Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 4, 2016

AERONAVE DA MORTE LAMIA<<>> POR QUE AS AUTORIDADES BRASILEIRAS DA ANAC NÃO DEIXOU ESSA PORCARIA POUSAR NO BRASIL<<>> MOTIVO CADEIA NELES <<>> FOI UM ACIDENTE OU CARTA MARCADA <<>> NEGÓCIOS EXCLUSOS <<>> NUMCA FEZ SEU PRIMEIRO VOO COMERCIAL NA VENEZUELA <<>> EVO MORALES PODE ESTAR ENVOLVIDO NA EMPRESA LAMIA<<>> O PROPRIO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO FEZ UMA ADVERTÊNCIA QUANTO A EMPRESA DE SEGUROS TOKIO MARINE KILN

RENATO SANTOS 04/12/2016   Algo estava errado nessa Companhia Aérea da LAMIA, esta sendo descoberto, por que que eles tinham interesses no Brasil. Vejam o que estamos descobrindo. A pergunta é foi um acidente ou carta marcada.


Parceiros de negócios abortivos sob suspeita, permissões negadas, conexões políticas controversas e um final que chora todo um continente.
Essa é a história da Internacional da Aviação Airline Merideña (Lamia), dono de Avro RJ85 ásperas e seis dias em La Union, Antioquia.
Sequer fez o seu primeiro voo comercial quando era o centro do escândalo na Venezuela. Lá, seu proprietário, Ricardo Alberto Albacete Vidal, um bem-humorado e com laços em Espanha e China economista, mudou-se condições políticas para se aventurar no mundo da aviação.
Com o exsenador credencial, Albacete tinha o apoio do governador de Mérida Marcos Diaz, que o acompanhou no lançamento chamativo de Lamia, em agosto de 2010. Dias depois, os adversários de deputados Chávez citou um debate que questiono…

O DEPOIMENTO DA CASTEDO DADA AOS PROMOTORES DA BOLÍVIA BRASIL E COLÔMBIA REFORÇA DUAS ALTERNATIVAS PARA POUSO, <<>> NO BRASIL AEROPORTO DO ACRE E NA BOLÍVIA AEROPORTO EL DORADO <<>> QUEM AUTORIZOU DECOLAR AERONAVE NUMA DISTÂNCIA DE MAIS DE 2.900 KM

RENATO SANTOS  04/12/2016  Oficialmente, Celia  Mosteiro Castedo na quinta-feira  se tornou testemunha chave na investigação sobre o acidente de avião em Rionegro (Antioquia) de um jato corporativo Lamia, no qual 71 pessoas morreram.


Uma comissão, formada por autoridades civis e militares da Colômbia, Brasil e Bolívia, começou a recolher as provas para estabelecer as causas do acidente, e Castedo é aquela que esteve com controladora de vôo colombiana Yaneth Molina.
Duas horas antes da aeronave Avro RJ85 decolar do aeroporto de Viru Viru em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), Castedo advertiu que o combustível não era suficiente para chegar a Medellín (Colômbia), devido a distância .
Essa informação força a tese da GAZETA CENTRAL blog,  de que o Comandante contava mesmo com o apoio do Prefeito de Chepecó para auxilia-lo para uma breve descida no Brasil , isso explica a sua segunda ligação ao Prefeito  e o segundo pedido a ser analisado pela ANAC, que demorou,  ele ainda  tinha esperança pa…

NORMAIS INTERNACIONAIS <<>> US$ 5.000 DÓLARES<<>> O ERRO DO PILOTO SOBRE AUTONOMIA DO VOO <<>> FATORES QUE LEVARAM A MORTE OS NOSSOS MENINOS CHAPECOENSES

RENATO SANTOS  04/12/2016   A cada dia fica mais claro a tragédia que vitimou nossos meninos do Chapecoense, agora lhe faço uma pergunta quanto custou a vida deles.


Vamos explicar a sua trajetória : a) Primeiro saiu do aeroporto Internacional de Guarulhos, nesse questão a ANAC negou o voo da LAMIA, por várias razões, entre elas as normas Internacionais, aí estava correto. 
b) Alternativas para todos, pegar um voo comercial até ao aeroporto VIRU VIRU ,de lá pegar o voo fretado pela LAMIA, a qual não tinha autorização para sair desse aeroporto na Bolívia.
c)Mesmo assim pegaram, seguiram até ao Brasil norte, sentido Bolívia, foi ai que talvez o comandante percebeu o seu erro, mas tinha uma alternativa, entrou em contato com seu amigo o prefeito de Chapecó. 
d)Para liberar um pouso com certeza leva crer que seria no Acre, pois já tinha feito isso várias vezes, mas foi negado e estava em " suposto estudo" que não veio, daí ele seguiu para COLÔMBIA  voo direto, faltava cinco minutos pa…