Nossos Leitores Obrigado Por Ler

A OAB DE SÃO PAULO CASSOU A INSCRIÇÃO DO JOSÉ DIRCEU , OUTRO LADO DA NOTICIAS CABE RECURSO, EM SESSÃO SECRETA

CONSULTOR JURÍDICO
G1
renato santos
24/08/2015

A seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) cassou nesta segunda-feira (24) a inscrição de advogado do ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu, segundo o site Consultor Jurídico. A decisão foi tomada pelo pleno da entidade em sessão secreta. Cabe recurso.


Até que  enfim, que a OAB  cassou o registro de  um mal exemplo  para  a categoria, demorou, mas sempre acreditei  nesta Instituição que  ao contrário de seus acusadores, afirmo,  não  é corrupta. 

 O pedido de cassação do registro de advogado do ex-ministro corre em sigilo. O nome do autor não foi informado. 


O pedido foi feito depois de Dirceu ter sido condenado na ação penal 470, o processo do mensalão, por corrupção ativa. O G1 não conseguiu contato com o advogado José Luís de Oliveira Lima, que representa Dirceu.

Dirceu é formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e é inscrito na OAB desde 1987. A carteira da Ordem permite exercer a profissão de advogado.
Em 2010, o Tribunal de Ética e Disciplina da OAB manteve o registro. O pedido se baseava na cassação de Dirceu do mandato de deputado federal por falta de decoro parlamentar no escândalo do mensalão.
José Dirceu cumpria prisão domiciliar em Brasília quando voltou a ser preso em agosto, na 17ª fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, suspeito de praticar crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.
Na ocasião, o advogado Roberto Podval, que defende o ex-ministro neste caso, concedeu entrevista coletiva em que disse que o ex-ministro é "bode expiatório" da operação e que a prisão é "política".

O QUE PASSOU DESAPERCEBIDO QUE NINGUÉM ANOTOU NAS ENTRE LINHAS SERÁ VERDADE MESMO, DILMA DOA 4 AERONAVES PARA O GOVERNO DA BOLÍVIA




Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

Autoriza o Poder Executivo a doar 4 (quatro) aeronaves H-1H à Força Aérea Boliviana.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: 

Art. 1o  Fica o Poder Executivo, por intermédio do Ministério da Defesa, autorizado a doar à Força Aérea Boliviana 4 (quatro) aeronaves de fabricação americana, tipo H-1H IROQUOIS, acionadas por motor Lycoming T53-L13B, matrículas 8659, 8533, 8657 e 8666, com os respectivos números de série 13843, 3205, 13024 e 13500, do acervo da Força Aérea Brasileira. 
Art. 2o  As aeronaves serão doadas no estado em que se encontram, e as despesas com seu traslado correrão às expensas da Força Aérea Boliviana. 
Art. 3o  A doação de que trata esta Lei será feita mediante termo lavrado perante o chefe do órgão competente do Comando da Aeronáutica. 
Art. 4o  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 
Brasília,  25  de  junho  de 2012; 191o da Independência e 124o da República. 

DILMA ROUSSEFFCelso Luiz Nunes Amorim
Antonio de Aguiar Patriota

 FAB do Evo Morales, sim, a Força Aérea da Bolívia se chama FAB, recebeu DE GRAÇA, 4 helicópteros da FAB(a de verdade, do Brasil), doados por Dilma Rousseff ao índio cocaleiro.

O Brasil da era Lula e Dilma acostumou-se a "dar mimos" para a Bolívia, desde que esta invadiu as refinarias da Petrobras por lá.

JUÍZ SÉRGIO MOURA APRESENTOU UMA REPRESENTAÇÃO CONTRA OS BLOGUEIROS PETISTAS AO MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL

Sérgio Moro apresentou representação contra blogueiros petistas por crimes contra sua honra. MPF faz intimação


Veja o texto completo do juiz da Lava Jato
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, apresentou ao Ministério Público Federal, em 24 de abril, uma representação contra os blogueiros petistas Fabiano Portilho, do Portal I9, e Miguel Baia Bargas, do Limpinho & Cheiroso, por crimes contra a honra de servidor público em exercício da função, no caso o próprio Moro.
Intimação MPF blogueiro.,


Na última sexta-feira, 21 de agosto, um oficial de justiça entregou a Bargas intimação do MPF (ver imagem ao lado), assinada pela procuradora da República Heloisa Maria Fontes Barreto, para que ele preste esclarecimentos no procedimento penal instaurado pela suposta prática do crime.
Bargas é citado na representação de Moro por ter reproduzido em seu blog uma das “matérias mentirosas” de Portilho – “Moro trabalhou para advogado do PSDB que desviou R$ 500 milhões” – dando-lhe um título “ainda mais categórico” que o envolve diretamente em “desvios de recursos públicos”: “Paraná: Quando Moro trabalhou para o PSDB, ajudou a desviar R$ 500 milhões da Prefeitura de Maringá”.
Fabiano Portilho, relembro, é o mesmo blogueiro que atacou o procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes quando veio a público a investigação aberta pelo MPF sobre o suposto tráfico de influência de Lula em favor da empreiteira Odebrecht.
Lopes se limitou a reagir no Facebook (aqui), mas Moro foi além com a representação, desmentindo ainda outras duas matérias de Portillo: “Esposa de juiz da Lava Jato fez parte da Máfia das Falências no Paraná” e “Esposa de juiz da Lava Jato é assessora jurídica de vice de Beto Richa, do PSDB” – esta última, reproduzida em vários blogs sujos do PT.
“O objetivo de algumas delas é ‘revelar’ inexistente vínculo do ora Requerente com partidos políticos de oposição, sugerindo que os processos da assim denominada Operação Lavajato seriam movidos por propósitos político-partidários, ou seja, que este julgador, ligado a partidos, estaria cometendo o crime de prevaricação”, escreveu Moro.
“O objetivo de outras delas é ‘revelar’ que pessoas ligadas ao ora Requerente seriam criminosos, como o advogado com o qual o ora Requerente trabalhou antes de ingressar na magistratura, ou mesmo a esposa do Requerente. Em ambos os casos, as notícias são absolutamente falsas, sem qualquer base na realidade”, completou o juiz, antes de desmascarar uma por uma, como se pode ler no documento original abaixo.
Sem pedir a censura ou interdição das matérias, “por ser contra, por princípio, essa providência”, Moro solicitou ao MPF que “tome as providências necessárias para processar criminalmente os responsáveis pelas matérias e as demais pessoas eventualmente envolvidas em sua produção”.
Obs: vamos apoiar Sérgio Moro em todas as suas frentes de combate ao crime e a intimidações criminosas travestidas de jornalismo.

NICOLAS MADURO OBRIGA A COLÔMBIA LIBERAR O NAVIO COM ARMAS PESADAS PRA CUBA EM TROCA DA LIBERDADE DOS COLOMBIANOS PRESOS NA FRONTEIRA DA VENEZUELA

renato santos
24/08/2015

Um tribunal na Colômbia autorizou vela para Cuba na terça-feira, um navio chinês transportando armas e vestindo cerca de três meses em detenção no porto de Cartagena  

"O 12º Tribunal Municipal de Cartagena Criminal ordenou e autorizou, a fim de salvaguardar os direitos fundamentais de Cartagena e os colombianos em geral, a partida do navio Da Dan Xian, bandeira chinesa em direção a Cuba", disse o promotor.
O navio foi preso no início de fevereiro em um porto de Cartagena, por suspeita de transporte de armas para Cuba ilegalmente, identificando entre a sua carga de 100 toneladas de pólvora, 2.640.000 iniciadores, 99 núcleos de projéteis e cerca de 3.000 glândulas construir armas de artilharia.
Embora o Ministério das Relações Exteriores da China afirmou que o navio esteve envolvido em "cooperação comercial normal".
A incapacidade de movimentar a carga era a razão pela qual o tribunal decidiu permitir sua partida.
"As autoridades militares disseram que não tinha como reduzir ou remover como não existem meios e estruturas adequadas para fazê-lo", acrescentou Fiscali.
Assim, o tribunal autorizou a partida do barco para o porto cubano de Mariel.
Este órgão jurisdicional "considerou necessário deixar o navio a navegar a plena carga não pôr em perigo as nossas costas e da comunidade perto de onde o barco está ancorado", disse Vicente Guzman, Diretor do Ministério Público, no departamento de Bolívar, Cartagena pertence.
"O juiz considerou que o direito à vida está acima das normas legais que deram origem a essa carga foi apreendida", disse Guzman.
Enquanto isso, o capitão do barco chinês, Hong Wu, permanecem detidas na cidade do Caribe, sendo investigado por tráfico de armas.


JUÍZ SERGIO MORO AUTORIZA A POLICIA FEDERAL PEDIR AJUDA AO FBI

fonte Alicia denten
Fonte de Pesquisa Isto é
Independente 
24/08/2015
Devido as  matérias  públicadas  na página  da www.gazetacentral.blogspot.com.br,  sob a  filha de HUGO CHAVES  a GABRIELA CHAVES e sua  ligação  com os envolvidos da OPERAÇÃO LAVA JATO, agora  o Juíz Sério Moro autoriza a entrada  do FBI, nas investigações.

O juiz Sergio Moro autorizou a Polícia Federal e o Ministério Público a buscarem ajuda do FBI – a unidade de polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, servindo tanto como uma polícia de investigação quanto serviço de inteligência interno (contra inteligência), tendo jurisdição investigativa sobre as violações de mais de duzentas categorias de crimes federais.
A motivação de tal atitude por parte do juiz federal, foi a descoberta de movimentações financeiras do “petrólão” em bancos nos Estados Unidos.
Uma equipe de investigadores da Polícia Federal já esteve nos Estados Unidos e teve acesso a registros bancários que somam 800 milhões de reais. Além de entregarem os titulares desses depósitos, os investigadores prometeram analisar por engenharia reversa o uso de offshores por agentes públicos, empreiteiros e políticos.
“Eles têm acesso a toda e qualquer operação de remessa feita do Brasil para paraísos fiscais no Caribe, na Europa e na Ásia”, garante um procurador da República.
Desse modo, acredita este mesmo procurador, a investigação terá muito maior celeridade, em função do avanço tecnológico e da estrutura da agência americana.
Rede global 
Além da viagem aos EUA, os investigadores já estiveram antes na Suíça. O próximo destino pode ser Hong Kong, onde ­foram identificadas várias offshores. No Brasil, a diversificação da origem e dos tipos de crimes apurados pela Lava Jato obrigou a força-tarefa sediada em Curitiba a criar núcleos de investigação em cidades como Brasília e São Paulo.

A conta de luz do PMDB
O ministro de Minas e Energia Eduardo Braga (PMDB-AM) nomeou seu chefe de gabinete, Willamy Frota, para o conselho da Eletronorte. Mas quer torná-lo presidente para trocar toda a diretoria. Braga e Frota moram num conhecido condomínio de Manaus que foi poupado no apagão de 2008.

Curto na Eletronorte 
Braga também quer a cabeça de Adhemar ­Palocci, o intocável diretor de Planejamento da Eletronorte. Irmão do ex-ministro da Casa Civil, “Palocinho” já teve seu nome citado na Operação Castelo de Areia e ressurgiu na Lava Jato como intermediário de propinas.



Metal entre cristais
A escolha do delegado Mario Fanton para investigar o suposto grampo ilegal na cela do doleiro Alberto Youssef parece ter sido sob medida... para criar confusão. A despeito da competência, Fanton tem temperamento difícil e acumula na carreira vários embates com colegas.

Chapéu furado
Ciro Gomes, diretor-presidente da Transnordestina Logística, foi ao Banco do Nordeste solicitar um empréstimo de R$ 1 bilhão. A resposta oficial ainda não veio, mas a presidente Dilma já mandou a equipe econômica negar a dinheirama.

Advogados na mira
A PF apura se escritórios de advocacia serviram de cobertura para operações do petrolão. Nestor Cerveró morava num apartamento em nome do advogado Marcelo Mello, do escritório Tauil, Chequer & Mello, que assessorou a Petrobras na compra de refinarias no exterior e fez doações para campanha do ex-presidente da estatal José Eduardo Dutra (PT/SE).

Um vice brilhante
O vice-presidente ­Michel Temer abriu a agenda oficial na semana passada para receber Roberto Stern, dono da HStern. O maior joalheiro do País foi acompanhado pelo diretor comercial. Do lado de fora do gabinete, funcionários especulavam sobre o motivo da ­inusitada reunião.

Campanha na rua
Com a polêmica operação de busca e apreensão contra Fernando Collor e outros ­políticos da Lava-Jato, o procurador-geral Rodrigo Janot apela para o “tudo ou nada”. Enquanto se cacifa junto aos colegas para a eleição da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) que elaborará a lista tríplice a ser envida à presidente Dilma, manda um recado ao Palácio e ao Senado sobre o que poderá fazer antes do fim de seu mandato em setembro. ­Concorrem com Janot Carlos Frederico, Mario Bonsaglia e Raquel Dodge, mas nenhum tem a “máquina” na mão.

Erga omnes cardozus
O ministro José Eduardo Cardozo diz achar que só há crime de lavagem quando há “ciência daquele que recebeu a doação”. Nenhuma novidade. Para responsabilização criminal, deve haver dolo. Nas ações penais contra o ex-tesoureiro João Vaccari, Moro quer a prova de que intermediários ou beneficiários de doações eleitorais sabiam que o dinheiro vinha do petrolão.

Anuncio

Seguidores

CAMPANHA PRA VENEZUELA

CAMPANHA  PRA  VENEZUELA
PRECISA DE AJUDA HUMANITÁRIA

As principais matérias do blog