundo


Assim como ocorre a integração do rio São Francisco no Brasil, outros países também adotaram ações semelhantes para enfrentar a falta de oferta de água. Confira abaixo alguns exemplos das principais transposições de água no mundo:
  • Projeto Colorado-Big Thompson, EUA: Conjunto de 12 reservatórios, 56 quilômetros  de túneis  e 153 Km de canais que transpõe as águas do Rio Colorado a oeste das Montanhas Rochosas para sua vertente leste em direção ao Rio Big Thompson.
    Prazo de conclusão: 21 anos (1938 a 1959).
    Estimativa de custo: US$ 1,4 bilhão.

  • Sistema Hidrelétrico das Montanhas Snowy, Austrália: Conjunto de 16 reservatórios, sete usinas, uma estação de bombeamento e, 145 quilômetros de túneis e 80 km de adutoras que coleta e armazena água que normalmente fluiria  do leste para o litoral, sendo desviada do Rio Snowy para os rios Murray e Murrumbidgee.
    Prazo de conclusão: 25 anos (1949 a 1974).
    Estimativa de custo: US$ 820 milhões.

  • Projeto de Transferência de Água de Wanjiazhai: Conjunto de adutoras na região noroeste da Província de Shanxi, com três eixos distintos com 44 quilômetros, 100 quilômetros e 167 quilômetros, extraindo água do Rio Amarelo-Huang He.
    Prazo de conclusão: 10 anos (2001 a 2011).
    Estimativa de custo: US$ 1,5 bilhão.

  • Projeto Hídrico das Montanhas do Lesotho, Lesotho e África do Sul: Conjunto de quatro hidrelétricas, adutoras e túneis localizados na fronteira entre os dois países.
    Prazo de conclusão: 19 anos (1983 a 2002).
    Estimativa de custo: US$ 4 bilhões (o projeto original previa 4 hidrelétricas e um orçamento total de US$ 8 bilhões).

  • Transposição Tejo-Segura, Espanha: Transferência de água da bacia do Rio Tejo, localizada na vertente do Oceano Atlântico da península ibérica, para a bacia do Rio Segura, região seca situada no sudeste da Espanha.Prazo de conclusão: 40 anos (1933 a 1973).                   Estimativa de custo: US$ 5,3 bilhões (valor atualizado).

  • Mar de Aral, Ásia Central, Rússia, Uzbequistão e Kazaquistão: Uma das alternativas estudadas para recuperar o mar de Aral é a construção de dois canais. Um partindo do Rio Volga - 800 quilômetros e estimado em US$ 8 bilhões - e outro dos rios Ob e Irtysh - 2.500 quilômetros e estimado em US$ 22 milhões.
    Prazo de conclusão: projetado para ser concluído em 20 anos.
    Estimativa de custo: US$ 30 bilhões.

  • Projeto do canal El-Salaam, Egito: Construção de adutora de 150 quilômetros que transportaria água de sistema de esgotos misturada à água do Rio Nilo do delta do rio para o Sinai.
    Prazo de conclusão: projeto.
    Estimativa de custo: US$ 2,8 bilhões.

  • Projeto Especial Chavimochic, Peru: Túneis, canais abertos, adutoras enterradas e sifões trazendo água para regiões mais elevadas dos rios localizados nas proximidades da costa norte do Peru.
    Prazo de conclusão: 10 anos (1986 a 1996).
    Estimativa de custo: US$ 2,15 bilhões.


GAZETA CENTRAL, 05  DE  FEVEREIRO  DE 2015

A  Cada  passo  que  se dá estamos  vendo  o  fundo  do  buraco, a maior vergonha  desse País, onde  há  políticos e empresários  envolvidos no escanda-lo  onde  vai  afundar  de vez  a PETROBRAS  o  titanic Brasileiro.

Vejamos:  A  tal  da  divisão da  propina  como  era  realizada, mas , antes de entrar  nessa  questão, esse "  bolo", onde  favoreceu  a  todos  os políticos  safados,e  imundos  a qual   alguns  deles  se reelegeram  por que  o  povo  brasileiro não aprendeu  ainda  que  politica se  discute  sim, como se discutem as  chamadas  religiões, esse é  o próximo assunto  que ainda  vou  comentar.

A            VERGONHA    DOS  PROJETOS

Pelas investigações da PF e Ministério Público Federal, divisão de serviços para cada empreiteira era combinada mesmo antes mesmo de a companhia confirmar oficialmente projetos

Vamos  entender,  você  leitor  tem uma televisão  que  simplesmente parou  de funcionar  ai  tu levas  para o técnico  e de cara  ele passa  o orçamento  sem mesmo avaliar  qual  defeito, ou você contrata  um pedreiro pede  ao seu engenheiro  para fazer  a planta  da  sua obra,  os  dois  de má fé  combinam-se o valor  para  cobrar  de ti,  bom  antes  mesmo  de fazer  o projeto,  como chama isso.

Documentos e planilhas apreendidos pela Polícia Federal apontam que as empresas envolvidas no cartel que operava obras da Petrobras dividiam a execução de cada empreendimento ainda na fase de elaboração dos projetos. Esta definição prévia da destinação de cada obra na Petrobras ocorria até um ano antes do lançamento oficial do empreendimento.
O material foi apreendido na residência do executivo da Toyo Setal Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, no dia 3 de novembro do ano passado. O material faz parte do acordo de delação premiada firmado entre o executivo e o juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato.  
As planilhas apontam que essas divisões prévias obras ocorreram em empreendimentos como a Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos; Refinaria de Paulínia (Replan), também em Paulinia, Refinaria Presidente Bernardes - Cubatão (RPBC); Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, no Paraná e a Refinaria Capuava (Recap), localizada em São Paulo.

Pelas investigações da Polícia Federal, algumas planilhas datam de 2005 e o cartel já discutia obras que seriam lançadas nos anos seguintes pela Petrobras, mostrando, conforme os organizadores, a sofisticação das empresas envolvidas no esquema. 
Um exemplo é uma planilha identificada como “Carteira de Projetos – Licitações Previstas”, datada de novembro de 2005, que discutia obras que seriam iniciadas em agosto de 2007, quase dois anos depois. 
Ainda nas planilhas, também aparece uma lista de obras e a prioridade de cada empresa no cartel em cada um dos serviços. Algumas empresas aparecem acompanhadas com o número '1', o que indicaria, conforme a PF, que essa empresa teria prioridade máxima na execução daquele projeto. As que tinham número '3', não eram consideradas prioritárias em receber aquela obra.

Na lista das planilhas estavam 12 empresas acusadas de formação de cartel na Petrobras, entre elas a Andrade Guitierrez, a OAS, a Engevix, a Galvão Engenharia, a Camargo Corrêa, a UTC, a Odebrecth, a GDK, a Promom Engenharia e a Mendes Júnior. Essas empresas, conforme a PF, faziam parte do chamado “clube” de companhias que tocavam obras da Petrobras. Todas elas negam participação no esquema fraudulento da Petrobras.  
Durante essa semana, o executivo da Setal Construções, Augusto Mendonça, confirmou ao juiz Sérgio Moro que as “licitações eram burladas”. “Na prática, era combinado entre as empresas quem iria ganhar”, revelou o executivo.  
A Polícia Federal investiga se os ex-executivos envolvidos no esquema, como o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e o ex-diretor de serviços Pedro Barusco repassavam a lista das obras e dos projetos previamente às empresas envolvidas no cartel da Petrobras.  
“O que acontecia, principalmente a partir de 2006, é um processo de cartelização”, confirmou Costa em um dos depoimentos. “Me foi dito por algumas empresas, pelos presidentes das companhias, de forma muito clara, que havia uma escolha de obras dentro da Petrobras e fora da Petrobras. Essa cartelização obviamente resulta num delta preço excedente”, pontuou o ex-diretor em um dos depoimentos da Lava Jato. 

Pelo esquema, as empresas pagavam um excedente de aproximadamente 3% de propina a operadores do PMDB, PT, PP e PTB. Parte desse dinheiro era recolhido a membros destes partidos, conforme as investigações da PF e do MPF vem apontando. 
Além das planilhas, o material apreendido na residência do executivo da Toyo Setal Augusto Ribeiro de Mendonça Neto apontam a formalização de vários contratos fraudulentos que serviram para o pagamento de propina ao ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Os contratos apreendidos somavam, ao todo, R$ 20,7 milhões. Também foram apreendidas notas fiscais que revelam o pagamento de pelo menos R$ 13 milhões a Pedro Barusco a título de propina por meio de contratos fraudulentos.

GAZETA CENTRAL,07  DE FEVEREIRO  DE 2015






Os  escanda-los  não  param  somente  na PETROBRAS,  ela  continua na esfera  do  GOVERNO  FEDERAL  , onde  não deveria  ter.  JOÃO GUALBERTO PEREIRA executivo  da  ARXO , teve  sua  prisão  decretada e se  entregou   no dia  6  de fevereiro de 2015,  ele  se encontrava  nos ESTADOS UNIDOS.

De acordo  com o Ministério Público  Federal, há  três  empresários  na mesma  situação, ele  formavam cartel  nos  tanques  de  combustíveis e caminhões,  são  eles :  GILSON PEREIRA  E  SÉRGIO  AMBRÓSIO.

Mas,  não pensem que  para  por  ai, a  festa  ainda está longe  de terminar, ainda  temos  mais  pessoas  envolvidas, como   Pedro Baruscoe Renato  Duque.

Na página  da  GAZETA  CENTRAL E  IRBING INTERNACIONAL  estará algumas públicações, como por exemplo termo de  acordo e  outros  documentos.






As principais matérias do blog

A COISA VAI FERVER, ENTENDA POR QUE A DILMA ANTECIPOU A SUA REUNIÃO COM MINISTRO PARA ESSE DOMINGO, O MESMO FEZ NICOLAS MADURO NA VENEZUELA,A RAZÃO É MARIA GABRIELA CHAVES DENUNCIOU TODOS OS ENVOLVIDOS DESTE A OPERAÇÃO LAVA JATO E OS FUNCIONÁRIOS DO GOVERNO VENEZUELANO AO DEA É, QUE ELA DESCOBRIU QUE HUGO CHAVES SEU PAI FOI ASSASSINADO A CRISE DIVIDIU O GRUPO DE EX-MINISTROS CHAVISTAS QUEREM A RENUNCIA DE NICOLAS MADURO

renato santos 09/08/2015 la voz la voz
Alerta  a  www.gazetacentral.blogspot.com.br, vem a público a publicar  o caos  tanto  no Brasil  como na Venezuela, e ainda de que  a  filha de HUGO CHAVES GABRIELA , fez  delação premiada nos  Estados Unidos , delatou  todo  o esquemas para o DEA.  A Nossa  Obrigação  é de informar os acontecimentos, ja que  a imprensa esta  sob censura de NICOLAS MAUDRO.
O vídeo do ex procurador  foi publicado no  dia 01  de agosto de 2015, esta  nesse site do Exilado ex-promotor em Miami Abelardo Izaguirre, que informou sobre as ligações dos Diosdado Cabello tráfico de drogas acima, traz-nos este tempo revelações chocantes sobre possíveis estratégias militares para a grave crise que o país enfrenta. Você pode estar em um processo golpe que acabaria com o governo de Nicolas Maduro.






A Operação  Lava Jato no Brasil , está fazendo  efeito na Venezuela, com  a falta de recursos  do dinheiro  Brasileiro e a Reunião de Hoje  a noite  que a  Dilma antecipou o mesmo  esta …

SÃO INFORMAÇÕES DESENCONTRADAS SOBRE A MORTE DE FIDEL, ATUALIZANDO AS INFORMAÇÕES DE CANCER MATOU FIDEL ALEJANDRO CASTRO RUZ AOS 87 ANOS DE IDADE ! NE, A EMBAIXADA DE CUBA FAZ UMA CONFIRMAÇÃO OFICIAL E NEM RAUL CASTRO, DE FATO FIDEL ESTAVA INTERNADO BEM GRAVE!

Fidel Alejandro Castro Ruz(Birán,13 de agostode1926) é umrevolucionáriocomunistacubano, primeiropresidente do Conselho de EstadodaRepública de Cuba(1976-2008). Até 2006 foi primeiro-secretário do Comitê Central doPartido Comunista de Cuba2. Castro nunca foi eleito através de eleições diretas, não permitiu a criação de partidos de oposição, nem liberdade de imprensa – Cuba é considerado um dos países com menor liberdade de imprensa do mundo – durante o período em que esteve como líder do regime ditatorial cubano.34 Seu governo foi e continua sendo amplamente criticado pela comunidade internacional por violações aos direitos humanos.567 Apesar das controvérsias, foi durante o governo de Castro que Cuba alcançou altos índices de desenvolvimento humano e social e deu diversos exemplos de solidariedade humanitária, como a menor taxa de mortalidade infantil das Américas8 , erradicação do analfabetismo9 e da desnutrição infantil10 , tratamento gratuito de mais de 124 mil vítimas do acidente n…

EXCLUSIVO GUERRELHEIROS DAS FARC JÁ ESTÃO NO BRASIL POR ORDENS DE FIDEL CASTRO, RAUL CASTRO E ESTÃO TREINANADO (mst)

ATENÇÃO!! REPORTAGEM DO CORREIO BRAZILIENSE  ISSO É MUITO SERIOOOOOOO!!!!!! Guerrilha FARC treina sem-terra (MST) Correio Braziliense  Maria Clara Prates Do Estado de Minas Enviada especial ao Paraguai

Salto del Guayrá - A presença do grupo guerrilheiro colombiano Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no Brasil não se restringe hoje apenas à montagem de bases estratégicas para o tráfico de drogas e armas na selva amazônica. As ações das Farc incluem o treinamento de criminosos e líderes de movimentos sociais, entre eles o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Os centros estão montados estrategicamente na fronteira do Brasil com o Paraguai. Relatórios sigilosos em poder de autoridades brasileiras e paraguaias registram a ocorrência de pelo menos três cursos sobre técnicas de guerrilha destinados a brasileiros, realizados este ano - em maio, julho e agosto - na região de Pindoty Porã, departamento de Canindeyú, no Paraguai, cidade na fronteira com o Mato Grosso do Sul e o Pa…

A PARTIR DE JANEIRO A BOLSA FAMILIA SERÁ REDUZIDO O SEU VALOR EM EM 50% E O FIM EM 2017

Criticaram tanto  o Aécio, por causa  da bolsa família,que agora  é  realidade, ela  terá  seu fim, más, antes o plano  do PT é  fazer  uma  redução de 50%, em  2015 e  o  fim  desse  programa em 2017,o que circula  nas redes  sociais, foi confimrado  por integrantes  do proprio PT, que esta se rachando a bancada  do mesmo.

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, se reuniu nesta terça-feira com a bancada do partido na Câmara para debater medidas a fim de controlar a recessão econômica enfrentada pelo governo Dilma. 

Uma das propostas mais discutidas na reunião foi a de reduzir o valor do Bolsa Família em 50% já de imediato, a partir de janeiro de 2015. Também foi posto em pauta um eventual fim para o programa em 2017. 
Falcão defendeu a ideia e disse que o programa "já cumpriu o seu papel e deve ser suspenso em breve". 
"O Bolsa Família está em vigência há 10 anos e as estatísticas mostram que já cumpriu o seu papel. Além de resultar em um alívio na economia, a extinção do…

A NOVA ORDEM MUNDIAL <<>> DESTRUIÇÃO : ECONOMICA, POLITICA, DEMOCRACIA, CONTROLE DA POPULAÇÃO PELO CHIPS E O FIM DA FÉ DOS CRISTÃOS<<>> UM GOVERNO SATÂNICO ESTA SE FORMANDO <<>> HÁ ESPERANÇA AINDA EM JESUS CRISTO

RENATO SANTOS 05/11/2016  12:59   Você já deve ter percebido que algo esta errado na terra, mas, será que tu vai acreditar no que vou escrever, se não quiser, não tem  problema, os fatos falam por si mesmo. Não estou aqui defendendo uma religião nada disso , nem mesmo uma teoria de política, mas, a verdade, vejamos alguns fatos:

VENEZUELA  : Um ditador que mata as pessoas com fome em nome do chavismo. Nesse caso até o PAPA FRANCISCO dá o apoio ao NICOLAS MADURO, já não existe JUSTIÇA E NEM DEMOCRACIA, MENOS AINDA O DIREITO DE COMPRAR OU ADQUIRIR ALGO, o que as pessoas não sabem, é que lá já existe a biometria para  controlar a população, logo será no Brasil.
BRASIL : Um partido esquerdista fabianista e clasciniano ( pmdb),que mata o povo pela corrupção . Agora querem aprovar a PEC 241/55, para dar o início da foiçada, em relação a biometria já esta sendo implantada através da TSE, logo será nas redes de supermercado, não esta distante existe em alguns caixas conectado com a secretaria d…

GAZETA CENTRAL DENUNCIA A Espanha VENDEU a copa do mundo para a Fifa.

ESTOU RECEBENDO ESSA  DENUNCIA  É  VERDADEIRA  OU  NÃO, ANTE DE  EU EDITAR  NO  BLOG www.gazetacentral.blogspot.com.br

Talvez, isso explique a razão do jogador Gerard Pique ter declarado a seguinte frase: "Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas".

Todos os espanhois ficaram chocados e tristes por terem sido eliminados a Copa do Mundo de futebol, no Brasil. 
Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.

Fato comprovado: A Espanha VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares espanhois foram avisados, às 13:00 do dia 18 de Junho (dia do jogo contra o Chile), em uma reunião envolvendo o Sr. Angel Maria Villar (na única vez que o presidente da federação espanhola c…

ANTONIO ROBERTO VIGNE CIENTISTA POLÍTICO ESCREVE SOBRE O VIDEO DO OCULTO REVELADO E DIZ A CONSTITUIÇÃO NACIONAL PREVÊ O MAU GERENCIAMENTO DO GOVERNO É DE SUA RESPONSABILIDADE POR FALTA DE ZELO E DE CUIDADO COM A SAÚDE PÚBLICA E O POVO BRASILEIRO SERVIU DE COBAIA

renato santos 12/02/2016

Em relação do vídeo postado, querendo alguns ou não há fundamentos no que se passa, aliás não é de hoje que os nazistas assassinos querem provar a Lei do Aborto nesse País, eles são capazes de tudo e em todo sentido faz parte da TEORIA DA VACA, a qual estamos divulgando a todos os instantes, eles não tem amor a vida nem a deles e do próximo.

ESSE VÍDEO ESTARÁ NA PAGINA DO BLOG

VEJA O VÍDEO ATÉ O FIM
A VERDADE NUA E CRUA
ZIKA VÍRUS
AUSCHWITZ BRASILEIRO

PT e movimento feministas tem interesse de legalizar o aborto geral no brasil....... eles vão entrar nos próximos meses no Supremo tribunal federal com mandato de segurança para legalizar o aborto pelo supremo,pois no congresso nacional não passar. O mesmo governo que proibe pilular do cancer não esperar outra coisa,pois os eleitores da dilma acreditam que ela esta fazendo o bem do brasil.
site 1 http://www.bbc.com/…/noticias/2016/01/160126_zika_stf_pai_rs site 2 http://www.bbc.com/…/noticia…